Novas regras para entrega da Declaração do imposto de Renda

Prazo vai até 29 de abril

Fifa abre janela para jogadores na Rússia e na Ucrânia

Decisão foi motivada pela guerra que acontece no Velho Continente

Expedito Jr. faz Gol de Placa ao apoiar esporte amador em Bacabal

Desportista declaram apoio ao trabalho de expedito

Norris Cole, Lady Conceição e Norris Cole Jr. fazem Show Internacional em Bacabal

Show deve mobilizar toda massa reggueira de Bacabal e região

Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

REPERCUTINDO: Agentes da Polícia Federal fazem busca e apreensão em residências de assessores do ex-prefeito de Bacabal Raimundo Lisboa

Agentes da Polícia Federal estão de volta a Bacabal para cumprirem Mandado de Busca e Apreensão nas residências de pelo menos quatro ex-integrantes da gestão municipal passada. Informações ainda não confirmadas dão conta que a ação tem relação com a sangria dos cofres públicos realizada no governo Raimundo Nonato Lisboa.

O caso também pode está relacionado as investigações que apuram a morte do jornalista Décio Sá, executado a tiros em 2012, que desmontaram um esquema milionário envolvendo uma quadrilha de agiotas e várias prefeituras maranhenses. De acordo com a Polícia e o Ministério Público, o bando montava empresas de fachada para vencer licitações direcionadas e utilizava ‘laranjas’, entre eles pessoas que já faleceram.

A quadrilha também agiu fornecendo medicamentos para os hospitais da cidade.

Documentos apreendidos na casa do chefe da quadrilha, Gláucio Alencar, mostram que ele usava pelo menos 35 empresas que teriam sido montadas só pra participar de esquemas desse tipo.

Segundo a polícia, 41 prefeituras estariam envolvidas nas fraudes (o nome de Bacabal aparece na relação). Alguns prefeitos, endividados, chegavam a assinar cheques em branco da prefeitura para pagar os agiotas ou preenchidos e endossados pelo prefeito para que os agiotas pudessem fazer os saques. O dinheiro saía direto de contas de programas federais – como o programa nacional de alimentação escolar (Pnae) e o Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Tudo levar a crer que a presença dos agentes federais hoje (25) em nosso município é resultado dessa investigação.

Aguardem maiores informações...
fonte: Blog do Sergio Matias
A magtéria acima é de de autoria do blog do Sergio Matias, o Diário do a Mearim continuará a apuração pois as matérias vinculadas até agora estão incompletas, não constam os nomes dos suspeitos e o povo tem o direito de saber.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

NÃO À FLEXIBILIZAÇÃO DA LEI DE COTAS. NÃO AO ESTATUTO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA


Uma lei sob ameaça
Nos últimos 12 meses, apenas 9.000 pessoas com deficiência foram empregadas formalmente no país.

