Novas regras para entrega da Declaração do imposto de Renda

Prazo vai até 29 de abril

Fifa abre janela para jogadores na Rússia e na Ucrânia

Decisão foi motivada pela guerra que acontece no Velho Continente

Expedito Jr. faz Gol de Placa ao apoiar esporte amador em Bacabal

Desportista declaram apoio ao trabalho de expedito

Norris Cole, Lady Conceição e Norris Cole Jr. fazem Show Internacional em Bacabal

Show deve mobilizar toda massa reggueira de Bacabal e região

Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Quase Metade das mulheres Brasileiras,já foram agredidas por seus Maridos,segundo pesquisa do Instituto Avon

MULHER
 Pesquisa sobre violência doméstica divulgada ontem pelo Instituto Avon e pela Ipsos revela que 47% das mulheres admitem que já foram agredidas fisicamente dentro de casa. O levantamen- to “Percepções sobre a Violência Doméstica contra a Mulher no Brasil” revelou ainda que 38% dos homens também admitem que já agrediram fisica- mente suas mulheres. As maiores causas das agressões são ciúme e alcoolismo, mas eles (12%) também confessam que já bateram nas compa- nheiras sem motivo.
Na região Centro-Oeste, o medo de ser morta éoprinci- pal motivo de as mulheres agredidas não abandonaremos seus agressores. O motivo foi apontado por 21% das pessoas entrevistadas na região.
Nos estados do Sudeste, o medo de ser assassinada por ter rompido a relação chega a 15%. No Sul, 16%. O Nordeste tem o menor índice, 13%.
— É uma vergonha a mulher não sair de casa porque pode ser morta. Ciúme não é paixão. É mais complexo. O homem acha que tem posse da mulher. E asociedade machista é um problema porque acha que a mulher não tem direito a autoestima e nem pode falar, se manifestar — comentou a socióloga Fátima Jordão, conselheira do Instituto Patrícia Galvão, ONG que defende os direitos da mulher.
Entre as mulheres agredidas no país, 15% afirmam que são forçadas afazer sexo com o companheiro. Ao todo, 25% apontam a falta de dinheiro para viver sem o companheiro como um motivo significativo para que elas não os abandonem.
A pesquisa mostra que a sociedade não confia na proteção jurídica e policial nos casos de violência doméstica. Essa é a percepção de 59% das mulheres e de 48% dos homens.
— Denunciar depende da co- ragem da mulher . O número de denúncias feitas ainda épequeno em relação à violência que existe. Isso acontece porque as políticas públicas, que incluem delegacias especializadas e centros de referência, ainda estão aquém da necessidade — afirmou Maria da Penha Fernandes, que foi baleada pelomarido e te- ve o nome empregado na Lei Maria da Penha, que pune a vio- lência contra mulheres.
A pesquisa foi feita em 70 municípios, com 1.800 ho- mens e mulheres, entre 31 de janeiroe10 de fevereiro. Para relatar a violência, os entrevis- tados responderam um ques- tionário sigiloso.
Veja matéria completa no site do Instituto Avon

Pipoqueiro usa Twitter para manter clientes informados(RJ)

Depois da formalização, Nelsinho da Pipoka buscou na internet ferramentas de marketing, criou um blog e usa a rede social para se relacionar com seus clientes
Divulgação
Empresário Antônio Nélson Gonçalves
Empresário Antônio Nélson Gonçalves
Rio de Janeiro – A decisão certa em três tempos. Assim, o empresário Antônio Nélson Gonçalves define sua trajetória profissional construída há quase 20 anos na Cinelândia, um dos mais movimentados pontos comerciais no centro do Rio de Janeiro. A primeira foi ter criado o Disk Pipoka, sistema de pedido por telefone e entrega sem custo para atender os escritórios da região. Conquistou tantos clientes que logo passou a ser procurado por empresas interessadas em comprar pipoca para o lanche dos funcionários, mas, como não tinha como emitir nota fiscal, perdeu muitas vendas.
“Comecei a sentir a necessidade de me formalizar. Em dezembro de 2009, procurei o Sebrae e já saí de lá com o meu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). Foi outro acerto, porque, como Empreendedor Individual, minha vida mudou. O negócio deslanchou de verdade. Já contratei um funcionário e até forneço para festas”, comemora.
Antenado com as novas tendências, buscou na internet ferramentas de marketing e criou um blog. Usa o twitter para manter os clientes sempre informados. Organizou um cadastro, que inclui até o gosto pessoal de cada um, e não dispensa a tradicional caixinha de sugestões ao lado da carrocinha. Dali, ele tira ideias para aprimorar o negócio e criar novos sabores para a pipoca, incrementada com ingredientes inusitados como bacon e leite condensado com granola, último lançamento.
O movimento tem crescido tanto que Nelsinho da Pipoka, como é mais conhecido, prepara-se agora para o seu mais ousado passo. Já procurou um contador para se tornar um microempresário e está negociando o aluguel de uma loja, também no centro da cidade. Só com a carrocinha, não consegue mais atender todas as encomendas que recebe.
“Na vida, tudo é planejamento e trabalho. Por falta de opção, vivi na informalidade durante 16 anos e faturava apenas o suficiente para sobreviver, mas agora penso grande. Já consegui comprar dois imóveis e sonho com a minha loja. Esta é outra decisão que vai dar certo. Você duvida?”
fonte: SEBRAE/NOTÍCIAS

Flávio Dino assume com meta de atrair mais turistas estrangeiros mesmo depois da Copa

Da Agência Brasil
Brasília – Com a meta de atrair mais turistas estrangeiros para o Brasil até 2020, assumiu hoje (29) o cargo de presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) o ex-deputado federal Flávio Dino. “Minha meta é atrair milhares de turistas ao Brasil, antes, durante e depois da Copa do Mundo de 2014. E, para isso, teremos muito trabalho a ser realizado juntamente com todos os órgãos do governo”, disse Dino ao tomar posse.
O novo presidente da Embratur lembrou que o Brasil já é o destino líder da América do Sul, posição conquistada, segundo ele, graças ao Plano Aquarela, “que é o grande instrumento do turismo”. Segundo Dino, com os eventos esportivos mundiais sediados no país em 2014 (Copa do Mundo) e em 2016 (Olimpíadas) e uma política perene de atração de turistas vindos do exterior, a economia será beneficiada com a geração de 5 milhões de empregos.
Flávio Dino é juiz federal há 12 anos, foi secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil. Em 2006, filiado ao PCdoB, elegeu-se deputado federal pelo Maranhão.
Além do ministro do Turismo, Pedro Novais, que deu posse ao novo presidente da Embratur, estiveram na cerimônia os ministros da Defesa, Nelson Jobim, e da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Moreira Franco.

Pedro Novais dá posse ao novo presidente da Embratur

“Flávio Dino chega para somar à grande missão do Ministério do Turismo de desenvolver o turismo brasileiro”. A saudação foi feita pelo ministro do Turismo, Pedro Novais, ontem (29), em Brasília, ao discursar na cerimônia de posse do novo presidente da Embratur, o advogado, professor de direito e ex-deputado, Flávio Dino. Novais iniciou o pronunciamento com elogios ao ex-presidente da Embratur Mário Moysés, a quem chamou de “profissional de elevada competência e dedicação”.
Flávio Dino foi nomeado por Dilma Rousseff
Depois de falar dos avanços alcançados pelo setor do turismo, o ministro reafirmou seu compromisso com o desenvolvimento sustentável do turismo e com a erradicação da pobreza no país.
O ex-deputado Flávio Dino assumiu o cargo, lembrando que a Embratur tem “metas ousadas e factíveis” para os próximos anos. Citou como exemplos a expectativa de dobrar o número de visitantes estrangeiros até 2020 e triplicar a entrada de divisas por meio do turismo. Avaliou que a Copa do Mundo e as Olimpíadas deixarão importantes legados materiais e imateriais para o país, como melhorias na infraestrutura, na mobilidade, na segurança pública e, no que se refere à área de atuação da Embratur, na consolidação de uma nova imagem do país no mercado internacional.
Prestigiaram a cerimônia os ministros do Esporte, Orlando Silva; da Defesa, Nelson Jobim; da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Moreira Franco; e do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes. Também estiveram presentes o líder do PMDB na Câmara, Henrique Alves; o presidente nacional do PC do B, Renato Rabelo, além de deputados e senadores de diversos partidos. O secretário de Estado de Turismo do Maranhão, Tadeu Palácio, também participou da solenidade.
A Embratur é uma autarquia vinculada ao Ministério do Turismo, responsável pela promoção do Brasil no mercado internacional.
 FONTE:Ascom/Ministério do Turismo

Charlie Duke: 'Gostaria que um UFO me levasse de volta à Lua'

Por Público.es - Tradução e adaptação: Paulo Poian . UFO
 
Hoje com seus 75 anos, Charlie Duke [Charles Moss Duke Jr.] foi o homem mais jovem que pisou na Lua. Tinha 36 e, não contente com esse recorde, bateu também o de velocidade: uns não muito vertiginosos 18 km/h a bordo do jipe de exploração, que ia "flutuando" devido à gravidade em miniatura da Lua, segundo o próprio Duke, piloto do Módulo Lunar da Apolo 16, que alunissou em 21 de abril de 1972.

Onde estava no dia que Gagarin voou ao espaço? Eu era um jovem piloto de guerra destinado na Alemanha em 1961. Quando chegaram as notícias de que Yuri Gagarin tinha estado no espaço fiquei comovido, soube que era o começo de uma nova aventura para a raça humana. Estava decepcionado que não tivéssemos chegado primeiro, mas também muito orgulhoso de sua façanha.

