Novas regras para entrega da Declaração do imposto de Renda

Prazo vai até 29 de abril

Fifa abre janela para jogadores na Rússia e na Ucrânia

Decisão foi motivada pela guerra que acontece no Velho Continente

Expedito Jr. faz Gol de Placa ao apoiar esporte amador em Bacabal

Desportista declaram apoio ao trabalho de expedito

Norris Cole, Lady Conceição e Norris Cole Jr. fazem Show Internacional em Bacabal

Show deve mobilizar toda massa reggueira de Bacabal e região

Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Pesquisa Constat/JP aponta: Eleição será decidida no segundo turno e Flávio Dino venceria Roseana

A eleição para governador do Maranhão será decidida em segundo turno, segundo pesquisa realizada pela Constat/Jornal Pequeno, que mostra a tendência de queda da candidata Roseana Sarney, com 39% das intenções de voto. Já o candidato Flávio Dino mantém o viés de crescimento e, conforme a sondagem da Constat, já estaria no segundo turno com 25% das intenções de voto. Jackson Lago é o terceiro com 20%.
O resultado da pesquisa mostra que a soma dos candidatos que concorrem contra Roseana Sarney chega a 46%, sete pontos percentuais a mais que o índice alcançado pela peemedebista.
A Constat também fez simulações para segundo o turno. No cenário em que a disputa ocorre entre Roseana Sarney e Flávio Dino, o candidato do PCdoB venceria com 48% das intenções de votos. A peemedebista ficaria com 47%.
A Constat realizou a pesquisa no período de 23 a 26 de setembro de 2010, com 1.500 eleitores em todo o Estado.
A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais, para mais ou para menos considerando um grau de confiança de 95%.
A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão sob o número 37025/2010.
Todos os detalhes da pesquisa Constat/Jornal Pequeno está na edição impressa desta terça-feira (28) do Jornal Pequeno. Ela também aferiu a intenção de votos para o Senado Federal e a rejeição dos postulantes ao Palácio dos Leões.
A Constat acertou que haveria segundo turno em 2006.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Prefeito do partido de Flávio Dino apoia Roseana

Kássia Brito

A menos de um mês para a eleição os relacionamentos na fauna política ainda passam por transformações que chegam a editar cruzamentos ideologicamente inesperados. José Leane, único  prefeito do PC do B no Maranhão, gestor do município de Afonso Cunha desde 2008, abandonou o barco da campanha comunista. Integrante do Diretório Estadual do PC do B, ele esteve em um comício de Roseana Sarney (PMDB) na cidade de Caxias. Além de marcar presença no evento, ainda esticou uma conversa afinada com o candidato petista a deputado estadual, Américo de Souza. Américo é ligado ao grupo de Washington Oliveira, vice-governador na chapa da peemedebista e um dos líderes da ala palaciana do PT.

Durante a sabatina de O IMPARCIAL, no início do deste mês,  a postura de José  Leane foi tema de uma pergunta a Flávio Dino. Na ocasião, o candidato comunista ao governo do Estado, chegou a cutucar o pedetista Jackson Lago, por considerar que o grande partido do “eu quero me dar bem” cresceu do dia para a noite na gestão  de Jackson por falta de “um projeto claro” e garantiu que o prefeito do PC do B em Afonso Cunha estaria integrado ao projeto para levar o deputado ao governo do Maranhão, inclusive compondo a coordenação da campanha de Flávio Dino no município.  “A maioria política é gelatinosa quando você não tem projeto se você tem projeto claro você coloca cimento nessa maioria e esse foi um dos problemas do governo do doutor Jackson, não tinha um projeto claro e a ausência de um projeto claro fez com que a maioria fosse gelatinosa e essa maioria gelatinosa se desmanchou em 24 horas”, disse Flávio Dino, sem ousar talvez que poderia ter que engolir a geléia ideológica dentro do próprio partido.

