Novas regras para entrega da Declaração do imposto de Renda

Prazo vai até 29 de abril

Fifa abre janela para jogadores na Rússia e na Ucrânia

Decisão foi motivada pela guerra que acontece no Velho Continente

Expedito Jr. faz Gol de Placa ao apoiar esporte amador em Bacabal

Desportista declaram apoio ao trabalho de expedito

Norris Cole, Lady Conceição e Norris Cole Jr. fazem Show Internacional em Bacabal

Show deve mobilizar toda massa reggueira de Bacabal e região

Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Dia da Inconsciência Branca

Por ser data de comemoração de Zumbi dos Palmares (1655-1695), último líder heroico do mais importante quilombo brasileiro, 20 de novembro é dedicada à Consciência Negra. É também Dia da Inconsciência Branca. Foram as armas que deram aos colonizadores europeus o poder opressor sobre as nações da África negra. Em nome de Deus e de um projeto civilizatório, invadiram o continente africano e submeteram o seu povo ao jugo da escravidão.
Obrigado a aceitar o batismo cristão, a marca do sacramento era gravada nas peles negras a ferro e fogo. O propósito, livrá-los, após esta vida, das chamas eternas do Inferno, por culpa de suas crenças animistas e rituais eróticos. Destinava-os, porém, nesta Terra, ao suplício do trabalho árduo, das sevícias, das chibatas, das torturas e da morte atroz.
De tal arrogância se nutria a inconsciência branca que, ao qualificar de raça a mera diferença de coloração epidérmica, elevou-a à categoria de pretensa ciência. Buscou-se na Bíblia a caricatura de um deus maldito que, após o Dilúvio Universal, teria criado a descendência negra da Cam (Cão), um dos filhos de Noé.
No Brasil, o preconceito à negritude deita raízes na mais longa história de escravidão das três Américas: 350 anos! Ainda que, hoje, nossas leis condenem a discriminação, sabem os negros que, aqui, eles são duplamente discriminados: por serem negros e pobres. Ao escravo liberto se negou o acesso à terra, que ele tão bem sabia cultivar. Impediu-se ainda o acesso à carreira eclesiástica, aos quartéis (exceto como soldado e bucha de canhão na guerra do Brasil contra o Paraguai), às escolas particulares.
Na década de 1950, no Colégio Dom Silvério, em Belo Horizonte, ouvi irmão Caetano Maria, procedente de Angola, apregoar na sala de aula que negros eram inaptos à matemática e às ciências abstratas, vocacionados à música e aos trabalhos manuais...
A inconsciência branca viceja, ainda hoje, na promoção turística da mulata carnavalesca, ela sim liberada, por leis e censores, a exibir em público seu corpo nu.
É a inconsciência branca que protesta contra o direito de cotas para negros nas universidades; encara com suspeita o negro encontrado em espaços predominantemente ocupados por brancos; induz a polícia a expor garras ferozes ao revistar jovens negros.
O profetismo heróico de Zumbi, Mandela, Luther King e tantos outros, ainda não logrou descontaminar nossa cultura do ranço do preconceito e da discriminação. Quantos executivos negros ocupam cargos de direção em nossas empresas? Apenas 5,3%. Quantos garçons e chefs de cozinha? Quantos apresentadores de TV e animadores de auditório?
A violência com que médicos brasileiros, todos brancos, submeteram, em Fortaleza, “ao corredor polonês da xenofobia” – na expressão do ministro Padilha, da Saúde - o médico cubano Juan Delgado, um negro, a quem a presidente Dilma pediu desculpas em nome do povo brasileiro, bem comprova a inconsciência branca.
Esta inconsciência também adota o preconceito às avessas. Festejou-se a eleição de Obama, o primeiro negro na Casa Branca, como uma pá de piche (cal é branco...) na política terrorista do presidente Bush. Esqueceu-se que Obama, antes de ser negro, é estadunidense, convencido do direito (divino?) de supremacia dos EUA sobre as demais nações do mundo.
Por que haveria ele de pedir desculpas por espionar a presidente Dilma se não está disposto a abdicar dessa violação? Obama é tão guerreiro e cínico quanto Bush.
Com frequência vemos o preconceito às avessas expressar-se na negação da negritude, como se ela fosse um estigma, através de eufemismos como afrodescendente. Sou branco, embora traga nas veias sangue indígena e negro, e nunca me chamaram de iberodescendente ou eurodescendente.
A data de 20 de novembro deveria ser comemorada nas escolas com lições históricas sobre o preconceito e discriminação, e depoimentos de negros. De nossa população carcerária, hoje beirando 500 mil detentos, 74% são negros. Nos EUA, de cada 11 presos, apenas 1 é branco.
Só a Consciência Negra é capaz de combater a inconsciência branca e despertá-la, tornando hediondos todos os crimes de preconceito e discriminação.
 