Pensava naquele tempo que também chegaria ao espaço? Não. Quando o primeiro grupo de astronautas foi selecionado, eu era muito jovem. Em 1962 deixei a Alemanha e então conheci alguns cosmonautas. Foi quando pensei em me converter num deles, porque estavam muito entusiasmados com seu trabalho. Quem era piloto, realmente seria o melhor que poderia fazer.

O que foi mais difícil, ser a voz do centro de controle da missão Apolo 11, que levou homens pela primeira vez à Lua, ou a viagem do Apolo 16? A ansiedade foi muito maior na Apolo 11. Estivemos a ponto de cancelar a missão por problemas. A tensão no centro de controle era muito, muito alta. Mas aterrissar na Lua foi uma aventura maior e mais enriquecedora. Foi uma das metas de minha vida.

Qual é sua lembrança mais intensa daquela missão? A aterrissagem. Chegava a um lugar no qual não sabia como era a superfície. A vista mais impressionante foi a do segundo dia. Estávamos dando voltadas no rover lunar subindo para um lugar chamado Stone Mountain [Montanha de Pedra]. A uns 150 m sobre o vale demos a volta no carro e essa vista tirava a respiração. A deslizante superfície da Lua na distância para as chamadas Smoky Mountains [Montanhas Brumosas] e, mais acima, a escuridão do espaço. Ali, no meio do vale, estava nosso módulo lunar. A lembrança dessa vista está gravada em minha memória.

Teve a sensação, como outros astronautas, de ter chegado no auge de sua vida, e que o restante ia ser chato? Sim. Muitos de nós chegamos a esse ponto. Quando se terminou o programa Apolo, pensei, "o que vou fazer agora?" Todos os astronautas passamos por isto em algum momento. Eu levei seis anos para me dar conta de que o que me faltava era o lado espiritual de minha vida, e descobri uma relação com Deus que me deu a paz que não tinha. Mas não me tirou o amor pela aventura porque me encantaria voltar à Lua.

Buzz Aldrin, o segundo homem a pisar na Lua, disse que não há porque voltar ali, mas ir a Marte. Qual é sua opinião? Acho que devemos ir a Marte, é um passo adiante na progressão natural. Mas acho que é melhor desenvolver os sistemas que precisamos para vôos espaciais de longa duração na Lua. Podemos instalar uma base científica e está o suficientemente perto para receber ajuda.

Alguns experts têm proposto enviar pessoas a Marte só com bilhete de ida. Você iria? Não. O bilhete de ida para colonizar Marte, na minha idade, está além das minhas possibilidades. Mas é estranho, porque quando voltei da Lua disse a minha mulher que queria voltar. Se não me elegessem, disse, gostaria que um UFO me abduzisse.

Quanto demoraremos em ver uma geração de astronautas que chegue além da Lua? Depende da liderança política de nossos países. Se não temos políticos com a mesma visão que Kennedy, não o faremos nunca. Não sei como vamos gerar esse entusiasmo entre os líderes políticos. Há um grande benefício na exploração espacial, mas precisamos essa liderança clara, e com a atual crise vai ser muito difícil.

ASCOM-MA, Contrata estagiário em comunicação social com talento em Redes Sociais


Portal do Governo abre inscrições para contratação de estagiário

O Portal do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Comunicação Social, informa que estão abertas, até a próxima segunda-feira (4 de julho), as inscrições para a contratação de um estagiário com o seguinte perfil: acadêmico de Comunicação Social – Habilitação Jornalismo, que esteja entre o 4º e o 6º período do curso e que tenha facilidade com o manuseio da internet e demais redes sociais, a exemplo de youtube, twitter, facebook, flickr e blog.

Os interessados devem enviar o currículo para o e-mail noticiasdomaranhao@secom.ma.gov.br. Após a análise curricular, os candidatos pré-selecionados serão chamados para a entrevista individual e avaliação prática das atividades a serem desenvolvidas em uma página de internet. A jornada de trabalho será de 20 horas semanais.
FONTE: portal ASCOM/GOV

CPI DO ECAD

Randolfe Rodrigues é eleito presidente da CPI do Ecad

Na sessão de instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), nesta terça-feira (28), o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) foi eleito presidente do colegiado, e o senador Ciro Nogueira (PP-PI), vice-presidente. Por sugestão do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), que lembrou o consenso em torno dos dois nomes, a aprovação foi feita por votação simbólica.
Randolfe Rodrigues, autor do requerimento de instalação da CPI, designou o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) como relator. A primeira sessão da CPI foi marcada para terça-feira, 5 de julho, às 14h.
A CPI se destina a investigar, no prazo de 180 dias, denúncias de irregularidades que teriam sido praticadas pelo Ecad na arrecadação e distribuição de recursos de direitos autorais. A comissão de inquérito também investigará denúncias de abuso da ordem econômica e prática de cartel, além de debater o modelo de gestão da entidade e discutir o aprimoramento da Lei 9.610/98, que rege o direito autoral no Brasil.
- Salta à atenção o modelo de direito autoral no Brasil ser um dos poucos no mundo em que não existe nenhum tipo de fiscalização sobre os recursos que são arrecadados pela entidade central. Não tenho dúvida que esse é um aspecto que deve ser objeto de debate na CPI – comentou Randolfe.
Paulo Cezar Barreto / Agência Senado

CEPUMA: Centro de Pesquisa Ufológica do Maranhão informa: Humanos devem encontrar alienígenas dentro de 20 anos, diz pesquisador

Um importante astrônomo russo afirmou nesta segunda-feira que a humanidade deverá encontrar civilizações alienígenas dentro dos próximos 20 anos. Segundo o pesquisador, que discursou durante um fórum internacional, 10% dos planetas que orbitam em torno de sóis na galáxia se aqssemlham à Terra e se for encontrado água neles, a chance de haver vida sobre muito.



"A criação da vida é tão inevitável quanto a formação dos átomos. A vida existe em outros planetas e vamos encontrá-la em até 20 anos", disse o cientista Andrei Finkelstein, que é diretor do Instituto de Astronomia Aplicada da Academia Russa de Ciências.



Ainda de acordo com o pesquisador, os alienígenas poderiam ter estrutura física semelhante aos humanos, como dois braços, duas pernas e uma cabeça. A diferença ficaria nas cores de pele. Finkelstein é responsável por uma pesquisa quemonitora e difunde sinais de rádio no espaço em busca de sinais de vida em outros planetas

Cobra de duas cabeças é descoberta por cientistas

Uma cobra python de duas cabeças foi descoberta por cientistas, nesta quarta-feira, em Villingen-Schwenningen, na Alemanha. O réptil tem cerca de 1 ano e mede 50 centímetros.
Foto: EFE
O animal tem cerca de 1 ano e mede 50 centímetros | Foto: EFE
Segundo o criador de répteis Stefan Broghammer, este é o segundo caso conhecido de uma python com duas cabeças.
fonte: O Dia

''Não existe plano B'' para SP, diz ministro

Elza Fiúza/ABrampliar

imirante.com
- O ministro do Esporte, Orlando Silva, afirmou nesta quarta-feira (29), durante o programa "Bom dia Ministro", que o governo não trabalha com um "plano B" sobre o estádio que sediará os jogos da Copa do Mundo de 2014 na cidade de São Paulo. Segundo ele, o estádio do Corinthians a ser construído em Itaquera, conhecido como Itaquerão, deve ser a arena paulistana na Copa.
"Nós não trabalhamos com plano B. Nosso objetivo é que São Paulo trabalhe na Copa com o estádio que será construído em Itaquera. Vamos trabalhar para que a Câmara Municipal vote a questão [dos incentivos fiscais] o quanto antes.", disse o ministro.
A Câmara Municipal de São Paulo analisa a concessão de incentivos fiscais de R$ 420 milhões para a construção do estádio. No entanto, a tramitação foi paralisada por conta de um pedido de vistas.
Segundo Orlando Silva, "é muito importante" que os vereadores dêem destaque para a análise e votação do projeto do Itaquerão por conta do pouco tempo restante para a conclusão das obras.
"A informação que tenho é de que serão necessários 33 meses para execução do empreendimento. Nós já estamos falando de São Paulo entregar seu estádio para Copa dentro do ano de 2014, o que é bem complicado", enfatizou.
Licitações
O ministro também afirmou, durante o programa, que o texto-base da medida provisória que altera as regras sobre licitações de obras da Copa foi alterado para "deixar claro" que não há sigilo em relação aos orçamentos das obras.
O plenário da Câmara dos Deputados concluiu, na noite de terça-feira (28), a votação da medida provisória 527/11, que cria o Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC), ou seja, flexibiliza a Lei de Licitações 8.666 para as obras da Copa e das Olimpíadas de 2016. O projeto agora será encaminhado para votação do Senado.
Todas as propostas de alteração apresentadas pela oposição foram rejeitadas, mas três mudanças "redacionais", de acordo com o relator, deputado José Guimarães (PT-CE), foram feitas para facilitar a aprovação. Foi retirado o artigo que concede "superpoderes" à Federação Internacional de Futebol (Fifa) e ao Comitê Olímpico Internacional (COI). No texto-base, um dos pontos autorizava Fifa e COI a fazer mudanças em projetos e execução de obras voltadas à Copa.
Outras duas mudanças, feitas pelo relator, tratam do sigilo dos orçamentos das obras. A palavra "permanentemente" foi acrescentada na forma como os órgãos de controle poderão acessar informações de orçamentos das obras. A medida também cita nominalmente TCU, CGU e MP como órgaos que poderão ter acesso aos dados.
O ministro Orlando Silva afirmou ainda que as mudanças foram feitas "para que não se sustentassem premissas falsas" sobre as obras da Copa.
FONTE: G1

Reflorestar não resolverá problema do aquecimento global, diz estudo

Apesar de que as florestas são importantes sumidouros de carbono, os projetos de reflorestamento só terão um impacto limitado no aquecimento global, destacou um estudo publicado este domingo na revista científica Nature Geoscience.