O número é pífio para um país que comemora 22 anos de vigência da chamada Lei de Cotas, que determina que as empresas com cem funcionários ou mais devem reservar de 2% a 5% de suas vagas para pessoas com deficiência.
A promoção da inclusão é urgente. Em 2010, havia aproximadamente 44 milhões de empregos formais ativos no Brasil, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego. Destes, apenas 306 mil eram preenchidos por pessoas com deficiência como decorrência da Lei de Cotas, o que equivale a 0,7% do total. Se todas as empresas cumprissem a lei, o Brasil teria hoje mais de 900 mil pessoas com deficiência empregadas.
Por outro lado, dados do IBGE mostram que, também em 2010, existiam 3,8 milhões de pessoas com deficiência ocupadas, independentemente da Lei de Cotas, a maior parte no mercado informal.
Esses números não significam o fracasso de uma política pública. Ao contrário, nos impelem a identificar os motivos que retardam a obtenção dos resultados esperados e celebrar políticas afirmativas que avançam no sentido de vencer resistências.
Entre essas resistências, uma das mais frequentes é a ideia de que não existiria no mercado um número grande de pessoas com deficiência capacitadas para o trabalho, seja por baixa escolaridade ou por falta de experiência profissional.
Os números do IBGE desmentem essas justificativas. Em 2010, 2,8 milhões de pessoas com deficiência possuíam ensino superior completo, incluindo mestrado e doutorado, o que seria mais do que suficiente para suprir as vagas criadas pela Lei de Cotas. Por sua vez, a falta de experiência deriva de décadas de uma prática excludente, em que as portas das empresas se fechavam sistematicamente a qualquer tentativa de ingresso dessa população.
Muito decepcionante é constatar que parte do setor econômico ainda despende tempo e energia tentando flexibilizar a Lei de Cotas, propondo substituir as contratações pela oferta de cursos de capacitação, compensação financeira para entidades do terceiro setor e outras mazelas que perpetuam a exclusão.
Recentemente, essas mudanças foram propostas no projeto de lei nº 112, de autoria do senador José Sarney (PMDB-AP), felizmente retirado da pauta do Congresso.
Agora, as mesmas ideias voltam repaginadas em artigos do projeto do Estatuto da Pessoa com Deficiência, também em tramitação no Legislativo federal. [Este endereço informa sobre o Estatuto e oferece espaço para sua participação. Acesse o linkhttp://edemocracia.camara.gov.br/web/estatuto-da-pessoa-com-deficiencia, cadastre-se e participe.]
O Estado de São Paulo reconhece que a inclusão gera oportunidades em diferentes dimensões e incentiva o ingresso de pessoas com deficiência no mercado. O Via Rápida Emprego, por exemplo, disponibiliza vagas e oferece gratuitamente cursos básicos de qualificação profissional de acordo com as demandas regionais. Já o Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência (Padef) proporciona a obtenção e a manutenção do emprego.
A população não pode aceitar que setores tentem alterar uma lei que só agora começa a dar frutos. Ainda não vencemos a partida contra o preconceito, mas a Lei de Cotas é a melhor estratégia de que dispomos. Em time que ainda está empatando não se mexe, mas o que realmente buscamos é a vitória da inclusão e participação.
Por Linamara Rizzo Battistella, médica fisiatra, professora da Universidade de São Paulo (USP) e secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo.
Fonte: Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo.
BOX
A Lei de Cotas para contratação de trabalhadores com deficiência completou 22 anos em 24 de julho. A data foi lembrada no último dia 30 de julho, com a presença do Ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, em evento realizado na av. Paulista, em São Paulo (SP). Na ocasião, Manoel Dias afirmou que “a igualdade no trabalho é um direito de todos os cidadãos. Esta construção se faz no dia a dia, enfrentando todas as dificuldades e preconceitos que ainda existem”.
O Ministro ficou sabendo que:

No Brasil, apenas 26,2% da Lei é cumprida. Em São Paulo alcançamos o percentual de 46%. Dentre as indústrias metalúrgicas de Osasco e região, 85% das vagas estavam preenchidas, quando a lei fez aniversário. Hoje, todos os veículos que circulam no país tem trabalho de pessoas com deficiência em componentes de sua montagem.
A Lei de Cotas pode garantir emprego decente para quase 1 milhão de pessoas com deficiência.
O IBGE encontrou 21 milhões de pessoas com deficiência ocupadas em seu último censo em 2010, mas o Ministério do Trabalho contabilizou pouco mais de 300 mil trabalhadores com deficiência nas empresas brasileiras.
O Brasil tem quase 3 milhões de pessoas com deficiência com curso superior concluído, mas apenas 39.651 pessoas com deficiência com esta escolaridade estavam empregadas em 2011.
Apenas entre as pessoas com deficiência que concluíram o ensino superior já poderiam ser preenchidas 3 Lei de Cotas juntas! Se juntar aos universitários aqueles que também concluíram o ensino médio, teremos mais de 10 milhões de pessoas com deficiência. Nesse caso, são necessárias 11 Lei de Cotas juntas para garantir emprego a todos.
Mas a cada 4 vagas previstas na Lei de Cotas, apenas 1 é respeitada no Brasil.
FONTE: Portal PCD online

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Embriagado, Ribamar Alves acaba show de Amado Batista em Santa Inês




Segundo o Blog do Neto Ferreira o prefeito da cidade de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB) protagonizou um verdadeiro vexame durante o show do cantor Amado Batista, realizado no Parque de Eventos Dona Zima.

Irritado com a produção do show, que teve mais de uma hora de atraso, o prefeito invadiu o palco, tomou o microfone das mãos do locutor que anunciava a atração desde as 10h, insultou o público presente, e consequentemente foi vaiado e encerrou a festa jogando o microfone no seus próprios pés.

Embriagado, o prefeito teve que ser contido por amigos presentes. O show que estava marcado para ter inicio as 10h, com a banda Beijo de Menina começou logo após as 11h, o cantor Amado Batista iniciou o show depois das 3h da manhã.

Ao entrar no palco, o cantor levou o público ao delírio, cantando os seus maiores sucessos. Após meia hora de show, o prefeito falou em alto e bom tom que precisava encerrar a festa. ” O prefeito está mandando parar a festa, ele é autoridade máxima na cidade”, disse.