 
AUTOR:Frei Betto é escritor, autor de “Aquário Negro” (Agir), entre outros livros.

Claudia Werneck - a escritora que se tornou a voz dos direitos dos jovens deficientes



A escritora Claudia Werneck, há mais de 20 anos, dedica a vida à luta pela inclusão
Foto: Daniela Dacorso / Agência O GloboEra para ser uma visita de cortesia qualquer: Diego, filho da jornalista Claudia Werneck, insistia para que ela fosse visitar o irmãozinho recém-nascido de um amigo dele. Ela adiou um pouco o compromisso, afinal, nem conhecia direito a família. Mas, como pedido de filho quase nunca se nega, acabou indo. Quando a mãe do bebezinho descobriu que Claudia trabalhava na revista “Pais & Filhos” —, uma espécie de Bíblia para pais aflitos na era pré-internet —, contou que o menino tinha síndrome de Down e a agarrou, implorando ajuda. Sem o hoje onipresente Google ou livros sobre o tema para leigos, ela queria saber se o filho ia se casar, chamá-la de mãe, viver muito. Claudia saiu de lá impressionada e propôs à revista uma reportagem sobre o assunto. Surgiu ali a semente para uma mudança radical na vida de Claudia, que, depois da imersão de quatro meses no universo Down, escreveu 70 páginas. A reportagem tinha apenas cinco e Cláudia logo descobriu o que fazer com o que ficou de fora: nasciam ali o seu primeiro livro, “Muito prazer, eu existo”, e uma militante da inclusão, que se tornou uma das mais importantes vozes dos direitos dos deficientes no Brasil.