Vivek Arora, da Universidade de Victoria, no Canadá, e Alvaro Montenegro, da Universidade de St. Francis Xavier, também no Canadá, desenvolveram cinco modelos de reflorestamento durante 50 anos, de 2011 a 2060.
Os cientistas examinaram seus efeitos no solo, na água e no ar se a temperatura da superfície terrestre aumentasse 3º C em 2100 com relação aos níveis pré-industriais de 1850.
O resultado demonstra que mesmo se todas as terras cultivadas do mundo forem reflorestadas, isto só bastaria para reduzir o aquecimento global em 0,45º C no período 2081-2100.

Isto se explica em particular porque precisa-se de décadas para que os bosques sejam suficientemente velhos para captar o CO2 que fica estancado durante séculos na atmosfera.

Um reflorestamento de 50% das terras cultivadas só limitaria a elevação da temperatura em 0,25º C.
Evidentemente, nenhuma destas projeções é realista, uma vez que as terras cultivadas são essenciais para alimentar a população do planeta, onde em 2050 viverão 9 bilhões de pessoas.
Segundo os outros três modelos, reflorestar as regiões tropicais é três vezes mais eficaz para "evitar o aquecimento" do que fazê-lo em latitudes mais elevadas ou em regiões temperadas.
Os bosques são mais escuros do que as terras cultivadas e, portanto, absorvem mais calor. Plantar florestas em um solo coberto de neve ou de cerais de cor clara diminui o denominado "efeito albedo", que é a quantidade de luz solar refletida do solo para o espaço.

"O reflorestamento em si não é um problema, é positivo, mas nossas conclusões indicam que não é uma ferramenta para controlar a temperatura se gases de efeito estufa continuarem a ser emitidos como se faz atualmente", disse Montenegro à AFP.

"O reflorestamento não pode substituir a redução de emissões de gases de efeito estufa", concluiu o estudo.
O desmatamento, sobretudo nas selvas tropicais, é causador de 10% a 20% das emissões de gases de efeito estufa do planeta.
FONTE; Uol

Casal de mulheres consegue direito a casamento civil

Duas mulheres conseguiram converter a união estável que tinham em casamento civil. A decisão foi dada por uma juíza do Distrito Federal no início da tarde desta terça-feira. É a segunda decisão de que se tem notícia no país de casamento civil entre homossexuais. E isso num intervalo de menos de 48 horas.

Segundo a advogada das partes e principal especialista em direito homoafetivo no Brasil, Maria Berenice Dias, as duas mulheres estão juntas há 12 anos. Já tinham um registro de união estável antes mesmo da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que reconheceu, em maio, a união estável para casais do mesmo sexo.

Após a decisão do STF, as duas mulheres refizeram o registro de união estável e entraram com o pedido de conversão da união em casamento civil.

"O Ministério Público renunciou aos prazos para recorrer da decisão, que já transitou em julgado", afirma Dias. "Depois da decisão de Jacareí, já temos outra decisão. É um tsunami."

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal confirmou a decisão, mas não deu detalhes, pois o caso corre em segredo de Justiça.
FONTE: O Imparcial

Deputado pede investigação de agiotagem na Assembleia

Raimundo Cutrim pediu a aprovação de projeto que cada deputado divulge o destino das verbas das emendas (HONÓRIO MOREIRA/OIMP/D.A PRESS)
Raimundo Cutrim pediu a aprovação de projeto que cada deputado divulge o destino das verbas das emendas
  
Raimundo Cutrim pediu a aprovação de projeto que cada deputado divulge o destino das verbas das emendas (HONÓRIO MOREIRA/OIMP/D.A PRESS)
A acusação de prática de agiotagem com a aplicação das emendas parlamentares gerou discussão entre os deputados na sessão de ontem. A Mesa Diretora disse que só se posicionará caso seja informada através de denúncia encaminhada oficialmente.

Informações divulgadas por setores da imprensa inclusive a nível nacional divulgam sem citar nomes que deputados maranhenses estariam trocando deságio de 20% a 50% do valor das emendas parlamentares em relações de agiotagem. Ontem, o assunto deu o tom da polêmica na Assembleia Legislativa. Defendendo a “transparência na aplicação das emendas parlamentares”, o deputado governista Raimundo Cutrim (DEM) pediu que fosse aprovado o projeto de resolução que obrigasse cada parlamentar a divulgar o destino dado às emendas. Este ano, cada deputado teve direito a pleitear até R$ 2,5 milhões ao Poder Executivo para aplicar em projetos de sua própria autoria.

A oposição aproveitou a deixa e partiu para o ataque. Bira do Pindaré (PT) e Marcelo Tavares (PSB) concordaram com Cutrim e pediram que a Casa investigasse as denúncias e interpelasse o autor das denúncias judicialmente. “É da maior gravidade e a Assembleia não pode fazer de conta como se nada estivesse acontecendo,” disse o líder da oposição.

O presidente da Casa, Arnaldo Melo (PMDB), afirmou que só tomará as providências caso a Mesa receba oficialmente um pedido de investigação acompanhado de provas que atestem a necessidade de fazê-lo. Ele disse ainda que qualquer deputado, partido ou cidadão tem o poder de realizar o pedido de investigação. “A Assembleia não pode se manifestar em razão de insinuações vagas,” justificou. Quem decide pelo prosseguimento ou não das investigações é o primeiro secretário da Mesa, Hélio Soares (PP).


Sigilo
Desde o começo deste ano, a distribuição das emendas tem gerado muito burburinho nos bastidores políticos. Há, desde o carnaval, reclamações sobre a demora na liberação das emendas. O assunto gerou uma crise entre o Palácio dos Leões e os deputados, logo resolvida com um dos almoços mensais chefiados pelos secretários Luís Fernando (Casa Civil) e Hildo Rocha (Articulação Política). Como a aplicação das emendas não é publicizada, a reportagem não teve acesso à percentagem já concedida aos deputados em 2011. Parlamentares governistas receberam parte do valor pedido ao governo durante o carnaval e, agora, no período junino.

Outra emenda polêmica foi a cedida a Luciano Leitoa (PSB), membro da oposição. No início do mês, o deputado recebeu R$ 550 mil em uma emenda para o Instituto Minka na cidade de Timon. Os companheiros de bloco acusam-no de ter negociado o apoio do PSB ao Palácio dos Leões, mas o deputado se defende afirmando que não aceitar a emenda seria irresponsabilidade na atuação parlamentar e que “as situações políticas não deveriam interferir no bem-estar da população”.
FONTE: O Imparcial

terça-feira, 28 de junho de 2011

Santa Luzia e Pedreiras recebem mais 22 bibliotecas rurais

Nestas terça e quarta-feiras (28 e 29, o O Programa Arca das Letras do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) vai entregar mais 22 bibliotecas para comunidades rurais dos municípios maranhenses de Santa Luzia e de Pedreiras, respectivamente.
Em Santa Luzia do Maranhão serão capacitados 34 agentes de leitura para cuidarem de 17 bibliotecas (2 agentes de leitura para cada comunidade). A oficina de formação será no dia 28 de junho às 9h, na Secretaria Municipal de Educação, e às 12 h será feita a diplomação dos agentes e a entrega oficial das bibliotecas pelas autoridades locais e dos governos estadual e federal presentes.
No município vivem mais de 74 mil habitantes, sendo que cerca de 50 mil na zona rural. Eles terão acesso às bibliotecas pela primeira vez. As atividades agrícolas de Santa Luzia baseiam-se na produção de subsistência com o cultivo de arroz, milho, mandioca, feijão, abóbora e fava.
As bibliotecas rurais do programa Arca das Letras também chegam pela primeira vez em Pedreiras no dia 29, onde serão formados dez agentes de leitura e entregues cinco bibliotecas em solenidade no auditório da Câmara Municipal de Vereadores.
Cultura e Educação no Brasil Rural
Desde 2003, quando foi criado, o programa Arca das Letras já distribuiu mais de 8.400 bibliotecas em comunidades de agricultura familiar, de remanescentes de quilombos, assentamentos da reforma agrária, áreas indígenas e em colônias de pescadores de todos os estados do Brasil. Foram colocados à disposição das famílias do campo mais de 2 milhões de livros que contribuem para o lazer, o entretenimento e para o desenvolvimento da educação e do trabalho.
As comunidades beneficiadas pelo programa Arca das Letras recebem bibliotecas com mais de 200 livros de literatura infantil e juvenil, além de técnicos e didáticos. Todos os livros recebidos pelas comunidades atendem às necessidades dos moradores. As bibliotecas são implantadas para incentivar a leitura, melhorar a educação nas comunidades e ajudar os moradores nas atividades agrícolas.
No Maranhão, o Programa Arca das Letras já implantou 425 bibliotecas em 109 municípios, beneficiando mais de 40 mil famílias. As bibliotecas são administradas por mais de 850 agentes de leitura, voluntários, moradores das comunidades, que recebem formação para incentivar a leitura e a cultura nas comunidades rurais.
Programação
Terça-feira 28 de junho de 2011 – Santa Luzia/MA
9h: Capacitação de 34 agentes de leitura do município de Santa Luzia
11h: Solenidade de entrega de 17 bibliotecas para as comunidades rurais e diplomação dos agentes de leitura.
Local: Secretaria Municipal de Educação – Av. Nagib Haickel, Centro. Santa Luzia/MA
Quarta-feira 29 de junho de 2011 – Pedreiras/MA
9h: Capacitação de 10 agentes de leitura do município de Pedreiras
11h: Solenidade de entrega de 5 bibliotecas para as comunidades rurais e diplomação dos agentes de leitura.
Local: Auditório da Câmara Municipal de Pedreiras – Rua Maneco Rêgo, 9006, Centro.
Apoio: Ministério da Educação-FNDE / Câmara Municipal de Vereadores de Pedreiras
fonte: MDA

Qual o Grau de Escolaridade dos Nossos Congressistas?