O público revoltado começou a vaiar Ribamar Alves, pedindo que o show prosseguisse. Cabisbaixo, o cantor Amado Batista se retirou do palco, abriu os braços e lamentou: “não posso fazer nada”.




fonte: Blog do Neto Ferreira

Raimundo Cutrim filia-se ao PCdoB em grande festa política



Raimundo Cutrim filia-se ao PCdoB com ficha abonada por Flávio Dino

A filiação do deputado Raimundo Cutrim, que aconteceu na tarde deste sábado (14), foi prestigiada por centenas de militantes e lideranças políticas do estado, que lotaram o Auditório Fernando Falcão, da Assembleia Legislativa do Estado.

Flávio Dino, Roberto Rocha (vice-prefeito de São Luís), Léo Coutinho (prefeito de Caxias), o ex-governador José Reinaldo Tavares, o deputado federal Waldir Maranhão, os deputados estaduais Rubens Pereira Júnior e Marcelo Tavares e o jornalista Márcio Jerry estiveram entre as lideranças que prestigiaram o evento de filiação do deputado Raimundo Cutrim.

Flávio Dino também destacou a importância e singularidade deste momento. “O deputado Cutrim sabe das necessidades do nosso estado, por isso ele fez essa escolha. Queremos dizer ao deputado Raimundo Cutrim que o futuro do Maranhão será digno e bom e que ele fará parte dessa construção”.

Raimundo Cutrim falou sobre sua decisão e sobre o cenário político do estado. “Para vir ao partido eu não fiz nenhuma exigência ou acordo. O que motivou a minha decisão foram os conselhos dos meus amigos, familiares e lideranças políticas que me acompanham. O que passou, ficou para trás. O político tem que ser combativo, tem que estar onde povo está e eu estou do lado do povo”, reforçou Cutrim.

José Reinaldo Tavares saudou o PCdoB, destacando que o partido cresce a cada dia na esfera estadual, com a iminente eleição do Flávio Dino. “Raimundo Cutrim tomou uma decisão muito importante para o conjunto político do campo da oposição. Esse momento marca um passo fundamental para a construção de um Maranhão com oportunidades iguais para todos”, finalizou o ex-governador.

A deputada federal e vice-presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, prestigiou o ato de filiação e destacou o cenário de esperança do Maranhão. “Flávio Dino é fundamental para o cenário de mudança que o estado almeja, Flávio Dino representa o Maranhão do futuro”, disse a deputada. E continuou, “a vinda de Raimundo Cutrim, somando com as forças de oposição do Maranhão e para as fileiras do PCdoB, fará a toda a diferença para mudar o cenário de lutas desse estado”.
FONTE: Blog do Manoel Santos

sábado, 14 de setembro de 2013

Feira do livro em São Luis


O encontro entre o autor, a obra e o leitor. Este será um dos pontos altos da 7ª Feira do Livro de São Luís (Felis). Lançamentos e relançamentos de obras de autores de várias regiões do país e dos mais variados gêneros literários, para os mais diversos públicos. Casa do Escritor, Casa do Professor, Café Literário, Poesia no Beco, Galeria Valdelino Cécio e Praça da Juventude são os espaços onde o público poderá interagir com os autores, seja por meio de bate-papos, de palestras ou mesmo rodas de conversa.

No espaço Café Literário, além de escritores locais e de outros estados, terá pela primeira vez escritores internacionais.

De acordo com Rita Oliveira, coordenadora da 7ª Felis, somente na Casa do Escritor, que estará instalada no auditório da Universidade Virtual do Maranhão (Univima/ Sectec), serão oito sessões diárias de lançamentos e/ou relançamentos de obras literárias, o que dá uma média de pelo menos 120 lançamentos ao longo de dez dias de programação.

Ainda segundo Rita Oliveira, um dos princípios da Feira é a valorização do autor maranhense, por isso, a grande maioria de lançamentos é prata da casa, com produção tanto da capital, quanto de outros municípios do estado. “Todas as propostas de lançamentos de escritores maranhenses foram contempladas. Foi uma procura muito grande e que nos deixou muito felizes, porque demonstra o quanto o Maranhão está produzindo em termos literários”, adiantou a coordenadora.

No espaço Café Literário, além de escritores locais e de outros estados, terá pela primeira vez escritores internacionais. Um dos convidados é o escritor português Antonio de Abreu Freire, biógrafo do padre Antônio Vieira, que versará falando sobre “Padre Vieira: a pedra e a palavra”, com a mediação de Joaquim Haickel. Os encontros, que serão três por dia, vão acontecer no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, sempre às 15h, 16h30 e 18h.

