Novas regras para entrega da Declaração do imposto de Renda

Prazo vai até 29 de abril

Fifa abre janela para jogadores na Rússia e na Ucrânia

Decisão foi motivada pela guerra que acontece no Velho Continente

Expedito Jr. faz Gol de Placa ao apoiar esporte amador em Bacabal

Desportista declaram apoio ao trabalho de expedito

Norris Cole, Lady Conceição e Norris Cole Jr. fazem Show Internacional em Bacabal

Show deve mobilizar toda massa reggueira de Bacabal e região

Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

domingo, 28 de abril de 2013

ABL participa de lançamento de livro em Esperantinópolis


Representado a literatura bacabalenses fizeram-se presentes na noite de 27 de abril, em Esperantinópolis, membros da Academia Bacabalense de Letras no lançamento do romance  “Mandigas”, do escritor Raimundo Corrêa.
Escritor Raimundo Corrêa ladeado por membros
da Academias Bacabalense de Letras 
 O autor, de 73 anos de idade já tem cerca de 7 livros publicados, exerceu o cargo de secretário municipal de educação e, junto com sua esposa, são figuras experientes e fundamentais na cultura local, a exemplo da coordenadoria do Ponto de Cultura, tendo sido eles os fundadores da 1ª biblioteca da cidade, há 39 anos e autores do Hino de Esperantinópolis.
 Seu Raimundinho, como é carinhosamente chamado é uma pessoa da mais alta estima e respeito na sua cidade, sendo um arquivo vivo da cultura local.
   A noite de autógrafo reuniu parentes, amigos políticos e literários da Academia Esperantinopense de Letras, da qual foi seu primeiro presidente há 8 anos, o representante da FALMA-Federação Maranhense das Academias de Letras, Sr. Francisco Brito, além de convidados de outras academias e confrarias literárias da região.
   A convite da Sra Ana Néres, membro da AEL, entidade com quem a ABL tem estreitado seus laços confradianos na Literatura, A ABL se fez presente através dos acadêmicos Zezinho Casanova (presidente), Costa Filho (vice), Morais Pessoa (correspondente) e Jacson Lago (sucessor), tendo os mesmos deixado em seus discursos a marca de sua afeição pela literatura e as congratulações com o senil escritor, que embora de uma cidade pequena, tem dom literário do mais alta estirpe, embora ainda não disseminado em nível mais amplo.
   “Na nova gestão, a ABL tem estado presente em variados eventos na cidade e fora dela revigorando os laços com outras instituições literárias. E continuaremos indo, levando o nome das letras bacabalense pelo certame maranhense, fortalecendo a classe e a própria instituição” disse o presidente Casanova.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