Levantamento do site site Congresso em Foco revela que apenas 8% dos 652 deputados e senadores – entre titulares que foram eleitos e suplentes que assumiram desde o início da legislatura – têm mestrado ou doutorado.
O Congresso tem apenas um parlamentar, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), com pós-doutorado e mais 14 doutores, 40 mestres e 119 especialistas. Quase 27% dos parlamentares tem algum tipo de pós-graduação, seja lato sensu ou stricto sensu.
A pesquisa também revela que as áreas mais cursadas são: Direito (22 bacharéis), Economia (11), Administração de Empresas (6), Medicina (6) e Contabilidade (5). Ao todo, 11 senadores (9,5%) estão entre os que não concluíram ou sequer ingressaram em curso superior.
Fonte: Congresso em Foco

Prefeito de Urbano Santos tem mandato cassado pelo TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou, na noite dessa terça-feira (28), o mandato do prefeito de Urbano Santos, Abnadab Silveira Leda. A decisão unânime dos ministros é fruto de uma Ação de Impugnação de Registro de Candidatura, de 2008, motivada por seguidas reprovações de contas pela Câmara de Vereadores do município, referentes aos mandatos de 1996 e 2004.
A execução da decisão deverá ser feita com a publicação do acórdão.
O prefeito cassado de Urbano Santos, Abnadab Leda, já havia sido afastado pela Justiça maranhense neste mês de junho. No dia 9, a 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) determinou o seu afastamento imediato, pois foi condenado a pena de dois anos e seis meses de reclusão e três meses de detenção por fraude em processo licitatório e crimes de responsabilidade, cometidos nas gestões anteriores.
A denúncia foi movida pelo Ministério Público em 2002.
Já no dia 25 de junho, o ministro Maia Filho, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), havia revogado a decisão do TJ-MA, reconduzindo o prefeito cassado ao cargo.
FONTE: Imirante.com

Beija-Flor informa detalhes do carnaval 2012 em coletiva de imprensa

Para dar detalhes sobre os preparativos do Carnaval 2012, membros da diretoria da escola de samba Beija-Flor, do Rio de Janeiro, concederão entrevista nesta terça-feira (28), às 11h, no Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho (Praia Grande). A escola vai levar para avenida o enredo "São Luís - O poema encantado do Maranhão", homenagem aos 400 anos da capital maranhense.

Na pauta da entrevista, a realização de um festival no qual a escola carioca escolherá sambas maranhenses para concorrer na final do concurso, em Nilópolis (RJ). Com um detalhe a mais: o festival será realizado no dia 8 de setembro, quando São Luís completará 399 anos.

Participarão da coletiva, seis membros da diretoria, entre os quais o diretor geral e de harmonia, Luiz Fernando "Laíla" Ribeiro do Carmo; o carnavalesco da escola Fran-Sérgio; além dos secretários de Estado da Cultura, Luís Bulcão; e de Comunicação Social, Sérgio Macedo.

Os membros da Beija-Flor estão em São Luís acompanhando os festejos juninos
FONTE: O IMPARCIAL

Ana de Hollanda em uma nova polêmica :Ministra Nomeia Valério Bemfica , dirigente da gravadora que lançou seu CD

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, está no centro de uma nova acusação, desta vez por causa de suposto conflito de interesses. Ana acaba de nomear para a chefia da Representação Regional do Ministério da Cultura o produtor Valério Bemfica, que presidiu a gravadora CPC-Umes – a mesma que lançou o mais recente trabalho da cantora Ana de Hollanda, o disco Só na Canção (2010), no qual exercita o coté de compositora pela primeira vez, em 14 faixas. Ele também produziu show dela como cantora em 1994.
Reprodução
Reprodução
Capa do CD Só na Canção. Gravadora da ministra
Bemfica, de 43 anos, sucede o ator e dramaturgo Tadeu di Pietro, que se afastou voluntariamente para retomar projetos na área artística – vai integrar a nova novela das 18h da Rede Globo, a convite de Jaime Monjardim, e estreia o monólogo Da Vinci, Maquiavel e Michelangelo, com direção de Rosi Campos. “Estive nos últimos 4 anos na Funarte e no MinC e tive minha carreira paralisada. Como tenho alguns convites recentes, resolvi aceitar, porque quando o cavalo passa encilhado a gente tem de montar”, disse Di Pietro. Curioso é que Di Pietro considera que, se ficasse, haveria “conflito de interesses” entre sua atividade artística e a atividade de funcionário público, e por isso se afastou.
Bemfica disse ao Estado que saiu do cargo no CPC-Umes e também se desligou da produtora cultural que mantinha e que, portanto, não haveria conflito de interesses em suas novas funções no MinC. Afirmou que a gravadora não está na origem de sua amizade com a ministra e que a Umes só teria três projetos incentivados pelo MinC recentemente. Ele já integrou o conselho da Lei Mendonça, em São Paulo.
Segundo o produtor, a gravadora CPC-Umes, embora seja comercial, não distribui rendimentos a diretores, o que lhe daria um caráter diferente das empresas de mercado. Além de presidir a gravadora que lança os discos de Ana de Hollanda, Valério Bemfica é também ligado ao jornal Hora do Povo, mantido pelo partido nanico PPL (Partido Pátria Livre, antigo MR8, parte do PMDB).
O Hora do Povo tem feito ataques à posição dos ativistas do copyleft, os quais acusa de fazerem o jogo dos interesses estrangeiros. O produtor Bemfica escreveu no Hora do Povo um contundente artigo pró-Ana de Hollanda, intitulado Retirada de Propaganda da ONG do Site do MinC Foi Ato Soberano, tratando da controvérsia entre os defensores do Creative Commons e os defensores do Ecad, postando-se do lado deste último. Mas ele afirma que sua nomeação não se deu por intermédio do partido que integra, mas de indicação pessoal da própria ministra.
Ativistas denunciam que Ana de Hollanda se cerca de gente que tem feito sua defesa em fóruns diversos, ignorando vozes dissonantes. A ministra diz buscar posição conciliatória para driblar crise no MinC, mas denuncia disposição para o confronto. Como disse recentemente no programa do apresentador Jô Soares, ela se acha vítima de uma “violenta conspiração”.
Valério Bemfica afirmou que as decisões artísticas da gravadora CPC-Umes não lhe cabiam, mas sim ao diretor artístico da gravadora, Marcus Vinicius de Andrade. Amigo da ministra, o maestro Andrade fez arranjos para seu primeiro disco e, como outros colaboradores de Ana, é ligado ao Ecad por meio da Associação de Músicos, Arranjadores e Regentes (Amar-Sombrás), e tem sido um dos que mais combatem publicamente a ideia de se fiscalizar o Ecad.
A reportagem do Estado entrou em contato por telefone ontem com Nei Bonfim, chefe da Comunicação do Ministério da Cultura. Bonfim estava em Bruxelas, Bélgica, acompanhando a ministra em viagem oficial, e ficou de obter uma posição dela em relação à nomeação de Bemfica, mas até o fechamento desta edição não entrou em contato para comentar.
A gravadora CPC-Umes é bancada pela União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (Umes). Sua atividade é bancada com dinheiro arrecadado com a emissão das carteirinhas de estudante. Em 1999, quando começava suas atividades, cerca de 20% do total arrecadado era destinado à cultura – metade desse porcentual ia para artes cênicas e a outra metade era dividida entre o selo CPC-Umes e demais atividades (como eventos, filmes, livros, etc.).
Crédito da reportagem: O ESTADÃO

Ciganos suspeitos de homicídios são presos em Paulo Ramos

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta terça-feira (28), mais dois ciganos suspeitos de homicídios na cidade de Codó. Francisco das Chagas Rocha, o chefe dos ciganos e Sebastião Rocha Assunção, o Melequias, foram detidos, em cumprimento a mandados de prisão preventiva, no município de Paulo Ramos, aproximadamente 200 km de Codó.
De acordo com o delegado Rômulo de Sousa Vasconcelos, da Regional de Codó, os ciganos são acusados de matarem, em maio deste ano, uma senhora identificada por Diomar Borges da Cunha. Em posse dos mandados de prisão, a polícia investigava o paradeiro do bando. “Como eles não mantêm moradia fixa, sempre estão mudando de lugar, fica difícil a localização exata deles”, ressaltou o delegado.
A prisão dos acusados ocorreu após um trabalho minucioso da polícia para identificar o paradeiro dos ciganos, que estariam escondidos no município de Paulo Ramos. O delegado contou que outros ciganos ainda conseguiram fugir, mas Francisco e o Melequias foram impedidos pela polícia.
Ambos foram levados a Delegacia Regional onde ficarão à disposição da Justiça. As polícias daquela região devem continuar as diligências para prender todos os envolvidos.
FONTE: Jornal Pequeno

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Quilombolas Maranhenses reinvindicam além de certificação de terras mais proteção por parte do Governo Federal