Enquanto desmentiu que um prefeito do PC do B poderia trair a rigidez das deliberações do PC do B,  Flávio Dino ressaltou as contradições políticas típicas do interior maranhense. E não falhou na profecia. “Tem que respeitar a autonomia dos municípios, não se consegue enfiar numa camisa de força, nem a ditadura conseguiu. Você tem que lidar com as contradições e eu sou especialista em contradições, minha educação profissional é para lidar com conflitos, administrá-los e resolvê-los”, destacou. Mas as palavras não puderam combater a lei da sobrevivência política e José Leane preferiu engrossar a fila de prefeitos no palanque de Roseana destoando do discurso manifestado por Dino sobre uma possibilidade reaproximação do  PC do B com o grupo político da governadora.  Na sabatina de O IMPARCIAL, ao ser questionado sobre o apoio que os comunistas deram a Roseana em 1994, Flávio Dino  disse que o PC do B havia se arrependido deste fato.

Ouvido sobre o assunto por O IMPARCIAL, José Leane explicou os motivos da aproximação com Roseana e desabafou:  “A gente sempre teve com ele, devido essa conjuntura nova de governo , a gente ficou naquela situação, contra o governo. Aí,  não tem nada pra um município pequeno como a gente”. Com um discurso pragmático ele  admite que foi preciso recuar no apoio a Dino para conseguir sobreviver na selva política e garantir  fôlego para as próximas eleições municipais.  “A cidade aqui está livre, pode vir a qualquer hora, mas eu é que não posso ficar fazendo campanha”, complementou.

Cobranças

José Leane  não vê o apoio a Roseana como uma aliança inesperada e revela que o casamento com partidos distintos na base ideológica é  uma cena  comum da política maranhense. “Foram oito partidos, pra poder me eleger todos eles deram sua colaboração, inclusive o Flávio também deu sua colaboração lá em Afonso Cunha, só não fomos apoiados pelo PDT e PSB, o resto todo me apoiou, então estamos cobrando também essa fatura, assim como o Flávio está sendo ajudado, de certa forma, ele esta sendo ajudado”, enfatizou.

Quando questionado sobre qual “ajuda” seria essa e quem estaria por trás, o prefeito disse que não falaria por telefone, mas queria conversar pessoalmente. Após marcar duas vezes com a reportagem de O IMPARCIAL, ele não apareceu para explicar a afirmação que sustentou, e no último contato, disse apenas que estava em reunião com um deputado estadual e sem citar nomes, desligou.

Márcio Jerry (PC do B), coordenador da campanha de Flávio Dino, disse que José Leane não comunicou sua decisão ao partido e as avaliações sobre o caso, devem ser feitas apenas após as eleições. “José Leane é do PC do B e um aliado do PCdoB está com Flávio, quem não está na campanha dele descumpre uma decisão partidária. Após as eleições o partido avaliará e deve saber quem foi que cumpriu com as decisões partidárias de forma tranqüila e aberta sem nenhuma caça às bruxas”, assegurou. Quanto aos apoios  sugeridos por José Leane para pagar a fatura comunista em Afonso Cunha, Marcio Jerry destacou: “Se ele declarou isso falou de forma equivocada, Flávio é candidato a governador e recebe o apoio de variadas forças políticas”.
FONTE: O Imparcial 