— Quando eu escrevi o livro, recebi três mil cartas. Entendi que algo acontecia e ninguém sabia. Eu não era a jornalista maravilhosa que pensava. Não trabalhava com o repertório de rostos da humanidade. Se eu fazia uma matéria sobre amamentação, eram dicas para as mães com dois braços. E as que não têm os dois? Percebi que eu não estava pensando em todo mundo. E também me dei conta de que precisava documentar histórias silenciosas, não conhecidas — diz Claudia, que mudou por dentro e por fora. — Quando entendi o que era inclusão, minha providência foi mudar o cabelo. Abandonei o corte Chanel e usei moicano, raspado de um lado e pintado de vermelho. Uma vez uma moça no aeroporto disse que era o cabelo mais doido que ela já tinha visto. Era uma das filhas da Baby Consuelo — diverte-se Claudia.
A mudança foi em 1990 e, de lá para cá, Claudia, de 56 anos, já escreveu 14 livros sobre inclusão, direitos humanos, discriminação e diversidade, e vendeu mais de 220 mil exemplares em português, inglês e espanhol. E nunca deixou que a máxima “Casa de ferreiro, espeto de pau” se aplicasse à sua vida: com dificuldade para contar suas histórias em diferentes plataformas, que atendessem quem não enxerga ou não ouve, fundou com o marido, Alberto, a WVA Editora. O seu último título, “Sonhos do dia", tem exemplares acompanhados de DVDs com audiodescrição para quem não enxerga, em braile, linguagem de sinais e mais quatro formatos. O reconhecimento foi rápido: em 2000, Claudia tornou-se a primeira escritora brasileira a ter livros recomendados simultaneamente pela Unesco e Unicef.
Em 2002, ela deu um outro passo importante: fundou a Escola de Gente, uma organização preocupada com a comunicação para a acessibilidade. Um dos projetos é o grupo de teatro Os Inclusos e os Sisos, responsável pela primeira peça de teatro infantojuvenil completamente acessível do país. Durante a apresentação de “Um amigo diferente”, já vista por mais de 60 mil pessoas, há intérprete de linguagem de sinais e legendas para as pessoas surdas, programas em braile para os cegos, que sobem ao palco para pegar no cenário todo e recebem um fone de ouvido para escutar tudo o que se passa ou saber quando os atores fazem caretas ou dançam. As peças têm um tom bem-humorado, não fosse Claudia a mãe da atriz e humorista Tatá Werneck, a espevitada Valdirene, da novela “Amor à vida”.
— Eu trabalhava muito e tinha aquela culpa típica de mãe, mas meus filhos deram certo — diz, aliviada com o sucesso de Tatá e de Diego, professor da Fundação Getulio Vargas.
Claudia continua ralando muito e conta nos dedos as vezes em que dorme no seu colorido refúgio na Barra da Tijuca, decorado com lembranças de suas inúmeras viagens. Teve ano em que ela só passou quatro dias úteis em casa. O filho, ela estava quase há um mês sem ver.
— Eu gosto de música, mas não ouço, gosto de praia, mas não vou. Outro dia, fiquei em casa num domingo. Comi camarão e mergulhei na piscina. Foram as minhas férias — diz Claudia, que, quando diminui o ritmo, é para valer. Em 2011, foi meditar na África e, em 2007, fez um retiro espiritual na Índia.
O ano de 2014 já começará na Áustria, onde Claudia receberá um prêmio por Os Inclusos e os Sisos, eleito este mês, entre 245 trabalhos de 58 países, um dos maiores inovadores do mundo pelo programa Zero Project Innovative Practices, da organização austríaca Essl Foundation. Em parceria com o World Future Council e o Bank Austria, a instituição escolhe as melhores experiências voltadas para a garantia de direitos de pessoas com deficiência.
— A Claudia não fica quieta. Onde tiver uma discussão sobre inclusão, ela está presente. Ela luta o tempo todo por políticas públicas para esses jovens. Se não fosse ela, o programa ProJovem Urbano, do governo federal, que oferece a conclusão do ensino fundamental com treinamento profissionalizante, não estaria contemplando jovens com deficiência — diz Fábio Meireles, coordenador-geral de Direitos Humanos do Ministério da Educação, que admira principalmente a firmeza de Claudia em suas posições. — Ela é considerada radical por muita gente. Fez inimizades porque, com ela, é tudo ou nada.
Esse tudo ou nada se reflete principalmente na questão de acessibilidade nas escolas: para Claudia, não há nenhuma dúvida de que um jovem com deficiência deve estar sempre integrados em colégios, e não em escolas ou turmas especiais. A posição encontra ainda resistência:
— Eu tenho um filho com Down e concordo com muitas posturas da Claudia. Minha divergência é sobre a forma de incluir. Acho que os pais devem botar os filhos numa escola especial se quiserem. Isso não é ser segregacionista, é defender a inclusão com dignidade — diz Tânia Athayde, diretora da Associação de Pais e Amigos de Excepcionais (Apae-Rio).
Mas Claudia aposta na formação de pessoas com uma visão diferente. Ela fechou parcerias para treinar novos agentes de acessibilidade no Alemão e na Cidade de Deus. Quase 50 jovens terão aula de língua brasileira de sinais (Libras).
— Quando eu boto no currículo que sei Libras, é um diferencial. Quem ia imaginar que uma menina do Jacarezinho saberia a linguagem? — diz Mayara Gonçalves, aluna da primeira leva do curso.
Claudia Werneck imaginou.
FONTE:Agência O Globo

Rede Bacabalense de Cultura Lança Filme de "José Wilker"


A Rede Bacabalense de Cultura lança sexta feira (27/12) às 19:00h na Sede da Associação dos Moradores da Vila C oelho Dias mais uma produção cinematográfica bacabalense intitulada "Desafios da vida", um drama dirigido por José Wilker, jovem ator bacabalense que  trabalhou no projeto "viver é Adaptar-se". A película conta a hsitória de um  casal de lavradores que enfrentam um grande drama que vai influenciar diretamente a vida dos dois: o alcoolismo.
A luta contra o vicio do alccolismo faz com que as pessoas se identifiquem com a história mostrada no filme, numa linguagem simples José Wilker transforma a falta de recurso para produção num exemplo de criatividade e humildade, a opção pelo tema central da história fez com que conseguisse alguns apoios na cidade.
O elenco conta com  atores já conhecidos no movimento teatral bacabalense, tais como Madylene Costa, Costa Filho, Joseane Vieira, Josilene Vieira,Ronny Elyson, José Wilker, Eliane Cutrim, Luis Fernandes e Ed1000. As locações foram feitas em sua maioria no bairro Novo Bacabal onde a comunidade além do alccolismo vivem outros dramas na vida real
José Wilker afirma que sente-se realizado com o lançamento do  filme e que pretende continuar suas produções de cinema melhorando cada vez mais a qualidade.