BACABAL: 93 ANOS NOS BRAÇOS DE ARTISTAS



Por Zezinho Casanova
Há dias venho adiando o que estou a fazer agora, uma crônica sobre o tão esperado aniversário de Bacabal. Não sei o que escrever, as palavras parecem fugir do papel qual poeta  modernista das rimas e regras parnasianas. Meu sentimento pela cidade é de ternura. Estou a olhar nas águas pardas do Mearim um imenso mururu que passa bailando como se levasse consigo todas as nossas frustrações.
No entanto eu não estou tão frustrado assim, sinto desapontar aqueles que esperam um texto carregado de questionamentos, tão comuns  à minha personalidade. Está na hora de apagar a vela da indisposição e acender a luz do bom senso. Do ponto de vista da qualidade artística das atrações culturais, Bacabal viveu sua melhor festa de aniversário, a começar pela memorável espetáculo de teatro de bonecos apresentado na praça do bolo encantando adultos e crianças,  foi estendido o “Tapete Vermelho” para receber ;o povo o cinema em praça pública, numa cidade que não tem nenhuma sala de cinema, nem mesmo privada, mas já produz vários filmes que  poderão revelar novos cineastas para o país.
A inesquecível apresentação da Orquestra Filarmônica estrela da Serra deixou bestificados a plateia que atônita presenciava jovens músicos cearenses se superarem com seus talentos, excelente  repertório e iluminação, performance criativa, é claro que se esperava da orquestra pelo menos a execução de uma clássico, mas isso  não tira o brilho da festa, mas fica a dica.O grande problema foi a senha, desagradável ser barrado pela falta de um papel, mas pro uma questão de segurança o teatro só cabia 500 pessoas. Entendi, mas não compreendi.
Ter a história de Bacabal contada de maneira diferente através do espetáculo “Bacabal nos braços de artistas”  foi algo impar na história do município, não foi um texto frio, mas um texto quente em denuncia principalmente pela falta de politicas públicas de cultura para cidade, ver no palco o coronel fundador da cidade, o jogo da capoeira, a sensualidade de nosso  reggae, a poesia dos nossos imortais, a irreverencia do hip-hop,  a graça de Pai Francisco e Catirina nos faz acreditar que um novo Bacabal é possível.
Mas a festa também teve seus problemas, foi triste ver católicos e evangélicos cobrando do poder publico atrações ligadas a suas religiões, atrações essas ligadas à cultura de  massa que não precisam do dinheiro publico para se manterem, assim como as amadas e odiadas bandas de forró de plástico,  com caches de valores nem  sempre justos para nosso povo, se estão na programação os gestores são criticados, se não estão os gestores são crucificados e lá se vai o dinheiro da cultura descendo pelo ralo. Caso no próximo aniversário a religião seja critério poderoso para contratar atrações, sugiro que contratem um atração espírita, indico Nando Cordel, o embaixador da CULTURA DE PAZ,  ai sim a democracia ecumênica estará respeitada.
É comum ouvir dizer que a propaganda é a alma do negócio, mas parece que em Bacabal isso não está claro para que fez a divulgação da mais importante festa publica do ano. Havia funcionários da própria prefeitura que desconheciam a qualidade da programação e suas atrações, o criterio das senhas foi ótimo para os organizadores, mas serviu de pretexto para critica dos insatisfeitos. Convite impresso eu não recebi, e nem precisava dessa formalidade, mas importante do que um pedaço de papel  foi minha  participação como voluntário, da Academia Bacabalense de Letras e de tantos outros grupos que  participaram da festa.
Olhem! Está passando  outro mururu... espero que os gestores  não esqueçam de transformar tudo isso em politicas publicas de cultura para nosso povo,que não seja apenas beleza como a passagem do mururu, ficarei  aqui esperando o próximo ato, curtindo as águas pardas do Mearim e olhando  de perto  minha filha Dandara a brincar na areia...

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Flávio Dino chega a 62,15% de intenção de votos para o governo do Estado


Eleições 2014
Pré-candidato oposicionista tem 46,23% de diferença sobre Luís Fernando
Nova rodada de pesquisa do Instituto Amostragem/Jornal Pequeno confirma o favoritismo de Flávio Dino, que venceria a disputa pelo governo do Estado no 1º turno se as eleições fossem hoje. Dino lidera com folga todos os cenários testados contra os possíveis candidatos da governadora Roseana Sarney. O Amostragem ouviu 1.300 pessoas em 40 municípios do Maranhão nos dias 5, 6 e 7 de abril e tem margem de erro de 2,66% para mais ou para menos.
O levantamento aponta que Flávio Dino tem hoje 62,15% das intenções de voto. Luís Fernando aparece com 15,23%. Nulos e brancos ficam em 7% e 15,62% dizem que não sabem ou não responderam. A diferença pró Flávio Dino é de 46,23%.
Quando o confronto simulado é entre o presidente da Embratur, Flávio Dino, e o ministro Edson Lobão, o candidato oposicionista também tem uma grande vantagem. Dino lidera com 57,68%, enquanto Lobão pontua em 27,38%. Nulos e brancos somam 4,62% e 10,31% não responderam ou não sabem. Neste caso a diferença pró Flávio Dino é de 30,3%.
Flávio Dino lidera também com larga vantagem a sondagem espontânea, aquela em que não se apresentam os nomes dos pré-candidatos. Dino tem 17,62% das intenções de voto, seguido de Roseana Sarney, que não pode concorrer para o governo em 2014, com 10,23%. Neste quesito Luís Fernando aparece com 1,69%, Edson Lobão (1,46%), outros (4,16%) , brancos e nulos 1,46% e não sabem ou não opinam (63,38%).
No item rejeição, em que o entrevistador pergunta em que o eleitor não votaria, Lobão tem hoje 32%, Luís Fernando 17,31% e Flávio Dino possui 10,08%.
Evolução de cenários – Na comparação feita entre as duas pesquisas feitas pelo Instituto Amostragem/Jornal Pequeno, Flávio Dino permanece com larga vantagem em relação aos demais candidatos. No levantamento feito em novembro de 2012, o presidente da Embratur chegava a 55,4% em intenção de votos no cenário com Lobão, que aparecia com 31,92%. Agora apresenta 57,69% contra 27,38%.
No cenário com o secretário de Roseana Sarney, Flávio Dino tinha 63,08% e oscilou para os 62,15% de agora. Já Luís Fernando caiu de 20,15% para 15,23%, bem acima da margem de erro da pesquisa.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