Semcas encerra seminário sobre atendimento a pessoas com deficiência

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), realizou, até esta quarta-feira (15), na Associação Comercial do Maranhão (ACM), o seminário interno “As Pessoas com Deficiência e a Política de Assistência Social: Qualificando o Atendimento”.
O encontro teve o objetivo de capacitar os servidores da Secretaria para otimizar o serviço de atendimento prestado aos usuários com deficiência.
O seminário foi aberto com a palestra “Inclusão e Acessibilidade: Direito Fundamental da Pessoa Humana”, ministrada pelo ativista de direitos das pessoas
com deficiência e autor de livros sobre inclusão, Romeu Kazumi Sassaki. Ele integra o Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade) e o Comitê Brasileiro de Tecnologia Assistiva (CAT).
Ao longo do encontro, através de painéis e mesas redondas, os participantes debateram estratégias de ampliação do atendimento à pessoa com deficiência, como a intersetorialidade de ações e territorialização dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e dos Centros de Referência Especializada de Assistência Social (Creas).
Inclusão social - Durante o debate, a titular da Semcas, Roseli Ramos, falou sobre o conceito de inclusão social. “Queremos lançar um novo olhar para que nossas ações sejam inclusivas e não integradoras. A integração é quando a gente deseja que as pessoas adquiram capacidades para estarem em um ambiente considerado estável. E a inclusão é quando o ambiente se adapta à pessoa”, disse a secretária.
Em seguida, o promotor de Direitos da Pessoa com Deficiência, Ronald Pereira, enfatizou a importância do serviço de assistência social na garantia de direitos às pessoas com deficiência. “A assistência social é um direito fundamental da população e é dever do gestor público prestar esse serviço”, disse.
Participaram do evento também a secretária municipal de Educação, Sueli Tonial; o promotor de justiça em Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Ronald Pereira dos Santos; a coordenadora do Serviço de Proteção Especial a Habilitação e Reabilitação da Pessoa com Deficiência da Semcas, Jesus Monteles; e o presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, Manoel do Vale, entre outros
FONTE: Jornal Pequeno

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Polícia prende homem acusado de assassinar esposa na Vila Esperança

Antônio Marcos

Juliedo estava no povoado de Ilhinha, em Coroatá.
 

A Delegacia de Homicídios, sob o comando do chefe de captura, Paulo Márcio, conseguiram prender no final da manhã desta terça-feira, 14, no município de Coroatá (Distante a 260 quilômetros da capital), Juliedo dos Santos, mais conhecido como “Xixito”.

Ele é acusado de ter degolado a ex-companheira, Daiana dos Prazeres Nunes, de 25 anos, no dia 24 de agosto, na Rua Travessa São José, no bairro da Vila Esperança. Segundo informações do delegado Sebastião Uchoa, da Superintendência de Policia Civil da Capital (SPCC), Xixito foi localizado e preso pela equipe policial em um povoado chamado Ilhinha, zona rural de Coroatá. Logo após a prisão, o serviço de captura solicitou a transferência do acusado para São Luis, onde será apresentado na sede da SPCC. A polícia acredita que Xixito tenha fugido para o município de Coroatá, logo após o crime

Relembre o caso:

De acordo com familiares de Daiana, o casal estava junto há dois anos e constantemente brigava. O casal, que era natural do município de Miranda do Norte (distante a 139 quilômetros de São Luis), havia se mudado há pouco tempo para São Luis e moravam em uma casa alugada há apenas 15 dias. Ainda de acordo com relatos de familiares, um dia antes do bárbaro homicídio, o casal teve uma longa discussão. O corpo de Daina foi encontrado no dia seguinte com um corte profundo no pescoço, pela proprietária da casa onde o casal morava.
fonte: O Imparcial