Foto: Imirante.com 
Mais de 800 quilombolas participam de assembleia com o Governo Federal
Por Daiane Souza
O presidente da Fundação Cultural Palmares (FCP), Eloi Ferreira de Araujo, entregou nesta quarta-feira, 22 de junho, certificados de auto-definição a 16 comunidades dos Estados do Maranhão e de outros 10 estados do país. Os documentos foram entregues durante reunião entre representantes do Governo Federal e quilombolas que juntos somaram mais de 800 pessoas na sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra/MA). As comunidades certificadas foram publicadas no Diário Oficial da União na última sexta-feira, 17 de junho, junto a outras 28 comunidades.
De acordo com o presidente da Palmares, a emissão das certificações é apenas a primeira das muitas ações que serão realizadas em prol destas comunidades. “Já estamos à procura de um lugar para estabelecermos a filial da Fundação aqui no Maranhão”, afirma Ferreira, que garantiu que a representação estará funcionando até o final do mês de agosto. O processo será agilizado com apoio dos governos Federal e Estadual.
O presidente Eloi Ferreira afirmou ainda que a reunião foi uma prova da força e da vitalidade da população negra brasileira em defesa da sua cultura. A assembleia foi uma reivindicação de lideranças quilombolas ameaçadas por grupos de extermínio no interior do estado que protestavam por segurança deste o dia 1° de junho.
Além do presidente, participaram do encontro Luiza Bairros, ministra da Secretaria de Políticas para a Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Celso Lacerda, presidente nacional do Incra, Maria do Rosário, ministra de Direitos Humanos, e Afonso Florence, ministro de Desenvolvimento Agrário.
COMPROMISSO – Com o objetivo de estabelecer ações para fortalecimento das comunidades, os setores do governo se
comprometeram a desenvolver o Plano de Ações Integradas para as Comunidades Quilombolas do Estado do Maranhão.Segundo Alexandro Reis, diretor do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro da FCP, as açõessignificam um grande passo para a cidadania. “O foco não está apenas em garantir autonomia social, ocupação e geração de renda, mas também na proteção dos sítios, patrimônios e apoio às manifestações culturais”, ressalta.
Entre as ações, a FCP anunciou que certificará cerca de 40 comunidades nos próximos dias. O Incra se comprometeu em disponibilizar dois antropólogos para concluir os laudos dos Relatórios Técnicos de Identificação e Delimitação (RTID’s) de dois territórios no estado. Já a Secretaria de Direitos Humanos (Sedh) criou um serviço de ouvidoria, no âmbito do Disque100, que poderá ser utilizado pelos quilombolas para denunciar casos de violência, ameaças e de omissão por parte de agentes da Segurança Pública.
A Sedh assumiu também a responsabilidade de levantar todos os inquéritos referentes a ameaças, violências e homicídios a lideranças quilombolas, além de acompanhar o processo que investiga o caso de Flaviano Pinto Neto, liderança do Quilombo do Charco assassinado em outubro de 2010.
Confira a lista das comunidades certificadas pela FCP e publicadas no Diário Oficial da União na sexta-feira, 17 de junho:
Amapá
Igarapé do Lago
Bahia
Monteiro, Bom Jardim e Pau Seco
Tamboril
Várzea da Serra
Tiririca de Cima
Riachão
Sapucaia
Riacho
Mata do Milho
Lagoa dos Couros
Pajeu
Logoa do João ( Pimenteira e Vassoura)
Curralinho
Boa Hora
Buqueirão dos Carlos
Anacleto
Laranjeiras
Ceará
Furada
São Jerônimo
Maranhão
Engole
Boa Vista
Bom de Viver
São Benedito dos Carneiros
Pau Pombo
Canta Galo I
Boa Esperança dos Campos
Brasília
Ponta
Santa Filomena
Nazaré
Cedro
Santa Rosa
Açude
Frechal dos Campos
Pindobal de Fama
Minas Gerais
Vargem do Inhaí
Mato Grosso do Sul
Ribeirinha Família Bulhões
Ribeirinhos Família Romano Martins da Conceição
Paraíba
Rufinos do Sítio São João
Daniel
Pernambuco
Fazenda Quixabeira Helena Gomes da Silva
Rio de Janeiro
Maria Joaquina
Rio Grande do Sul
São Manoel
Sergipe
Bongue
Fonte: Fundação PALMARES

Dilma desiste de apoiar sigilo eterno de documentos


Por AE
O Planalto estádisposto a aceitar o fim do sigilo eterno nos documentos ultrassecretos, comodecidiu a Câmara. A pressão dos senadores e da opinião pública e asmanifestações dos ministros Antonio Patriota (Relações Exteriores) e Nelson
Jobim (Defesa) levaram a presidente Dilma Rousseff a decidir que não fará vetosao que o Congresso decidir.
Até a semana passada, Dilma havia insistido na proteção dos papéisultrassecretos. Ela disse publicamente que era a favor do acesso a todos osdocumentos, mas fora convencida pela Defesa e pelo Itamaraty sobre anecessidade de sigilo nos casos de ameaça à soberania nacional e riscos àdiplomacia. Agora, a presidente muda de ideia mais uma vez.
Os deputados aprovaram a lei determinando que os documentosultrassecretos fiquem em sigilo por 25 anos, podendo esse prazo ser renovadopor, no máximo, mais 25 anos. Quando a proposta chegou ao Senado, seupresidente, José Sarney
(PMDB-AP), e o senador Fernando Collor (PTB-AL) – ambos ex-presidentes daRepública – começaram a negociar a retomada da versão original, que dá aogoverno o poder de renovar essa proteção por tempo indeterminado.
Os líderes do Senado ouvidos ontem pela reportagem disseram que amaioria dos parlamentares prefere o projeto aprovado pela Câmara. Além disso,na noite de segunda-feira, em reunião no Planalto, com Jobim e Patriota, os ministros disseram à presidente que não há em suas pastas arquivos e documentosque justifiquem “o sigilo eterno”. Por conta da pressão de Sarney eCollor, Dilma havia dado apoio ao “sigilo eterno”. As informações são do jornal OEstado de S. Paulo.
Copyright © 2011 Agência Estado.

Abertas inscrições para o exame de Educação de Jovens e Adultos (MA)

Estão abertas as inscrições para o exame de Educação de Jovens e Adultos, exclusivamente para candidatos que estão pendentes, quanto ao Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) de 2008, e Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2009 e 2010.
As provas serão realizadas nos dias 21 e 22 de julho, no Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA), no bairro Camboa. No
dia 21/07 serão aplicados, no horário das 9 às 12h, os testes de Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Geografia, Filosofia e Sociologia); à tarde, das 14 às 17h, serão as áreas de Matemática e suas Tecnologias.
No dia 22/07 será a vez das provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Biologia, Química e Física), das 9 às 12h. A prova de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias e Redação (Inglês, Língua Portuguesa e Arte), será aplicada no horário das 14 às 17h30.
As inscrições podem ser feitas até o dia 30, na sede do CEJA, localizada à Avenida Barão de Itapary, s/n, Camboa, e nas Unidades Regionais de Educação (UREs). Para se inscrever o candidato precisa apresentar os seguintes documentos: boletim com resultados do Enem e ENCCEJA; carteira de identidade, CPF, comprovante de residência (original e cópia); e duas fotos 3×4. Mais informações podem ser obtidas por meio do fone: (98) 3231 3004.
fonte:SEDUC-MA

João do vale nas ondas da novela Cordel Encantado


Nós Maranhenses estamos nos sentindo muito orgulhosos por vários motivos, sendo um dois mais importantes o fato de uma novela  com tema nordestino ”salvar” um horário de novelas  já saturado e bem disputado por programas pseudo-jornalisticos policiais. Assim  temos como uma das faixa da trilha sonora da novela “cordel encantado” o nosso saudoso João do Vale,”Estrela Míuda” na voz da ilustre Maria Bethania. Diante de tantos fatos de discriminação contra os nordestinos explicitados nas redes sociais,por mostrarmos nossa identidade e força em nossas atitudes. Estrela míuda é umas das canções mais populares entre os maranhenses álem é claro de Carcará e pisa na fulô.(do blog)
veja matéria no O GLOBO:
RIO – Apenas três das 17 vozes presentes no CD nacional de “Cordel encantado” não são de músicos nordestinos. O sotaque arretado de artistas como Luiz Gonzaga (“Xamêgo”), Lenine (“Candeeiro encantado”), Maria Bethânia (“Estrela miúda”),
Alceu Valença (“Na primeira manhã”) e Zé Ramalho (“Chão de giz”) dá o tom da bolachinha, lançada agora pela Som Livre. Composta por uma trilha eclética, a elogiada trama das 18h da Globo, ambientada no fictício sertão de Brogodó, tem desde Chico Science & Nação Zumbi (“Maracatu atômico”), passando por Otto (“Carcará”) e a (ainda) desconhecida Núria Mallena (“Quando assim”).
Pernambucana radicada há seis anos no Rio, Mallena ficou surpresa ao ver a sua faixa, com letra singela e a simplicidade de uma gravação feita com voz e violão, embalar o romance de contos de fada da cozinheira Maria Cesária (Lucy Ramos) com o Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia).
- O Ricardo Waddington ( diretor de núcleo) tinha me visto em um sarau promovido por amigos na casa da ( apresentadora) Fernanda Lima. Dias depois, a Bianca Bin ( protagonista da trama), que é minha amiga, insistiu para levar uma fita demo, com quatro músicas, para a produção da novela. O Ricardo lembrou na hora de “Quando assim”, mas quis a versão que
cantei naquela apresentação, sem o acompanhamento de uma banda. Faltavam duas
semanas para a estreia quando ele me ligou dizendo que eu iria fazer parte da
trilha – conta Mallena, que só descobriu que iria embalar as cenas do rei ao
ouvir sua voz no ar.
A faixa é uma das mais comentadas de “Cordel encantado” junto com a música da
abertura, “Minha princesa cordel”, cantada em dueto por Gilberto Gil e Roberta
Sá.
- Para mim é uma honra estar na mesma trilha que traz Luiz Gonzaga e nomes como Gil e Caetano – destaca a cantora pernambucana, que lança nos próximos meses o seu disco com a mesma versão de “Quando assim” ouvida no horário das 18h.
Além de Núria Mallena, o disco traz outros nomes da novíssima geração da MPB como Karina Buhr. Baiana criada no Recife, a cantora interpreta “Tum tum tum”, sucesso de Jackson do Pandeiro.
Queridinha das trilhas globais, Maria Gadú canta “Bela flor”. A cantora está entre o grupo dos três músicos que não vieram do Nordeste, formado ainda por Filipe Catto (“Saga”) e Monique Kessous (“Coração”).
Leia mais sobre
esse assunto em http://oglobo.globo.com/cultura/revistadatv/mat/2011/06/17/trilha-sonora-da-novela-das-18h-tem-sotaque-nordestino-924706660.asp#ixzz1PjkQqwUH