Oligarquia dá adeus a Luís Fernando


Luís Fernando: fraco desempenho não resistiu às pressões dos contrários a sua candidatura no grupo Sarney

Dois episódios recentes mostram como serão tristes os próximos meses para Luis Fernando que, durante todo o ano de 2013 teve todo o aparato do estado trabalhando para “viabilizá-lo” e chegar aos 25% de intenções de voto, mas que não ultrapassa 18% nas intenções de voto estaduais.

No primeiro episódio, o deputado Arnaldo Melo deixou o governo se desmoralizar na votação do orçamento até a véspera do Natal, para só então “mostrar força” e provar que o Palácio dos Leões não tem maioria para nada na Assembléia Legislativa.

No segundo episódio, e mais curioso, o secretário da Casa Civil, João Abreu, passou os últimos dias telefonando para lideranças municipais informando que Luís Fernando está fora do jogo, e que ele – João Abreu – vai tentar se viabilizar para a suposta eleição indireta na Assembléia.

O cerco à pré-candidatura de Luís Fernando vem se fechando já há algum tempo.

Há cerca de 2 meses, a mídia ligada ao grupo Sarney anunciou, com grande estardalhaço, que a candidatura de Luis Fernando ao governo do Estado seria lançada em um gigantesco Ato Político em Coroatá. Contudo, apesar de programado para um sábado, os ministros Lobão e Gastão Vieira, o deputado Sarney Filho e outras importantes lideranças do grupo alegaram não poderem comparecer, por terem outros compromissos. Como não convinha uma fotografia só com os desgastados irmãos Murad, o evento foi cancelado e nunca foi remarcado.

Desse fracasso em diante, o que era ruim só piorou. Em janeiro de 2013, os estrategistas da oligarquia decidiram que Luís Fernando só seria candidato se atingisse 25% nas pesquisas no fim deste ano.

De lá para cá, o esforço de propaganda que vem sendo feito desde 2011 só aumentou. Luis Fernando virou o “governador de fato”, dispondo de uma fantástica máquina de promoção pessoal, de aviões e helicópteros, de convênios para comprar aliados, de “governos itinerantes”. Ainda assim, os tais 25% ficaram bem distantes. Mesmo nas pesquisas contratadas pelo grupo Sarney, Luís Fernando não chega nem a 18%, com pontuações muito baixas inclusive em cidades importantes como São Luís (onde está em terceiro lugar), Imperatriz, Pinheiro e Caxias.


João Abreu: é o plano B de Roseana: tudo menos Lobão

O fato é que Luís Fernando não se viabilizou. É um candidato insosso, sem charme e carisma, com um discurso chato em que só sabe falar de sua atuação na cidade de São José de Ribamar. Seus eventos no interior do Estado são esvaziados, sem entusiasmo, mal enchem uma pequena tenda – normalmente com pessoas que exercem cargos no governo do Estado.

Além disso, Luís Fernando tem na testa a terrível marca de Jorge Murad, que inventou essa candidatura, na tentativa de colocar um amigo íntimo no lugar da esposa. Quem não lembra que Jorge Murad vivia organizando eventos supostamente culturais em Ribamar, quando Luís Fernando era o prefeito?

Chegamos, assim, à ultima semana do ano com um consenso formado no grupo Sarney: Luís Fernando está fora da disputa de 2014. Entretanto, a oligarquia será obrigada a manter o seu nome até março, enquanto não acham uma saída minimamente competitiva.

E desta forma, Luís Fernando ficará exposto ao rigor desse inverno de sabotagens e boicotes até março, a não ser que resolva desistir antes.

Enquanto isso, o senador Sarney está em dúvida entre algumas opções:

1 – Tentar um novo “nome técnico”, cenário em que João Abreu – que está na fila há muito tempo – seria a opção mais forte.

2 – Tentar um nome com força na “classe política”, cenário em que João Alberto, Edison Lobão e Arnaldo Melo hoje são os mais fortes.