Santa Luzia: A pedido do Ministério Público prefeitura abre concurso público

Em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado em 12 de março de 2010, com o Ministério Público do Maranhão, representado pelo promotor de Justiça de Santa Luzia, Joaquim Ribeiro de Souza Junior, o prefeito de Santa Luzia, Márcio Leandro Antezana Rodrigues, publicou em 13 de setembro de 2010, edital prevendo a realização de concurso público para provimento dos diversos cargos da estrutura administrativa municipal.
São oferecidas 746 vagas, em diversas áreas, para portadores de nível fundamental, médio e superior. Dentre os cargos disponibilizados estão os de médico, enfermeiro, agrônomo, farmacêutico, veterinário, bibliotecário, odontólogo, nutricionista, pedagogo, terapeuta ocupacional, agente administrativo, agente de trânsito, técnico de enfermagem, professor, auxiliar eletricista, vigia, dentre outros.
Outras informações sobre o concurso estão disponíveis no site da Fundação Sousândrade (www.fsudu.org.br) que se encarregará da realização do certame. As inscrições podem ser feitas de 20 de setembro até o dia 5 de outubro. As provas serão aplicadas no dia 14 de novembro de 2010.
O TAC obriga também a administração municipal a nomear todos os aprovados no certame até janeiro de 2011. Terminado o prazo, o município não poderá celebrar qualquer contratação temporária de agentes públicos salvo nas estritas hipóteses previstas na Constituição Federal.
Para dar maior transparência ao concurso, foi estipulado que, além do acompanhamento de todo o trâmite pelo Ministério Público, qualquer entidade da sociedade civil regularmente constituída, tais como sindicatos e associações, poderá indicar representante, para acompanhar e fiscalizar a realização do certame. Dentre as vagas a serem disponibilizadas, 10% (dez por cento) serão destinadas exclusivamente a portadores de necessidades especiais.
O promotor de Justiça lembrou que artigo 37, IX, da Constituição Federal estabelece que o acesso aos cargos públicos dependerá de prévia aprovação em concurso público excetuados os cargos em comissão. No entanto, segundo constatações do Ministério Público, a referida norma constitucional não vinha sendo aplicada integralmente em Santa Luzia.
"Historicamente foi priorizada, no município, a celebração indiscriminada de contratos temporários que, na grande maioria das vezes, não visavam atender necessidade temporária de excepcional interesse público, mas sim burlar a exigência de prévia aprovação em concurso”, completou.
Ainda de acordo com Joaquim Junior, o Ministério Público sempre combateu tais práticas na comarca, pois alguns ex-gestores respondem ações judiciais por atos de improbidade administrativa e ações penais, justamente por não observarem a exigência da legislação.  
FONTE: (Da Ascom / MP-MA)

Seminário sobre conselhos municipais é realizado em Pedreiras

O Ministério Público realiza nesta terça e quarta-feira, 14 e 15, o seminário “Cidadania e Controle Social: compromisso dos conselhos municipais”, iniciativa das Promotorias de Justiça da Comarca de Pedreiras. O evento ocorre no prédio da Faculdade de Educação São Francisco (Faesf), em Pedreiras, sendo parte do projeto “A Construção da Identidade do Conselheiro Municipal e a Criação dos Fóruns Municipais de Controle Social”.
O objetivo é capacitar e o fortalecer os referidos conselhos para a garantia da efetividade das políticas públicas e do controle social nos municípios de Pedreiras, Lima Campos e Trizidela do Vale, integrantes da comarca.
O evento contará com a participação da procuradora-geral de Justiça Maria de Fátima Rodrigues Travassos Cordeiro. Do Ministério Público também estarão presentes as promotoras de Justiça da Comarca de Pedreiras, Lana Cristina Barros Pessoa, Sandra Soares Pontes e Maria do Socorro Matos Ferreira. A presidente da Associação do Ministério Público do Maranhão (Ampem), a promotora de Justiça Doracy Moreira Reis Santos, participará como palestrante.
Outros palestrantes do evento são Cristovão de Sousa Barros (Juiz de Direito da 3ª Vara de Pedreiras), representando a Associação dos Magistrados do Maranhão; Leonardo Vales Bento (analista de Finanças da Controladoria Geral da União/MA); Eliana Almeida (coordenadora do escritório da Unicef para o Maranhão); Raimundo Palhano Silva (diretor da Escola de Formação de Governantes do Maranhão); Paulo Roma Buzar (assessor da Undime).
fonte:(Da Ascom / MP-MA)