CEPUMA: Centro de Pesquisa Ufologica do Maranhão Informa: Encontrada estrela que jorra volume inacreditável de água

FONTE: Sam Biddle/Gizmodo 
 
Nasce uma estrela: o gás e poeira estimulando jatos polares, mostrado em tom azulado na ilustração

Pesquisadores de astronomia descobriram uma estrela que está literalmente borrifando o espaço inteiro: ela lança o equivalente a 100 milhões de Rios Amazonas por segundo. A estrela que jorra água, no entanto, está menos para cachoeira e mais para jacuzzi (banheira de hidromassagem), pois o fluxo de água está a 100.000°C.

A essa temperatura, a água não está mais líquida, na verdade ela se decompõe em átomos de hidrogênio e oxigênio que, quando lançados no espaço, interagem com a poeira cósmica ao redor da estrela, formando cristais de gelo. Quente ou fria, ela se move extremamente rápido - a até 200.000km/s - e tem quase uma galáxia cheia de água assim. Mas não se preocupe, essa admirável bagunça está a 750 anos-luz de distância.

Na verdade, trata-se de uma protoestrela bebê nos padrões do universo, devendo continuar nesse processo de espirrar água no espaço por milhões de anos, criando ondas e acumulando camadas de poeira ao redor, até virar um astro de fato.

João do Vale – O Poeta do Povo

Prezados leitores do Diário do Mearim, chega de divulgar falcatruas de nossos gestores, hoje faço uma homenagem à sua alma de Maranhense e disponibilizo a todos um resumo da vida do Mestre João do Vale, o poeta do povo, patronoi da Cadeira de número 12 da Academia Bacabalense de Letras ocupada pelo Poeta Triste Raimundo Laércio, agradecemos ao site PolivoCidade pelas informações gentilmente cedidas. Aplausos para todos que acessarem... O Brasil agradece.

Nascimento
João Batista Vale nasceu em Pedreiras, no Maranhão, a 11/10/1933. Quinto de oito irmãos ajudava em casa, vendendo balas e doces feito pela mãe. Freqüentou a escola até o terceiro ano primário, quando teve de interromper os estudos – não para trabalhar, mas para ceder lugar ao filho de um coletor recém-nomeado para trabalhar em Pedreiras.
Ida para o Rio de Janeiro
Aos 12 anos mudou-se com sua família para São Luis e aos 14 tomou a decisão de morar no Sul – sonhava com o Rio de Janeiro. Como seus pais não o deixariam partir fugiu de trem para Teresina e arranjou emprego como ajudante de caminhão. Viajava de Fortaleza a Teresina, um dia chegou a Salvador, primeira cidade grande que conhecia, e em seguida foi para Minas Gerais. Chegou ao Rio de Janeiro, de carona, aos 17 anos e foi ser ajudante de pedreiro.
Conhecendo artistas famosos
Trabalhava e dormia na construção; à noite percorria as rádios na esperança de se aproximar de algum artista. O primeiro a que teve acesso foi Zé Gonzaga, que a princípio não quis ouvir suas músicas, mas, depois, gostou muito delas e gravou Cesário Pinto, que fez sucesso no Nordeste. Luís Vieira foi o segundo que João procurou, conseguiu que Marlene gravasse Estrela Miúda (de autoria dos dois).
Carreira
Embora não tenha sido fácil, o início da carreira de João do Vale foi rápido, pois ele chegara ao Rio no final de 1950 e, já no ano seguinte, suas músicas começaram a ser gravadas. Em 1952, foi pela primeira vez receber os direitos autorais, surpreendeu-se com a quantia: 200 cruzeiros. Uma fortuna, para quem suava na construção por 5 cruzeiros mensais.
Famosos e João do Vale
Além de Marlene – que gravou várias composições de João -, Luís Vieira, Dolores Duran, Luiz Gonzaga e Maria Inês também cantaram e registraram sues trabalhos com êxito.
Filme
Em 1954, participou com figurante do filme Mão Sangrenta, dirigido por Carlos Hugo Christansen, João do Vale conheceu Roberto Farias – na época assistente de direção, – que, ao se transformar em diretor, convidou o compositor para musicar alguns de seus filmes, como No Mundo da Luz, de 1958. Além disso, em 1969 ele comporia a trilha sonora de Meu Nome é Lampião, de Mozael Silveira.
Apresentações
No Rio, começou a se apresentar no Zicartola – o bar de Cartola e Zica onde compositores se reunião para cantar. Fez sucesso e foi convidado para ali se apresentar às sextas-feiras.
Forró forrado
O show do Forró Forrado foi criado especialmente para João do Vale pelo seu proprietário, seu Adolfo, amigo e admirador do criador de Pena na Pimenta.
Sem gravar discos, por causa da censura, vendendo seus baiões para outros compositores, o poeta estava à margem da indústria cultural. Preocupado com a situação do amigo, seu Adolfo criou o show. Na primeira apresentação, lá estava um grupo de pouco mais de 150 pessoas – a maioria viera para rever e ouvir João do Vale, os que ainda não o conheciam logo se tornaram seus fãs, e o forró transformou-se num sucesso.
Ali, naquele espaço pobre, onde alguns poucos ventiladores aliviavam o calor do salão, a carreira de João do Vale tomou novo impulso, ele passou a acontecer de novo.
A conversa rica e original de João do Vale ia esquentando à medida que os copos se esvaziavam sobre a mesa do boteco e ele, no seu gesto característico, ia libertando os pés das sandálias por debaixo da mesa.
Como todo grande artista, João se antecipou aos cientistas na percepção do mundo social, da tragédia ou da comédia desta vida. Foi assim que, muito antes que a expressão “capilaridade social” ganhasse freqüência na linguagem dos sociólogos, João do Vale já detectava com agudeza o movimento de ascensão que permite a uns poucos sair da miséria para compartilhar da abastança. Em Minha História, ele fala de sua origem pobre e de sua ascensão como artista, mas, quando já com a consciência meio aliviada, no preparamos para festejar sua glória, ele desfaz o jogo de encantamento para terminar denunciando: “Mas o negócio não é bem eu/É Mane, Pedro e Romão/Que também foi meu colega/E continuam no sertão/Não puderam estudar/Nem sabe fazer baião”.
Fim da censura
Em 1975, os ares estavam mais respiráveis, então, João do Vale retornava de Pedreiras para Nova Iguaçu e apresentava, com enorme sucesso, seus show em circuitos universitários.
E ainda esse ano o show Opinião foi reapresentados, após 10 anos da realização do primeiro. Alguns meses depois do segundo show Opinião, João do Vale foi convidado para apresentar-se nos Estados Unidos da América e seu sucesso foi tanto que ele voltou outras vezes.
Em 1976, João preparou e apresentou seu show E agora João? E um de seus melhores momentos era, sem dúvida, o inspiradíssimo xote que colocava um pobre, embora precavida, viúva em maliciosa conversa com um matreiro e assanhado amigo da família. E, lapingochadas à parte, a platéia se deliciava com a desfaçatez, ou melhor, a cara-de-pau dos personagens.
E João do Vale continuou apresentando seus shows por todo o país, vendendo seus LPs, ganhando com direitos autorais.
Doença
Em 1987, quando ia Nova Iguaçu com uma amiga, parou em um restaurante para almoçar. João sentiu-se mal e de repente desabou direto no prato, fulminado por um AVC, mais conhecido como derrame cerebral. Sua acompanhante ficou apavorada e, não se soube se por ignorância ou maldade, saiu correndo e abandonou o local. Então, foi levado inconsciente para o Hospital da Posse de Nova Iguaçu. Sem documento e dinheiro (sua carteira ficara na bolsa da tal acompanhante), foi deixado numa maca e negligentemente abandonado à própria sorte.
Após ficar sem atendimento adequado, teve convulsão e caiu da maca, batendo a cabeça no chão do Hospital. Foi atendido por uma estagiária mais atenta, onde foi reconhecido e a partir daí passou imediatamente de “crioulo sem ter onde cair morto”, para “artista brasileiro negro e talentoso, necessitado de socorro imediato”. Peculiaridades de um país socialmente racista.
João ficou internado por dois anos na ABBR, no bairro Jardim Botânico, para tratar da semi-paralisia do lado direito do seu seu corpo. Nesse período seus amigos se movimentaram para organizar e promover shows em benefício do artista e sua família.
Em 1989 João recebeu alta, onde providenciou a sua aposentadoria, onde passou a viver dessa pensão (cinco salários mínimos) e de direitos autorais.
João do Vale ficou consciente, mas com grande lacunas na memória, cognição afetada, dificuldades na fala, tinha o corpo semi-paralisado e a perna visivilmente atrofiada.
Retorno a pedreiras
Em outubro de 1992 João é homenageado em sua terra natal, com um show no Teatro da Praia Grande. Músicos e intérpretes, de toda uma geração que não pôde vê-lo ao vivo, agora cantavam os sucessos do velho mestre. Na ocasião João revelava que sua intenção era se mudar para a cidade de Pedreiras a fim de passar o resto da sua vida na terra onde nascera.
Então João volta para Pedreiras, mudança fundamental para sua saúde. Ele não cansava de repetir o quanto se sentia bem em sua cidade natal.
Homenagens
Ao completar 60 anos, em 1993, João era lembrado com um show no teatro que levava seu nome, o Espaço Cultural João do Vale, na Praia Grande, em São Luis. Uma semana após o show ele apareceria de surpresa na estréia de Chico Buarque no Canecão, no Rio. Naquele mesmo final de ano, Chico Buarque começou a pensar no projeto de um disco-tributo para João do Vale, com venda a ser revertida para o artista e sua família.
O discou começou a ser gravado, pela BMG – Ariola, em 1994 e tinha direção artística de Chico Buarque, Fagner e Sérgio de Carvalho e participavam vários artistas consagrados trazendo somente composições de João do Vale.
O disco-tributo João Batista Vale recebeu, em 1995, o Prêmio Sharp de melhor disco de música regional.
Morte
No ano de 1996, a saúde João do Vale ia oscilando, apresentando melhoras alternadas com algumas crises.Todo o dia João batia ponto nos jogos de dominó em frente ao Sindicato dos Arrumadores, no centro de Pedreiras. Aos poucos, o estado de João do Vale passava a preocupar cada vez mais. Em 22 de novembro daquele ano, a turma do dominó soube que João não iria para o jogo, pois passara mal e resolvera ficar em casa. No final da tarde foi acometido por um novo acidente vascular cerebral. Apresentando um quadro grave de diabetes, hipertensão arterial e insuficiência renal, no dia 4 de dezembro, sofria seu terceiro e fatal derrame, o que o levou ao coma. E no dia 06 de dezembro de 1996, sexta-feira, às 13h30min, com falência múltipla dos órgãos, morria João Batista Vale, o poeta do povo João do Vale. A pedido seu, antes de morrer, foi enterrado, em 8 dezembro, no modesto cemitério São José, de Pedreiras. Mais de 5 mil pessoas acompanharam o cortejo fúnebre, ao som de Pisa na fulô e Carcará, em arranjo para solo de saxofone de Sávio Araújo.