Apropriação dos equipamentos culturais

Um dos motivos pelos quais a edição deste ano irá habitar a Praia Grande foi agregar o acesso e a democratização aos bens culturais na área do Centro Histórico, famoso cartão postal da capital maranhense. Casa de Nhozinho, Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho, Casa do Maranhão, Praça Valdelino Cécio, Praça Nauro Machado, Praça do Catraieiro, Univima, Centro de Criatividade Odylo Costa Filho (Teatro Alcione Nazaré, Cine Praia Grande e a Galeria Valdelino Cécio), Teatro João do Vale, Aliança Francesa, Associação Comercial, Galeria Trapiche Santo Ângelo, Beco Catarina Mina, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Escola de Música Lilah Lisboa e Morada dos Artistas.

Todos estes espaços que agregam cultura e educação estarão ocupados e integrados à programação do evento. “Queremos que as pessoas visitem todos os espaços e apropriem dos equipamentos culturais. Integrar toda esta riqueza à programação da Felis tem por objetivo maior fazer com que a população conheça e interaja com estes bens”, destacou Rita Oliveira.

7ª Felis

Com o tema “Livro e leitura: do impresso ao virtual sem perder a poesia”, a 7ª edição da Felis é uma realização da Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura e da Secretaria Municipal de Educação (Semed), correalização do Serviço Social do Comércio (Sesc/MA). E, tem apoio das Universidades Federal e Estadual do Maranhão, Associação dos Livreiros do Maranhão (Alem), Governo do Estado Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Seduc) e da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), e o patrocínio da Vale.

Dicas para quem quer ser roterista


“Qualquer produção audiovisual precisa de um roteiro”, disse o cineasta Evgeny Itskovitch, radicado no Brasil desde 2006, enfatizando que o campo de trabalho para o roteirista envolve desde as produções de filmes até o mercado publicitário. 
Evgeny Itskovitch disse já ter conhecido diretores de cinema que afirmaram encontrar dificuldade para conseguir um roteirista. Na avaliação do cineasta, o que ocorre em São Luís é um desencontro entre esses dois profissionais, os quais não se encontrariam para trocar experiências por falta de espaços de integração.

A partir da próxima semana, os interessados em iniciar-se ou aprofundar o conhecimento sobre roteiro cinematográfico terão uma oportunidade de formação em São Luís. Instalado no Centro Histórico, o ECI-Museum, espaço cultural e de intercâmbio entre o Brasil e a Rússia, está com inscrições abertas para 30 vagas no curso de roteiro e iniciação ao cinema, ministrado pelo cineasta russo Evgeny Itskovich.

Sobre o curso de roteiro de cinema, Evgeny Itskovich esclareceu que, além dos conhecimentos teóricos, as aulas vão partir da intensa prática da escrita para apresentar os conceitos, sendo a avaliação final dos alunos a elaboração de um roteiro. O professor disse ainda que os participantes terão contato com diretores e produtores, a fim de conhecerem a realização audiovisual no contexto da cidade.

O conteúdo programático incluiu o papel do roteirista na produção audiovisual moderna e uma discussão sobre direitos autorais, assim como os elementos da dramaturgia e a distinção entre roteiro e texto literário. A partir de modelos de produção de cinema e seus respectivos roteiros, os participantes conhecerão suas fases de criação, aprendendo as técnicas e as metodologias para a construção e estruturação do texto.

Segundo o produtor do ECI-Museum, Ed Edson, a iniciativa do curso é voltada para qualquer pessoa que tenha interesse em tornar-se roteirista. Ele destacou que alguns dos alunos que já efetuaram matrícula trabalham na área da televisão e buscam atualizar-se através do curso. Ed Edson informou que o espaço cultural vem efetivando parceria com o Cineclube Casarão Universitário, da UFMA, a fim de promover outras atividades audiovisuais em São Luís.

Formado em direção de cinema na Rússia, Evgeny Itskovich aprofundou-se nos temas da dramaturgia e roteiro, já tendo realizado trabalhos autorais no país de origem e no Brasil. Em São Luís, ele já ministrou oficinas no Teatro Arthur Azevedo e participou de projeto da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Também com formação musical em piano, o russo é regente de coral na Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

TRÊS PERGUNTAS PARA// EVGENY ITSKOVICH

O que é um bom roteiro?
“É um roteiro que desperta [o espectador] e tem uma boa dramaturgia. Não há uma regra, mas o roteiro tem a função de ser a matéria-prima da produção cinematográfica. Tem que ser bom de ler, além de audível e dizível”.

Como se prepara um roteirista?