BACABAL RECEBE LIVRARIA ESPÍRITA ITINERANTE


A bela paisagem urbanistica da Praça de Santa Terezinha em Bacabal, amanheceu hoje mais bonita, estacionado em frente à praça está um gigantesco onibus que faz um trabalho de encentivo à leitura da literatura espirita, em especial da obra de Chico Xavier que dá nome a livraria ambulante, que por sinal foi eleito o  maior brasileiro de todos os tempos em recente concurso organizado pelo SBT - Sistema Brasileiro de Televisão e apresentado pelo enigmático  empresário e apresentados Silvio Santos, o Midas da comunicação brasileira.
A livraria impressiona poe seu tamanho e pelo acervo de livros que divulga e vende. Apesar das perseguições e desrespeito com os espiritas e seus ideias são vitimas, ainda assim o mercado da literatura espirita não para de crescer.
O Sucesso do projeto não pé de agora ,tudo começou no dia 12 de março de 1994, às 18 horas,  quando Adjair Fernandes de Faria  partiu de Uberlândia em direção a Uberaba, onde pernoitou. 

Na manhã do dia 13, ele próprio abriu as portas do ônibus-livraria para receber a visita do grande vulto do Espiritismo uberabense, Francisco Cândido Xavier. 

Modesto e discreto, Adjair reluta na divulgação do importante trabalho, sempre preocupado em não aparecer. 
Em Bacabal, além dos livros serão  distribuídas gratuitamente  milhares de mensagens. 

Ao Adjair os nossos parabéns e um grande abraço da comunidade cristã bacabalense.



Adjair dirigindo o ônibus-livraria



Público em atendimento



Adjair fazendo a manutenção das instalações elétricas do veículo


Leia mais sobre o ônibus-livraria acessando:

http://ismaelgobbo.blogspot.com/2009/10/onibus-livraria-ambulante-livros.html
 

DEU NO BLOG DO LOUREMAR: TJ condena Zé Vieira por improbidade administrativa



O ex-prefeito de Bacabal, José Vieira, teve os direitos políticos suspensos e está proibido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios e incentivos fiscais, direta ou indiretamente, pelo prazo de três anos, conforme decisão da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado, que manteve sentença do juízo da 1ª Vara de Bacabal. O ex-prefeito terá ainda que ressarcir R$ 10 mil ao erário.
O Ministério Público Estadual (MP) ajuizou ação civil pública acusando Vieira de ter cometido ato de improbidade administrativa ao fazer publicar, em 24 de abril de 1998, matéria caracterizada como propaganda eleitoral irregular em jornal com custo de R$ 10 mil aos cofres públicos.
Segundo o MP, o texto fazia promoção pessoal de ex-gestor e de sua família, constando fotos e destaque para os feitos pessoais, e não da municipalidade. Ele recorreu da condenação, negando a conduta ilícita e pedindo a extinção do processo por inexistência dos requisitos legais.