MP recomenda a proibição da venda de bebida alcoólica a crianças e adolescentes em Paulo Ramos

A Promotoria de Justiça de Paulo Ramos encaminhou aos organizadores das festas juninas na cidade recomendação para que orientem os donos de barracas, bares e vendedores ambulantes quanto à proibição da venda de bebida alcoólica e demais produtos que possam causar dependência física ou psíquica a crianças e adolescentes, como determina o artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente.
Conforme define a lei, é tipificado como crime punível com detenção de 2 a 4 anos “vender, fornecer, ainda que gratuitamente, ministrar ou entregar de qualquer forma a criança ou adolescente, sem justa causa, produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica, ainda que por utilização indevida”,
O promotor de Justiça Fernando Berniz Aragão, titular da Promotoria de Paulo Ramos, também sugere diretamente aos proprietários de barracas juninas que se abstenham da conduta prevista no artigo 243 e que divulguem em local visível e de fácil acesso o teor da Recomendação.
Segundo orientação do promotor, cópia da recomendação será encaminhada à Prefeitura de Paulo Ramos, Secretaria Municipal de Cultura, Conselho Municipal da Criança e do Adolescente e ao Conselho Tutelar.
fonte: CCOM-MPMA

Descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal motiva ações contra prefeito de Santa Luzia

Em razão de não ter disponibilizado cópias da prestação de contas do exercício de 2010 à Câmara de Vereadores do município de Santa Luzia, o Ministério Público do Maranhão interpôs, em 22 de junho, duas Ações Civis Públicas contra o prefeito de Santa Luzia, Márcio Leandro Antezana Rodrigues. As manifestações foram propostas pelo promotor de Justiça Joaquim Ribeiro de Souza Junior.
Numa ação, o MPMA pede que as contas sejam entregues à Camara Municipal para o conhecimento da população. A outra visa combater o ato de improbidade administrativa cometido pelo gestor.
De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal todo prefeito deve disponibilizar as contas da prefeitura para a consulta e apreciação dos cidadãos e das instituições da sociedade, nos termos do art. 49 da Lei Complementar nº 101/2000. As mesmas contas omitidas à população foram apresentadas ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).
Segundo o promotor Joaquim Junior, a norma legal é salutar pois possibilita a todos os cidadãos o exercício da fiscalização da administração pública. “Não entendo porque os agentes políticos ainda resistem tanto ao cumprimento de normas que garantem transparência na condução da administração pública, uma vez que vale nestas hipóteses, o ditado popular de que quem não deve, não teme", afirma.
Sobre o assunto, o promotor de Justiça ainda comentou: "A resistência quanto à prestação de contas à sociedade remonta ao período do absolutismo monarquico, não sendo compatível com a forma de governo republicana”.
Caso as ações propostas pelo Ministério Público sejam julgadas procedentes, além da suspensão dos direitos políticos por até cinco anos, Márcio Rodrigues deverá cumprir as penalidades previstas na Lei de Improbidade Administrativa, dentre as quais a perda do cargo de prefeito de Santa Luzia.
FONTE: CCOM - MPMA

terça-feira, 21 de junho de 2011

Camisinha que ‘turbina’ a ereção passa em testes

POR CLARISSA MELLO
Rio - Um motivo a mais para usar preservativos: foi aprovada por autoridades da área de Saúde da União Européia a camisinha ‘Durex’, que promete prolongar e deixar a ereção mais firme. A ‘superereção’ é garantida por um gel que lubrifica o preservativo. A substância dilata as artérias e aumenta o fluxo de sangue para o pênis.
Arte: O Dia
Arte: O Dia
Estudo feito pela Futura Medical (laboratório que desenvolveu o preservativo) revelou que, comparada à camisinha comum, a ‘Durex’ é capaz até de deixar o pênis maior — pelo menos foi essa a sensação dos homens que testaram o produto. Já as mulheres relataram uma experiência sexual de duração mais longa — e de mais qualidade.

Tratamento no consultório

Mas não são todos que podem usar o preservativo. Segundo o urologista do Hospital Badim, Celso Dantas, quando o homem não consegue ereção, fica impossibilitado também de colocar a camisinha. Logo, o produto não substitui o tratamento com medicamentos orais. “Esse preservativo pode ser bom em casos nos quais a ereção não é tão firme, ou acaba no meio da relação sexual. O homem que sofre de disfunção erétil não consegue ereção, então, a camisinha não encaixa”, explica Celso.

O médico também alerta: em contato com a pele do pênis, o gel pode causar irritação. “A melhor solução é procurar um urologista e identificar os fatores que dificultam a ereção. Às vezes, a cura é psicológica”, diz. O preservativo deve começar a ser vendido na Europa em um mês.

Pai de siamesas pede que filhas tenham direito de morrer

O indiano Mohammed Shakeel, pai das gêmeas siamesas Saba e Farah, de 15 anos, está fazendo um apelo ao governo da Índia para permitir a morte das adolescentes - que sofrem de dores extremas na cabeça e nas juntas, já que nasceram com o crânio fundido, além de desenvolverem problemas na fala com a idade. Mohammed conta que não tem mais como bancar os tratamentos das filhas.
Foto: Reprodução Internet
Meninas sofrem com dores insuportáveis durante todo o tempo em que ficam acordadas | Foto: Reprodução Internet
O indiano descreve a condição das filhas como "tão desesperadora que o governo deveria deixar que elas morressem". Ele chegou a levar as gêmeas a vários especialistas renomados para encontrar uma forma de separá-las. Os médicos descobriram, porém, que as duas dividiam uma artéria vital no cérebro, além dos dois rins, localizados apenas no corpo de Farah.

Os especialistas disseram, ainda, que precisariam ser realizadas seis cirurgias para separá-las e a chance de um não sobreviver era de uma em cinco. O pai decidiu, então, não correr o risco.

A dependência dos rins de Farrah está causando perda de peso e pressão alta nas duas. "Tudo o que queremos é que, ou o governo disponibilize um tratamento para elas, ou permita que elas morram e parem de sofrer", disse o pai ao jornal Daily Telegraph.

O irmão das gêmeas também contou que as meninas sofrem com dores insuportáveis durante todo o tempo em que estão acordadas.
fonte: O Dia

Hotéis de três a cinco estrelas serão obrigados a ter internet no quarto

FONTE: G1
Uma portaria publicada no "Diário Oficial da União", nesta terça-feira (21), aponta os requisitos que cada estabelecimento hoteleiro deve ter para ser classificado entre uma e cinco estrelas.
Entre as exigências para hotéis entre três e cinco estrelas está a obrigatoriedade de fornecer acesso à internet no quarto - leia a portaria. Além disso, os estabelecimentos entre três e cinco estrelas devem ter aparelhos de televisão em todas as unidades.
A portaria cria o Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass). Em entrevista ao G1 na segunda, Ricardo Moesch, diretor do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento do Ministério do Turismo, informou que o governo federal pretende classificar mais de seis mil estabelecimentos hoteleiros até a Copa do Mundo de 2014.
A classificação em estrelas dos hotéis havia sido revogada no ano passado pelo governo federal. A nova classificação segue critérios internacionais e visa padronizar a rede hoteleira em razão da Copa e das Olimpíadas de 2016.
A portaria traz os requisitos para cada tipo de estabelecimento: hotel, resort, hotel-fazenda, cama e café, hotel histórico, pousada, flat-apart.
Para os hotéis cinco estrelas, os requisitos são mais de 190, sendo que cerca de 70% são obrigatórios, entre eles: estacionamento, água potável disponível no quarto (não necessariamente gratuita), TV por assinatura, roupão, chinelo, cardápio em português e mais dois idiomas, médico de urgência e no mínimo seis serviços adicionais no próprio hotel, como salão de beleza, babá, farmácia, loja de conveniência, locação de automóveis e agência de turismo.
Sauna, piscina e salão de jogos são opcionais em hotéis cinco estrelas, mas itens obrigatórios para os resorts, que só podem ser classificados entre quatro ou cinco estrelas.
Um resort cinco estrelas, por exemplo, precisa de piscina de três tamanhos e 1,5 m² de área de piscina por capacidade máxima de hóspedes. Os resorts são obrigados a oferecer centros de tratamento de beleza, quadra de tênis e ter oferta de três restaurantes ou mais.