Audiência pública debate situação do sistema carcerário de Bacabal

O Ministério Público e o Judiciário de Bacabal, em parceria com a OAB, a sociedade civil organizada e os Executivos estadual e municipal, debateram, em audiência pública realizada na noite desta segunda-feira, no auditório do salão do júri do Fórum Juiz Deusimar Freitas de Carvalho, a situação do sistema carcerário da comarca.
Segundo os coordenadores, o promotor de justiça Luiz Gonzaga Martins Coelho, da 4ª Promotoria, e o juiz de direito Carlos Roberto de Oliveira Paula, da 2ª Vara da comarca, o evento foi proposto em virtude dos crescentes índices de violência no município de Bacabal e das constantes reclamações da população local sobre o tema.
A solenidade contou com a participação de juízes, promotores de justiça, advogados, prefeitos e representantes das prefeituras e de organizações que trabalham com as questões carcerárias. Registrou também as participações do desembargador José de Ribamar Froz Sobrinho, coordenador do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário, do secretário-adjunto de Administração Penitenciária, João Bispo Serejo, e do secretário de Assuntos Institucionais da Procuradoria Geral de Justiça, Marco Aurélio Ramos Fonseca, que representou a procuradora-geral de Justiça, Maria de Fátima Rodrigues Travassos Cordeiro.
Antes do pronunciamento das autoridades foram apresentados dois vídeos. Um, que mostra imagens da atual realidade da Delegacia de Polícia do 1º DP de Bacabal, onde se encontram recolhidos todos os presos da comarca, e da área onde será construída a Unidade Prisional, no povoado Piratininga. O outro vídeo revela a história da fundação e funcionamento da APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) de Pedreiras, experiência que tem servido de modelo de ressocialização para todo o estado.
Ao se manifestar, o promotor de Justiça Marco Aurélio Ramos Fonseca destacou a importância da audiência, que classificou de momento histórico, por reunir todos os agentes da área do direito ligados à questão carcerária. “Eu tenho a crença de que podemos produzir resultados concretos, a partir deste encontro, como o centro de ressocialização já planejado”, comentou.
OFÍCIO - Após o debate, foi lido um ofício a ser encaminhado ao secretário de Estado da Segurança Pública, Aluísio Mendes, em que os participantes tecem considerações a respeito da segurança pública, destacando a “grave situação do sistema carcerário desta comarca e solicitando que sejam adotadas medidas urgentes visando à solução dos problemas”.
O documento aponta a necessidade da construção de unidades prisionais que assegurem a dignidade humana e a integridade física dos presos da comarca de Bacabal, que estariam submetidos a tratamento desumano e degradante, “em flagrante desrespeito às normas descritas na Lei de Execução Penal e na Constituição Federal”.
Ao final do texto, os responsáveis diretos pela garantia da justiça e segurança pública de Bacabal solicitam, “em caráter de urgência”, prioridade para a construção da Unidade Prisional para Presos Provisórios e Definitivos, no povoado Piratininga, zona rural do município.  
FONTE: (Da Ascom / MP-MA)