A relatora do processo, desembargadora Maria das Graças Duarte, não acolheu os argumentos da defesa e manteve a condenação, ratificando a possibilidade de aplicação da Lei de Improbidade Administrativa contra prefeitos e vereadores, sem prejuízo da responsabilização política e criminal.
A magistrada citou o artigo 37 da Constituição Federal, que exige o princípio da impessoalidade e a supremacia do interesse público nos atos da Administração. Ressaltou a configuração do ato do ex-prefeito como ilícito, uma vez que o texto constitucional veda a promoção pessoal dos agentes públicos, a fim de impedir desvios de finalidade.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

BACABAL NÃO TEM APENAS CHEIRO MOSTRADO PELO FANTÁSTICO ou CRÔNICA MERDA AO MÉRITO

Por Zezinho Casanova

Neste domingo mais uma vez a cidade de Bacabal é destaque na imprensa nacional,não é a primeira vez que isso acontece, pelo menos com o mau cheiro que serviu de metáfora para matéria produzida pela revista eletrônica Fantástico da Rede Globo de televisão.. A reação dos bacabalenses nas redes sociais foi imediata à veiculação da matéria, o sentimento da  comunidade é de indignação, no entanto é nossa a maior responsabilidade, o grupo político que desfilou com carro de bombeiro há alguns anos atrás, é o mesmo, mudou-se teoricamente os nomes dos gestores(?).
A insatisfação da comunidade é louvável, mas como cidadão ainda meio tonto com o mau cheiro social da matéria, ainda  tenho bom senso que caberia ao Fantástico,, esquecer os desmandos de nossa classe politica e produzir uma matéria sobre a história e a cultura bacabalense. O povo brasileiro precisa saber que fora as mazelas sociais Bacabal tem pessoas e produções que merecem o nosso respeito. Por que não produzir uma matéria sobre o bumba-meu-boi de zabumba, sotaque único na cultura brasileira presente aqui no mearim? Divulgar nossa música, contar a estranha história da santa Edite ignorada pela igreja oficial, mostrar a beleza de nossas mulheres, a luta de nossos atletas, o talento de João Monhana e seus obras literárias polemicas imortalizadas na Academia Bacabalense de Letras? Ah, já sei, isso não dá IBOPE.
Mas isso não é privilegio do Fantástico, a imprensa local que usa o nome das grandes redes a quais são afiliadas, promovem verdadeiros reality shows mostrando roubos, assassinatos, tráfico de  drogas, prostituição criando falsos heróis tanto do lado da lei quanto dos bandidos. As blitz já viraram rotinas, da forma como um bandido é tratado o cidadão contribuinte também é parado e submetido às humilhações típicas do estado policialesco que por nossa culpa ainda precisamos sustentar e conviver. Se fazermos as coisas certas, nao precisamos de um Estado Policialesco  a nos monitorar vinte quatro horas por dia. São as mazelas  sociais do capitalismo.
Enquanto isso nos senadinhos da vida discute-se tudo, menos a solução para nossos problemas. Agora um jovem Deputado diz resolver o problema do corpo de bombeiros, antes tarde do que nunca, está cumprindo com sua obrigação de nosso representante, resta ver pra crer.
Cá continuaremos observando o comportamento de nossa comunidade que sem visão bate a cara contra o muro da razão,por segurança é melhor mantermos nossos carros limpa fossas sempre abastecidos para qualquer eventualidade, até acho que esses senhores deveriam ser homenageados pelas autoridades, talvez essa seja uma proposta deselegante e mau cheirosa, mas pelo menos pelo Blog Diário do Mearim, sintam-se homenageados com a melhor das intenções, a medalha de "MERDA AO MÉRITO", deixaremos os que  o povo mesmo coloque nos pescoços dos merecedores. Espero que eu não seja um deles....rsrsrsrssrs....