CEPUMA - Centro de Pesquisa Ufologica do Maranhão Pergunta: De onde veio toda a matéria do universo e para onde foi a antimatéria?

Mistério da física mais próximo de ser solucionado

   
O detector de neutrinos Super-K

É por isso que a comunidade científica está tão entusiasmada com o anúncio de uma descoberta feita por um experimento conhecido com Super-Kamiokande (ou Super-K), no Japão. Os resultados indicam uma intrigante nova propriedade das enigmáticas partículas conhecidas como neutrinos. Existem três tipos, ou sabores, deles - neutrino do elétron, neutrino do múon e neutrino do tau.

Experiências anteriores têm demonstrado que estes diferentes tipos podem, espontaneamente, transformar-se um no outro, um fenômeno chamado de "oscilação" de neutrinos. Dois tipos de oscilações já foram observadas, mas em seu primeiro período completo de funcionamento, o experimento Tokai-to-Kamioka (T2K) encontrou indícios de um novo tipo - o aparecimento de neutrinos de elétrons em um feixe de neutrinos do múon.

Um feixe de neutrinos do múon foi gerado no acelerador de prótons J-PARC, localizado em Tokai, e dirigido ao longo de 295 km até o detector subterrâneo Super-K, na costa leste do Japão. Uma análise dos eventos induzidos por neutrinos neste detector indica que um pequeno número dos neutrinos do múon - seis, exatamente - transformaram-se em neutrinos do elétron durante a viagem.

Partículas e anti-partículas

Isto significa que agora já se observou experimentalmente que eles podem oscilar em todas as formas possíveis. Esse nível de complexidade abre a possibilidade de que as oscilações de neutrinos e suas anti-partículas (chamadas de anti-neutrinos) possam ser diferentes. E se as oscilações dos neutrinos e dos anti-neutrinos são díspares, demonstraria um exemplo do que os físicos chamam de violação da simetria CP [Carga-paridade].

Isto poderia ser a chave para explicar porque há mais matéria do que antimatéria no universo - um excesso de uma delas não deveria acontecer dentro das leis conhecidas da física. 
crédito: sk.icrr
Frame
 da tela de detecção do Super-K
Frame da tela de detecção do Super-K
 O experimento funcionou de janeiro de 2010 até 11 de março deste ano, quando foi drasticamente interrompido pelo terremoto japonês. Seis eventos de neutrinos do elétron foram observados claramente nos dados anteriores ao terremoto - na ausência de oscilações, deveria ter sido apenas 1,5. Ainda que tal excesso só pudesse acontecer por acaso cerca de uma vez em 100, ele não é suficiente para confirmar uma descoberta real em física - a observação é chamada de "indicação".

"As pessoas às vezes pensam que as descobertas científicas são como interruptores de luz, que passam de desligado para ligado, mas, na realidade, elas vão do 'talvez' ao 'provavelmente', e daí para 'quase certamente' conforme você obtém mais dados. Agora nós estamos em algum lugar entre o 'provavelmente' e o 'quase certamente'", explicou o professor Dave Wark, do Imperial College London e membro do T2K.
fonte: Inovação Tecnológica

Pacientes renais crônicos cobram hemodíalise do SES

Ismael Araújo



A Secretaria Estadual de Saúde (SES) foi denunciada ao Ministério Público Federal (MPF) pelos pacientes renais crônicos da região do Médio Mearim, que abrangem mais de 30 cidades do Maranhão, para garantir o direito de realizar hemodiálise três vezes por semana na Clínica Biorim, localizada no município de Bacabal, credenciada pelo Sistema Único de Saúde em terapia renal substitutiva. Segundo informações da direção da clínica, há mais de 3 meses que o governo não repassa o pagamento integral e o prejuízo está em torno de 130 mil reais.

O presidente da Associação dos Pacientes Renais e Transplantados do Médio Mearim (Apartam), Raimundo Nonato Raposo, falou que a clínica Biorim está fazendo a parte dela, atualmente com 34 máquinas de hemodiálise e tendo médico nefrologista residindo em Bacabal. O problema está justamente com a Secretaria Estadual de Saúde, localizada na capital, não vem cumprindo, nestes três últimos meses, com o pagamento integral e ainda há 15 pacientes fazendo diálises de graças. “É um direito dos pacientes, garantido por lei, dialisar próximo de casa. A associação está há vários dias tentando conversar com o secretário de saúde, Ricardo Murad, mas, não consegue. Em vista disso, denunciamos ao Ministério Público Federal para tomar as devidas providências, pois, os pacientes estão correndo risco de morte”, diz o presidente da Apartam.

Ele ainda informou que a Apartam representa mais de 200 famílias de pacientes renais crônicos da região de Bacabal e também os  mais de 50 pacientes, que estão sendo obrigados a realizar hemodiálise em Caxias e São Luís, submetidos aos perigos das estradas na madrugada; viajando mais de 700 KM, no intervalo de três vezes por semana, pois, para Raimundo Raposo, as viagens acabam piorando o estado de saúde dos pacientes.

Um dos administradores da Biorim, o médico Haroldo Azevedo, disse que a clínica tem capacidade para atender a 200 pacientes, mas, no momento, apenas 145 pacientes fazem hemodiálise e há uma fila de espera de 50. Nestes últimos meses, a Secretaria Estadual de Saúde autoriza os procedimentos de hemodiálise, no entanto, não faz o pagamento integral e com isso está gerando prejuízos financeiros a clínica que está em torno de R$ 130 mil reais. “Devido a situação caótica, nos próximos dias, 15 pacientes serão transferidos para São Luís, mas assim, que o secretário de saúde assumir o compromisso contratual de pagamento integral de todos os procedimentos autorizados, a clínica garantirá o atendimento imediato da fila de espera e toda a demanda”, afirma Haroldo Azevedo.

Versão oficial
A Secretaria Estadual de Saúde informou via nota que o atendimento aos pacientes que necessitam de hemodiálise na clínica Biorim está normal, dentro das metas contratadas pela secretaria, que mantém o pagamento por esses serviços rigorosamente em dia.

Timon tem situação semelhante

Os pacientes renais da região de Timon também reclamam do atendimento nos hospitais da cidade e muitos estão até mesmo sem receber os medicamentos essenciais para o tratamento.

Um dos casos mais grave está do lavrador Jurandir Pereira, que mora em Governador Luís Rocha. Toda semana, o lavrador deixa a vida pacata da roça para fazer hemodiálise numa clínica, localizada na cidade de Timon. Em uma casa, ele juntamente com outros pacientes do Maranhão passam, em média 4 dias, hospedados, ou seja, o tempo necessário para cumprir as etapas do tratamento, mas, nestes últimos meses, a coordenação da Associação dos Pacientes Renais de Timon informou que a casa onde abriga esses pacientes vai ser desalugada  pela falta de pagamento. A coordenação ainda disse que muitos pacientes estão há mais de três meses sem receber os medicamentos para repor o cálcio e controlar a pressão.

A Secretaria Municipal de Saúde de Timon explicou que a medicação está sendo distribuída normalmente, o que ocorreu de fato, que alguns pacientes que solicitaram a medicação não estão cadastrados e devem procurar a Secretaria de Saúde do município.



MEMÓRIA

Custeio de despesas

O juiz da comarca de Bacabal, Osmar Gomes dos Santos, obrigou o município de Lago Verde a custear as despesas de transporte, alimentação e medicamentos necessários ao tratamento do paciente Adelson Alves da Cruz, portador de insuficiência renal aguda, no Hospital Getúlio Vargas, na capital. A decisão é do dia 10 de março de 2011. A multa diária pelo descumprimento da decisão é de R$ 5 mil, sob a responsabilidade pessoal do prefeito e da secretária de saúde do município, que devem responder solidariamente em caso de não-cumprimento da medida.

A decisão do magistrado atende a pedido de tutela antecipada em ação civil pública proposta pelo Ministério Público Estadual contra o município. Segundo a Ação, o MP enviou ofício ao município solicitando providências no sentido de garantir o tratamento do paciente, mas nenhuma solução foi adotada. Daí o pedido de tutela antecipada a fim de compelir o município de Lago Verde à obrigação de fazer, custeando as despesas do tratamento.

Consta da Ação que desde 2002, Adelson Cruz faz hemodiálise no Hospital Presidente Dutra, em São Luís, em tratamento custeado pelo município de Lago Verde através do tratamento fora do domicílio. Mas, Adelson Alves arcava com as despesas de deslocamento. Ainda segundo a ação, o paciente procurou o prefeito e a secretária para resolver o problema, o que não aconteceu, apesar dos administradores terem se comprometidos a arranjar uma vaga para o tratamento em Bacabal.