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

APÓS SEREM IGNORADOS POR GESTORES DE BACABAL ARTISTAS BACABALENSES SÃO RECONHECIDOS PELO MINISTÉRIO DA CULTURA

POR ZEZINHO CASANOVA

A Companhia Curupirade artes Cênicas vem se destacando na área de teatro como o grupo que vem levando mais longe o nome de Bacabal de maneira positiva e prazeirosa, seu  espetáculo Viver é adaptar-se ganha mais uma vez notoriedade nacional, o mesmo foi contemplado no Edital do Programa Mais Cultura de Apoio a Micropeojetos na Amazônia Legal uma realização do Ministério da cultura com apoio dos governos da região.
Há um ano em cartaz o mesmo já fez cerca de 12 apresentações em Bacabal e Codó e São Luis, mas sem nenhuma infra estrutura, agora com o  apoio do governo Federal o grupo prepara-se para circular em pelo menos cinco municipios maranheses que fazem parte da Amazônia Legal, issso depois de serem desrespeitados, ignorados pelos gestores bacabalenses por tres vezes que procurados pelos produtores do espetáculo Zezinho Casanova e Lúcia correia nunhuma atenção deram aos artistas locais.
Além de receberem o espetaculo com ingressos com preços scessiveis, os mumicipios pór onde a trupe circular receberao palestras de mmotivação para pessoas com deficiencia e seus cuidadores e também palestra sobre Acessibilidadde Cultural.
Ao todo, foram selecionados 928 projetos de artistas, grupos artísticos independentes. O primeiro edital da pasta destinado à Amazônia Legal recebeu 2.702 propostas e superou as expectativas, devido ao grande número de projetos selecionados. A meta inicial era atender cerca de 770 iniciativas por meio de financiamento não-reembolsável. No entanto, muitos projetos não atingiram o teto de 35 salários mínimos, valor máximo estabelecido no edital. Assim, foi possível ampliar o número de beneficiados.dentes e produtores culturais da região amazônica, totalizando investimento de R$ 13,713 milhões do MinC.Foram selecionados projetos em todos os nove estados da região amazônica: 37 do Acre, 15 do Amapá, 91 do Amazonas, 198 do Maranhão, 166 do Mato Grosso, 175 do Pará, 58 de Rondônia, 29 de Roraima e 159 do Tocantins.
Lúcia Correia, Madaleny Costa e Costa Filho no Teatro Alcione Nazaré - São Luis

A trama do spetáculo contemplado pelo Minc. mostra, de forma engraçada, situações comuns que ocorrem no cotidiano das pessoas com deficiência, como automóveis estacionados em cima das rampas ou em outros locais reservados. "A ideia surgiu da necessidade de chamar a atenção da sociedade para um fato: de que existem pessoas com deficiência e que elas precisam de respeito. Faço trabalhos sociais e tenho ministrado palestras para algumas universidades sobre a inclusão. Todas essas ações ajudam, mas um espetáculo é muito mais eficiente", diz Zezinho.
Mesmo fazendo um bom trabalho, a Cia tem sofrido com a falta de incentivo governamental. "Procuramos os gestores locais, mas eles fecharam todas as portas. Bacabal pode ser considerada a cidade cemitério das artes no Maranhão. Não há nenhuma política pública para atender artistas e produtores culturais, imaginem as pessoas com deficiência!", enfatiza Zezinho.
Apesar dos obstáculos, a Companhia Curupira de Artes Cênicas continua com seus planos. O grupo também faz teatro com bonecos e trata de questões ligadas às pessoas com deficiência no trânsito, por exemplo. Outro projeto em andamento é um espetáculo que fala sobre temas po lêmicos como doações de órgãos e o tratamento com células-tronco. A peça trará informações para a sociedade e contará com personagens e atores com deficiência."Cada dia que passa temos a convicção que nossa peça faz um bem incalculável para as pessoas que têm a oportunidade de assistir. Elas saem do teatro como multiplicadores da ideia. Isso nos dá a certeza e o desejo de não parar de divulgar essa boa mensagem", ressalta uma das responsáveis pela Companhia Curupira de Artes Cênicas, Lúcia Correia.
 Os atores da companhia sentem-se valorizados com a aprovação do projeto, Costa Filho, Madylene Costa, Lúcia Correia, Clemilson Cruz, Laiza Hawitt, Roger Frncê, José Wilquer eRosana Alves agradecem à REBAC - Rede Bacabalense de Cultura que assessorou o grupo na elaboração do projeto.Ação do Programa Mais Cultura, o edital Microprojetos para Amazônia Legal visa fortalecer e apoiar a diversidade cultural da região amazônica. As propostas contempladas têm como beneficiários ou proponentes jovens entre 17 e 29 anos que residem na região., Mesmo sem o apoio das  autoridades locais, Bacabal teve ter orgulho dos sesu artistas e produores culturais.