domingo, 7 de abril de 2013

ALLA realiza I Semana Lagopedrense de Literatura e Artes



A I Semana Lagopedrense de Literatura e Artes é um evento realizado pela Academia Lagopedrense de Letras e Artes (ALLA) e pretende agregar valores culturais e intelectuais, trazendo conhecimento e experiência aos participantes, além de incentivar e divulgar a literatura e as artes lagopedrenses e das cidades vizinhas, pois sabemos que as produções literárias, de todos os tipos e todos os níveis, satisfazem necessidades básicas do ser humano, essa incorporação enriquece a nossa percepção e a nossa visão do mundo.
            A ALLA é a idealizadora e responsável por este evento, que ocorrerá nos dias 18, 19 e 20 de abril de 2013, no Colégio São Francisco de Assis. Oferecendo palestras, oficinas, exposições e feiras literárias e artísticas, além de lançamento de livros e apresentações de peças teatrais e de cantores da terra.
            Nesta primeira edição, pretende-se atingir a classe estudantil e os professores das redes municipal, estadual, federal e privada do município de Lago da Pedra e das cidades vizinhas, além de profissionais envolvidos com literatura e qualquer outra arte e de pessoas que apreciam esse tipo de evento. Estima-se a participação de 1000 pessoas.
O tema escolhido para este ano será “Artes e Literaturas fazendo a cultura Lagopedrense”. A base desse tema é a tentativa de resgatar e incentivar a literatura e as artes lagopedrenses, dando maior importância à cultura.
A cultura de um povo é o retrato do próprio povo. A cultura surge de várias formas, uma delas é a literatura, através desta última é possível reconhecer o passado, entender o presente e planejar o futuro. Através da literatura se faz o retrato de uma época, seus usos, costumes, idéias e problemas. As outras artes, plásticas, cênicas, etc, abrilhantam a cultura de um povo. Não importa se é escritor, escultor, ceramista, pintor, arquiteto, músico, ator ou outro profissional, todos estão fazendo sua arte e merecem destaque.
A I Semana Lagopedrense de Literatura e Artes possibilitará que estudantes e professores das redes municipal, estadual, federal e privada do município de Lago da Pedra e das cidades vizinhas, além de profissionais envolvidos com literatura e as outras artes interajam entre si. Os artistas poderão expor e comercializar suas produções e a população poderá conhecer seus artistas e contemplar suas obras.
A decisão de realizar este evento surgiu quando a ALLA percebeu a carência de eventos lagopedrenses que incentivem a cultura e os artistas locais. O evento pretende proporcionar crescimento tanto aos participantes quanto aos organizadores e aos patrocinadores. Pois para os participantes trás uma possibilidade ímpar de conhecer a arte a cultura lagopedrense, para os organizadores se torna uma grande experiência em sua formação à medida que possibilita vivências não oferecidas no dia a dia e os patrocinadores conseguem expor eficientemente sua marca, alcançando um público misto.
A Academia Lagopedrense de Letras e Artes (ALLA) foi fundada dia 20 de outubro de 2012, numa solenidade realizada na câmara municipal de Lago da Pedra, estiveram presentes várias autoridades do município e do estado. A ALLA é vinculada à Federação das Academias de Letras do Maranhão e à Academia Maranhense de Letras.
A ALLA se caracteriza pela busca incessante de resgatar os valores intelectuais e artísticos de Lago da Pedra, ou seja, incentivar e divulgar a produção artística, literária e intelectual local. Contribuindo, assim, com a cultura da sociedade e com a geração de oportunidades de novos conhecimentos, além de debates e da integração da população de Lago da Pedra.
A Academia Bacabalense de Letras participará do evento como convidada, "iniciativas como estas que que valorizam nossa cultura, principalmente a cultura das letras e o incentivos à leitura, parabéns aos acadêmicos e ao povo de Lago da Pedra", afirmou o poeta Zezinho Casanova presidente da Academia Bacabalense de Letras.