“É preciso escrever muito. O roteirista tem que sentir que, no cinema, não se pode descrever apenas com palavras como está a pessoa. Se a personagem está com dor de cabeça, como fazer [o espectador] entender isso? Às vezes tem que ser por meio de uma imagem ou um som. É importante saber como pode desenvolver o roteiro. Quando o roteirista produz sozinho, é uma coisa. Quando o diretor ou o produtor pede para ele escrever, é outra coisa. É um trabalho de equipe em que os três [roteirista, diretor e produtor] trabalham juntos”.

Além da elaboração do roteiro, que outros conhecimentos o curso oferece ao aluno?

“O papel do roteirista na produção de cinema e as possibilidades criativas da produção do texto. Apesar do curso ser bem funcional, vamos aprender como é melhor escrever um roteiro e as relações do roteirista com o diretor e o produtor”.


SERVIÇO
O quê? Curso de Roteiro de Cinema
Quando? De 21/9 a 14/12 (aulas aos sábados, de 12h às 14h30)
Onde? ECI-Museum (Rua 14 de Julho, N° 20, Centro Histórico)
Quanto? R$ 600. Informações: (98) 3222 5268


terça-feira, 10 de setembro de 2013

Menina de 8 anos morre em lua de mel com marido de 40


Uma criança de oito anos morreu no último sábado (07/09) no Iêmen após a lua de mel com o marido de 40 anos, informaram nesta segunda-feira (09/09) as agências dpa e AFP. Segundo os médicos, a menina morreu com ferimentos internos no útero.

A jovem, chamada Rawan, foi vendida pelo padrasto para um saudita por cerca de R$ 6 mil, segundo o jornal alemãoDer Tagesspiegel. A morte aconteceu na área tribal de Hardh, na fronteira com a Arábia Saudita.

Ativistas de direitos humanos pressionam para que o saudita e a família da menina sejam responsabilizados pela morte.

“Após este caso horrível, repetimos nossa exigência para uma lei que restrinja o casamento para maiores de 18 anos”, afirmou um membro do Centro Iemenita de Direitos Humanos para a dpa.

Em 2010, outra garota de 13 anos já havia morrido com sangramentos internos cinco dias após o casamento (forçado), de acordo com outra organização de direitos humanos que atua na região.

Há quatro anos, uma lei tentou colocar a idade mínima de 17 anos para o casamento. No entanto, ela foi rejeitada por parlamentares conservadores, que a classificaram de “não islâmica”.
menina oito anos morre casamento
Projeto de lei tentou aumentar idade mínima para casamento, mas foi rejeitado por conservadores (Imagem Ilustrativa)

Preso homem que abusou de enteada de 12 anos em São Luís Gonzaga

Investigadores da 16ª Delegacia Regional de Bacabal deram cumprimento ao mandado de prisão em desfavor de José Nilson Marcolino dos Santos, de 47 anos, suspeito de abusar da enteada de 12 anos. O crime, segundo a polícia, vinha ocorrendo há cerca de um ano, na cidade de São Luís Gonzaga do Maranhão.

Com base nas informações da polícia, as denúncias de violência sexual foram encaminhadas ao Conselho Tutelar do município. Ainda segundo as informações, o principal suspeito era casado com a mãe da vítima há 11 anos e há cerca de um ano vinha praticando os abusos.

José Nilson foi preso na manhã dessa segunda-feira (9), durante incursões realizadas no povoado Bom União, zona rural de São Luís Gonzaga do Maranhão. Ainda segundo a delegada Noemia Maciel Maia, os abusos sofridos foram confirmados no exame de Conjunção Carnal. "Além dos exames, José Nilson confessou em depoimento a autoria do crime", comentou.

Após os procedimentos, José Nilson foi conduzido para o Presídio de Bacabal, onde ficará custodiado.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Documentário: Clitóris, prazer proibido



clitóris prazer proibido documentário
Documentário: Instintos sexuais são somente para perpetuação da espécie.


O documentário “Clitóris, Prazer Proibido”, trata de educação sexual e explora o órgão cuja única função é proporcionar prazer às mulheres. Médicos, educadores sexuais, estudiosos do comportamento e mulheres em geral dão depoimentos sobre o tema.

Por séculos, o clitóris conseguiu a façanha de aparecer e desaparecer diversas vezes. O primeiro anatomista a fazer referência a essa parte do corpo feminino foi Ronaldo Columbus, em 1559, quando o descreveu como a “cidade do amor”. O filósofo francês René Descartes, 100 anos depois, achou que tivesse feito a descoberta. Para ele, sem o prazer clitoriano, as mulheres não se submeteriam à maternidade. Mas depois disso, o clitóris caiu no esquecimento por muitos anos, até que em 1884, George Cobald publicou uma série de desenhos que não poderiam mais ser negligenciados pela ciência.