Zezinho  Casanova com dados do MinC. e Revista Sentidos Ed. 57 e 58

Atrações maranhenses brilham na festa de aniversário de São Luís

A vasta programação organizada pela Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func), com o tema “A festa é a gente que faz”, animou milhares de pessoas na noite de quarta-feira (08), aniversário da cidade, na Praça Maria Aragão. A festa começou com a apresentação do Coral São João, seguida dos artistas maranhenses Mila Camões, Sandra Duailibe, Carol e Ana Teresa, Oberdan Oliveira, Cecília Leite e Tião Carvalho, que empolgaram o público, cantando todos os rimos da música maranhense.
A festa contou ainda com a participação da banda de rock Xeron, da cidade de Arari, que agitou a moçada, mostrando estilo próprio. Já a banda “Forró Tarado” encerrou a programação da quinta noite festiva com os melhores hits do gênero e canções do próprio repertório.
Acompanhado da primeira-dama, Gardênia Gonçalves, e dos secretários de Fazenda, José Mário Bittencourt; de Segurança Alimentar, Frank Matos; de Governo, Albertino Leal; de Meio Ambiente, Afonso Henriques Lopes; e do presidente do Instituto de Previdência do Município (Ipam), Guilherme Abreu, o prefeito comemorou a noite da Música Popular Maranhense, que levantou a população na penúltima noite das comemorações pelos 398 anos de São Luís.
Durante a festa, João Castelo destacou as obras de infraestrutura que a administração municipal está realizando nos bairros da capital. “Entregamos agora importantes obras, como a avenida Mauro Bezerra, a urbanização da área do antigo Canal do Caratatiua e a nova Avenida Santos Dumont. E vamos fazer muito mais para transformar esta cidade em um verdadeiro canteiro de obras”, enfatizou.
FONTE: Jornal Pequeno

Vice-prefeito de Lago Verde afirma que está sendo ameaçado de morte

O vice-prefeito de Lago Verde, Olivar Lopes de Melo (PSL), denunciou ontem que está sendo ameaçado de morte por aliados do prefeito do município, Raimundo Almeida (PP). "Já recebi recados de gente ligada ao prefeito, dizendo que vão mandar me matar, matar o presidente da Câmara e matar outros vereadores pelo simples fato de o nosso grupo político fazer oposição ao atual prefeito", afirmou Olivar de Melo.
Ele explicou que no começo de fevereiro, a Câmara de Vereadores cassou o mandato do prefeito Raimundo Almeida, acusado de não prestar contas e permitir procedimentos licitatórios suspeitos. Entretanto, no início do mês de agosto, o juiz da 3ª Vara de Bacabal, Wilson Manoel Silva, determinou o retorno de Raimundo Almeida ao comando do município.
Desde então uma série de recursos na Justiça provocou uma sucessão de mudanças no Executivo entre o prefeito e o vice-prefeito Olivar de Melo. No período do litígio, ambos fizeram saques milionários das contas da administração. O caso foi parar até no Superior Tribunal de Justiça (STJ) sendo julgado desfavorável ao prefeito. Ainda assim, no dia 12 de agosto, o juiz Wilson Manoel Silva julgou o mérito do mandado de segurança, decretando nula a cassação do mandato do prefeito.
Em contato com a reportagem do Jornal Pequeno, Olivar de Melo disse na manhã de ontem que, na noite da sexta-feira passada, a residência do presidente da Câmara, Marlon Costa, localizada na Rua Manoel Campos, foi alvejada por diversos tiros, disparados por dois homens desconhecidos que se encontravam em uma motocicleta.
Segundo Olivar de Melo, também estão sendo ameaçados de morte os vereadores José Raimundo Castro, mais conhecido como R. Pequeno; José Rodrigues Ribeiro, o Zé Baixote, Chico Maroca e a vereadora Edilza Honorata de Melo.
"Nós estamos pedindo garantias de vida às autoridades da Segurança Pública do nosso Estado, porque estamos sendo ameaçados. Estamos numa situação difícil, porque o prefeito é arrogante e prepotente. Ele diz que ele é que manda na cidade e que lá tem de ser do jeito dele", declarou o vice-prefeito, Olivar de Melo.
FONTE: Jornal Pequeno

