Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

REPERCUTINDO: Agentes da Polícia Federal fazem busca e apreensão em residências de assessores do ex-prefeito de Bacabal Raimundo Lisboa

Agentes da Polícia Federal estão de volta a Bacabal para cumprirem Mandado de Busca e Apreensão nas residências de pelo menos quatro ex-integrantes da gestão municipal passada. Informações ainda não confirmadas dão conta que a ação tem relação com a sangria dos cofres públicos realizada no governo Raimundo Nonato Lisboa.

O caso também pode está relacionado as investigações que apuram a morte do jornalista Décio Sá, executado a tiros em 2012, que desmontaram um esquema milionário envolvendo uma quadrilha de agiotas e várias prefeituras maranhenses. De acordo com a Polícia e o Ministério Público, o bando montava empresas de fachada para vencer licitações direcionadas e utilizava ‘laranjas’, entre eles pessoas que já faleceram.

A quadrilha também agiu fornecendo medicamentos para os hospitais da cidade.

Documentos apreendidos na casa do chefe da quadrilha, Gláucio Alencar, mostram que ele usava pelo menos 35 empresas que teriam sido montadas só pra participar de esquemas desse tipo.

Segundo a polícia, 41 prefeituras estariam envolvidas nas fraudes (o nome de Bacabal aparece na relação). Alguns prefeitos, endividados, chegavam a assinar cheques em branco da prefeitura para pagar os agiotas ou preenchidos e endossados pelo prefeito para que os agiotas pudessem fazer os saques. O dinheiro saía direto de contas de programas federais – como o programa nacional de alimentação escolar (Pnae) e o Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Tudo levar a crer que a presença dos agentes federais hoje (25) em nosso município é resultado dessa investigação.

Aguardem maiores informações...
fonte: Blog do Sergio Matias
A magtéria acima é de de autoria do blog do Sergio Matias, o Diário do a Mearim continuará a apuração pois as matérias vinculadas até agora estão incompletas, não constam os nomes dos suspeitos e o povo tem o direito de saber.

0 comentários:

Postar um comentário