Uma das entrevistadas no documentário é a médica Helen O´Connell, pesquisadora de Melbourne considerada uma das especialistas em clitóris. Ela explica o funcionamento do órgão e afirma que não há um “ponto G”. Segundo a entrevistada, o clitóris é maior do que se pensa, e está ligado a todo orgasmo feminino.
fonte: Pragmatismo

Agência dos Correios de Pio XII é assaltada


Funcionários e clientes que estavam na agência dos correios de Pio XII passaram momentos de pânico na tarde dessa quinta-feira (5). O local foi invadido por uma dupla de assaltantes.

Era por volta do meio dia quando dois homens armados invadiram a agência dos correios, eles renderam funcionários, clientes e obrigaram o gerente a abrir o cofre.

Além de levar todo o dinheiro, os bandidos ainda roubaram celulares, relógios e outros pertences dos reféns, até o uniforme de um dos carteiros foi levado. Os bandidos ainda chegaram a agredir algumas pessoas. O gerente dos Correios registrou a ocorrência a delegacia de Pio XII, mas, até o momento, a polícia ainda não tem pista dos assaltantes.
FONTE: G1 MA

Polícia Civil cumpre mandados de prisão em Bacabal



Zeca e Bela
Zeca e Bela

Uma ação deflagrada pela 16ª Delegacia Regional de Bacabal culminou no cumprimento de mais dois mandados de prisão naquele município. Foram detidos José de Ribamar dos Santos, conhecido como ‘Zeca’, 42 anos, e Gilson Carlos Ferreira da Silva, o ‘Bela’, 27.

De acordo com o delegado regional de Bacabal, Carlos Alessandro Assis, a Polícia Civil vem deflagrando operações desde a sexta-feira (30) com o objetivo de dar cumprimento a mandados de prisão na região.

“Desde a semana passada iniciamos levantamentos e campanas para localizar o paradeiro dos foragidos. Continuaremos combatendo com rigor o crime na região de Bacabal”, contou o delegado. Segundo polícia, José de Ribamar e Gilson Carlos foram detidos nos bairros Almiro Paiva e Frei Solano, respectivamente.

Ainda com base nas informações levantadas pela polícia, Gilson Carlos é condenado a sete anos de prisão por um assalto na cidade de Bacabal. Já José de Ribamar responde por crime de tráfico também na Comarca de Bacabal e era foragido da unidade prisional da cidade. Após a prisão, a dupla foi conduzida para ao distrito policial da cidade. Eles ficarão detidos à disposição da Justiça.

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Bacabal Esporte Clube apresenta técnico Julio Araújo

Na tarde da última segunda-feira (02) o Bacabal Esporte Clube apresentou para a torcida e jogadores, o novo técnico do time. Júlio Araújo assumiu o comando da equipe e acordo com a diretoria é de que não seja feita nenhuma contratação até que seja analisada a condição do atual plantel.

O BEC conta com 25 jogadores, todos da categoria sub-19. Do time que disputou o Campeonato Maranhense apenas o zagueiro Diego Coelho e o atacante Luciano, devem permanecer na equipe. O goleiro Robson, contratado do futebol piauiense, tem a apresentação marcada para o dia 15.

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Documentos da NSA apontam Dilma Rousseff como alvo de espionagem




Documentos classificados como ultrassecretos, que fazem parte de uma apresentação interna da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, obtidos com exclusividade pelo Fantástico, mostram a presidente Dilma Roussef, e o que seriam seus principais assessores, como alvo direto de espionagem da NSA. Um código indica isso.

O jornalista Glenn Greenwald, coautor desta reportagem, foi quem recebeu os papéis das mãos de Edward Snowden - o ex-analista da NSA que deixou os EUA com documentos da agência com a intenção de divulgar o sistema de espionagem americano no mundo.

Glenn afirmou que recebeu o documento na primeira semana de junho, quando esteve com Snowden em Hong Kong. “Ele me deu esses documentos com todos os outros documentos no pacote original.”

O pacote tinha milhares de documento secretos. Glenn analisou esses papéis com Snowden durante uma semana em Hong Kong. Pouco depois, Snowden fugiu para a Rússia, onde passou 38 dias na área de trânsito do aeroporto de Moscou, até ter seu pedido de asilo aceito no país.

Durante a produção, a reportagem conversou com Snowden por um programa de bate-papo protegido contra espionagem. Escondido em algum ponto do território russo, ele disse que por exigência do governo local não pode comentar o conteúdo dos papéis, mas disse que acompanha a repercussão que os documentos estão tendo pelo mundo, inclusive no Brasil.