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Fidel Castro diz que modelo econômico de Cuba não funciona mais

FONTE:O Globo
 


HAVANA - O atual modelo econômico de Cuba "não funciona mais". A afirmação não seria novidade se não tivesse sido feita por Fidel Castro, que raramente se pronuncia sobre a situação interna da ilha. As declarações, dadas a um jornalista americano em Havana, foram divulgadas nesta quarta-feira e ainda não foram comentadas pelo regime comunista.
O fato de as coisas na ilha não estarem funcionando de forma eficiente não é novidade. O próprio Raúl Castro, presidente de Cuba, já havia deixado claro isso repetidas vezes desde que assumiu o lugar do irmão, em 2008. Mas tendo saído de Fidel, que está voltando à atividade após um longo período de afastamento, deve gerar polêmica.
Em um post em seu blog no site da revista americana "The Atlantic", o repórter Jeffrey Goldberg contou que estava sentado à mesa de almoço com Fidel - após uma entrevista de quase três horas de duração - quando resolveu perguntar se "o modelo cubano ainda era digno de exportação".
"O modelo cubano não funciona nem mais para nós", respondeu então Fidel, sem se estender mais.
Goldberg viajou a Cuba na semana passada a convite do próprio Fidel, para discutir um artigo da "Atlantic" sobre o programa nuclear iraniano. Segundo a agência de notícias AP, a entrevista foi a primeira dada a um jornalista americano desde que o líder cubano deixou a Presidência.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Governo decreta estado de emergência ambiental no MA

FONTE: Agência Brasil
Foto: Biné Morais/O Estadoampliar

imirante.com
BRASÍLIA – O Ministério do Meio Ambiente decretou estado de emergência ambiental em 14 estados e o Distrito Federal por causa do grande número de focos de queimadas. Estão na lista os estados: Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima, Pará, Piauí, Tocantins, Bahia, Goiás, Minas Gerais e o Distrito Federal.
Com o decreto, o estados podem contratar brigadistas para combater o fogo sem a necessidade de licitação, por exemplo. A portaria com a lista foi publicada ontem (6) no Diário Oficial da União.
Levantamento do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), mostra a existência de 1.178 focos de incêndio no país hoje (7), conforme dados do satélite de referência. Do total, o maior número foi registrado em Goiás, 892. Em seguida aparecem Tocantins (288 focos), Bahia (239), Minas Gerais (203), Distrito Federal (31), Mato Grosso (17) e São Paulo (8).

Assalto termina com a morte de dois bandidos em Bacabal

Em Bacabal, assalto termina com a morte de dois bandidos. Eles tinham roubado R$ 2 mil quando tentaram fugir e morreram na troca de tiros com a policia. Tudo começou quando a vítima chegava em casa depois de ter sacado o dinheiro na agência. A vítima foi abordada na porta de casa por dois homens armados em uma moto. A Policia Militar foi chamada e saiu em perseguição aos bandidos que fugiram em direção ao povoado Mata Fome, na zona rural de Bacabal.Na troca de tiros os dois bandidos morreram e o dinheiro foi recuperado. Um dos assaltantes foi identificado como Mário dos Santos Barros, de 26 anos, de Araguaína, no Pará. O outro não teve como ser identificado porque não tinha documento.
FONTE: Imirante.com

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

MA participa das Paraolimpíadas Escolares em São Paulo

A delegação do Maranhão embarca, nesta segunda-feira (6), para São Paulo, onde participa, de 6 a 12 de setembro das disputas das Paraolimpíadas Escolares. O Maranhão será representado nas modalidades Tênis de Mesa e Atletismo.

A comitiva Maranhense seguirá com 28 integrantes entre atletas  e dirigentes e será coordenada pelo professor José Henrique Azevedo (Mangueirão).Os atletas representaram as escolas Eney Santana,Barbosa de Godois,U.I Pio XXII, UEB. Dra Maria, Santa Fé e Escola de Cegos.
FONTE: O Imparcial