Fantástico: como é que a gente pode avaliar o documento e saber se foram operações que foram consumadas, e não apenas projetos?

“Ficou muito claro, com esses documentos, que a espionagem já foi feita, porque eles não estão discutindo isso só como alguma coisa que eles estão planejando. Eles estão festejando o sucesso da espionagem”, afirmou Glenn.

Os documentos mostram que foi feita espionagem de comunicações da presidente Dilma com seus principais assessores. Também é espionada a comunicação dos assessores entre eles e com terceiros.

A apresentação secreta se chama "filtragem inteligente de dados: estudo de caso México e Brasil." Segundo a apresentação, o programa possibilita encontrar, sempre que quiser, uma "agulha no palheiro."

O palheiro, no caso, é o volume imenso de dados a que a espionagem americana tem acesso todos os dias, espionando as redes de telefonia, internet, servidores de e-mail e redes sociais. A agulha é quem eles escolherem.

No documento, de junho de 2012, são dois alvos: o presidente do México, Enrique Peña Nieto, então candidato líder nas pesquisas para a presidência, e a presidente do Brasil, Dilma Rousseff.

Como funciona
Selecionado o alvo, são monitorados os números de telefone, os e-mails e o IP (a identificação do computador). É feito o mesmo para os interlocutores escolhidos - no caso, assessores.

O que eles chamam de um “pulo” é toda a comunicação entre o alvo e os assessores. Um “pulo e meio” é quando os assessores conversam entre eles. “Dois pulos” é quando eles conversam com outras pessoas.

Investigação de Peña Nieto
Para espionar o então candidato mexicano Peña Nieto, o serviço de segurança internacional da NSA para América Latina - fez uma ação intensiva. Para isso, usou dois programas - um deles é chamado "Mainway" e serve para coletar o grande volume de informações que passa pelas redes de comunicação.

As mensagens de texto por telefone do candidato também foram interceptadas, usando o programa "Association", que pega as informações que circulam nas redes sociais. Daí, as mensagens vão para outro filtro - o "Dishfire" - que busca por determinadas palavras-chave.

Sob o título "mensagens interessantes", está a prova de que o conteúdo das mensagens foi acessado. Dois trechos são citados. Num deles, Peña Nieto conta quem seriam alguns de seus ministros - que só tomariam posse seis meses depois da eleição.

Investigação da presidente Dilma
Na sequência, vem a explicação de como foi feita a espionagem da presidente Dilma. "Goal" é o objetivo da operação: "melhorar a compreensão dos métodos de comunicação e dos interlocutores da presidente do Brasil, Dilma Rousseff, e seus principais assessores".

O que eles chamam de "sementes" são os endereços eletrônicos e números de telefones monitorados.

Um dos programa usados pela NSA é chamado de "DNI selectors" - que segundo outro documento vazado por Snowden, captura tudo o que o usuário faz na internet, incluindo o conteúdo de e-mails e sites visitados.

Um gráfico mostra toda a rede de comunicações da presidente com seus assessores. No gráfico, cada bolinha representa uma pessoa.

A imagem ampliada mostra que legendas ou nomes de quem teve a comunicação interceptada foram apagados para a apresentação.

No documento, não há exemplos de mensagens ou ligações entre a presidente e seus ministros, como aconteceu quando o agora presidente do México foi mencionado.

Mas na última página o documento diz que o método de espionagem usado é "uma filtragem simples e eficiente que permite obter dados que não são disponíveis de outra forma. E que pode ser repetido." Se pode ser repetido, tudo indica que foi levado a cabo.

Conclui, ainda, dizendo que a união de dois setores da NSA teve sucesso contra alvos de alto escalão: Brasil e México. Alvos importantes, que sabem do perigo de espionagem e protegem sua comunicação. Novamente, se houve sucesso é porque foram exemplos reais.

Comunicações de brasileiros
No mês passado, uma reportagem do jornal “O Globo”, mostrada também no Fantástico, revelou, com documentos vazados por Snowden, que os EUA interceptam milhões de comunicações de brasileiros.

Na ocasião, o embaixador dos EUA no Brasil, Thomas Shannon, negou que e-mails e telefonemas de cidadãos brasileiros estivessem sendo espionados. Admitiu apenas que eram acessados os chamados metadados (o total de conexões, que passavam pelo Brasil).

Falta de clareza
Não está claro se a interceptação das ligações da presidente Dilma foi feita apenas com acesso às redes de comunicação, ou se houve participação de espiões em território brasileiro.

James Bramford, especialista que escreveu três livros sobre a NSA, falou com o Fantástico, em Washington. Ele diz que a NSA tem espiões nas embaixadas e consulados americanos pelo mundo.

“Temos uma grande embaixada em Brasília e um consulado no Rio de Janeiro. A NSA opera nesses prédios”, afirmou. Antenas nas embaixadas podem interceptar sinais de microondas e telefones celulares, disse Bramford.

Ainda em Hong Kong, quando se encontrou com Glenn Greenwald, Edward Snowden comentou os documentos que envolvem a espionagem à presidente Dilma.

Ele disse o seguinte: "a tática do governo americano desde o 11 de setembro é dizer que tudo é justificado pelo terrorismo, assustando o povo para que aceite essas medidas como necessárias. Mas a maior parte da espionagem que eles fazem não tem nada a ver com segurança nacional, é para obter vantagens injustas sobre outras nações em suas indústrias e comércio em acordos econômicos".

No mês passado a revista “Época” publicou com exclusividade um documento comprovando que a espionagem americana é também comercial.

Trata-se de uma carta escrita pelo atual embaixador americano no Brasil, Thomas Shannon, em 2009, quando ainda era subsecretário de estado.

Ele agradece à NSA pelas informações repassadas à diplomacia americana antes da 5ª Cúpula das Américas - um encontro entre os chefes de estado do continente para discutir assuntos comerciais e diplomáticos da região.

Na carta, Thomas Shannon escreveu: "mais de 100 relatórios que recebemos da agência nos deram uma compreensão profunda dos planos e intenções dos outros participantes da cúpula e permitiram que nossos diplomatas estivessem bem preparados para aconselhar o presidente Obama em como lidar com questões controversas".

“Em questões comerciais, saber o que os outros estão pensando antes das reuniões multilaterais é como jogar pôquer sabendo quais as cartas de todos na mesa”, disse Bramford.

Outro documento obtido com exclusividade pelo Fantástico diz que uma divisão inteira da NSA é dedicada à política internacional e atividades comerciais, com um setor encarregado de países da Europa Ocidental, Japão, México e Brasil.

Um terceiro documento ultrassecreto enumera os desafios geopolíticos dos Estados Unidos para os anos de 2014 a 2019. O surgimento do Brasil e da Turquia no cenário global é classificado como risco para a estabilidade regional.

E o Brasil aparece de novo, junto com outros países, como uma dúvida no cenário diplomático americano: nosso país seria amigo, inimigo ou problema? Também são citados Egito, Índia, Irã, Turquia, México.

“Quando o país fica mais independente, mais forte, como o Brasil está (...), competindo com os Estados Unidos, empresas americanas. E por causa disso, o governo americano está pensando diferente sobre o Brasil”, afirmou Glenn.

Fantástico: por que Edward Snowden torna públicos esses documentos?

“Ele me disse: olha, eu acho que a privacidade do norte-americano é muito importante, mas também eu acho que o privacidade dos estrangeiros, das pessoas na América Latina, dos brasileiros, é muito importante também. A importância é igual. E eu não quero proteger somente a privacidade do norte-americano. Eu quero proteger a de todas as pessoas.”

Nesta semana, o jornal americano "Washington Post" publicou o orçamento secreto dos serviços de espionagem americanos, o equivalente a R$ 126 bilhões.

Reação do governo brasileiro
Neste domingo (1º), o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, se reuniu com a presidente Dilma Rousseff para discutir a reação as novas revelações de espionagem do governo americano. O governo brasileiro decidiu tomar três medidas: o Ministério das Relações Exteriores vai chamar o embaixador americano no Brasil, Thomas Shannon, para que ele dê novos esclarecimentos, vai cobrar explicações formais do governo dos Estados Unidos e vai ainda recorrer aos órgãos internacionais, como a ONU, para discutir a violação de direitos de autoridades e cidadãos brasileiros.

“Se forem comprovados esses fatos, nós estamos diante de uma situação que é inadmissível, inaceitável, por que eles qualificam uma clara violência à soberania do nosso país. O Brasil cumpre fielmente com suas obrigações e gostaria que todos os seus parceiros também as cumprissem e respeitassem aquilo que é muito caro para um país que é a sua soberania”, disse Cardozo.

O ministro esteve na semana passada nos Estados Unidos, onde se reuniu com o vice-presidente, Joe Biden. Ele levou a proposta de que as comunicações só sejam acessadas com autorização da Justiça e no caso de investigações criminais. A proposta não foi aceita.

Procuradas, as embaixadas dos Estados Unidos e do México não se manifestaram.