O papel de Eliziane Gama

Em paralelo, o grupo Sarney continua a incentivar abertamente a candidatura de Eliziane Gama, que eles consideram confiável e possível de ser cooptada. Nota na coluna do jornalista Cláudio Humberto, nesta semana, registrou o quando o velho cacique está fascinado com a deputada, ao ponto de passar a apostar fichas na candidatura de Eliziane, diante do fracasso do seu próprio grupo. Resta saber se Eliziane Gama, com fortes ligações com a oposição e com movimentos sociais, vai aceitar o canto das sereias da oligarquia e inviabilizar o seu futuro político com essa mancha.

E o PT? Como fica?

Compondo a via crucis do senador Sarney e de Luís Fernando, em nível nacional só aumentam as dificuldades com o PT, principalmente depois de um desastrado piti que Roseana deu no velho e respeitado dirigente Rui Falcão, presidente nacional do PT, que já contou para dezenas de pessoas o triste comportamento coronelista da filha do coronel Sarney.

Para completar o quadro, o governo do Estado vive uma devastadora crise na segurança pública e no sistema penitenciário, atualmente monitorada pelo Conselho Nacional de Justiça, pela Procuradoria Geral da República e pela Organização dos Estados Americanos (OEA). Em Brasília, a cada matéria no Jornal Nacional, fala-se que uma intervenção federal no Maranhão é iminente e inevitável.

Esse é o cenário político do início de 2014 no Maranhão, em que Flávio Dino mantém uma liderança tranquila e consolidada em todas as pesquisas feitas nos últimos meses.

FONTE: Blog do Raimundo Garrone

sábado, 21 de dezembro de 2013

REBAC E Arca das Letras realizam 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul



A 8ª edição da Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, realizada pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em parceria com o Ministério da Cultura, exibirá em Bacabal , entre os dias 21 e 22 de dezembro de 2013 cinco filmes especialmente selecionados para despertar o interesse da comunidade pelo cinema documentário brasileiro. 


Em Bacabal a Mostra é organizada por Rede Bacabalense de Cultura e o Centro de Referência Arca das Letras que se uniram para realizar juntas as atividades do projeto dia 21 (sábado) os filmes serão exibidos na Sede da Associação dos Deficientes de Bacabal e dia 22 (domingo) no bairro Setubal.

Na Associação dos Deficientes serão exibidos dois filmes O primeiro será "Doméstica", de Gabriel Mascaro. Um documentário que apresenta, através das perspectivas de jovens filhos de patrões, o cotidiano de empregadas domésticas durante uma semana. A exibição será às 14:00, dia 21 de dezembro, no auditório Irmã Vilma. 



O segundo filme será Kátia, de Karla Holanda, que conta a história de Kátia Tapety, a primeira travesti eleita a um cargo político no Brasil. Os demais filmes serão exibidos na comunidae Serúbal.

Bacabal é uma cidade com mais de cem mil habitantes mas que não tem um cinema, por isso a Rede Bacabalense de Cultura considera de suma importancia a realiação da Mostra; " estamos juntos Rede Bacabalense de Cultura e Centro de Referencia Arca das Letras levando cinema de quallidade para as comunidades por enterdermos que através da cultura podemos garantir o respeito aos diretos humanso" afirma José Casanova Presidente em exercício da Rede Bacabalense de Cultura.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Base do governo racha e Roseana não consegue aprovar orçamento na AL


Deputados fogem do plenário para não votar o orçamento do governo

A governadora Roseana Sarney perdeu completamente o controle de sua base aliada na Assembleia Legislativa, que na manhã desta quinta-feira se revoltou e não votou o orçamento do estado para 2014.

O vice-líder do governo, deputado Magno Bacelar ainda fez um apelo na tribuna para que os deputados comparecessem ao plenário para votar a peça orçamentária.

Deu em nada e até mesmo alguns deputados governistas que estavam presentes se retiraram para obstruir a votação, que necessita de quorum mínimo de 22 deputados.

A confusão é motivada pela falta de acordo nos valores e liberações de emendas dos deputados, que ainda não receberam o prometido no orçamento de 2013.

Sem a aprovação do orçamento, o governo entrará em 2014 podendo utilizar 1/12 do orçamento de 2013, aprovado no final de 2012.

A não votação do orçamento como desejava o governo é um sinal das dificuldades para abril de 2014, caso Roseana resolva renunciar para se candidatar ao Senado, quando haverá uma eleição indireta para substitui-la nos nove meses seguintes.

Se a governadora não consegue sequer aprovar um orçamento, imagina eleger indiretamente um governador de acordo com sua vontade!

O bate-cabeça dos deputados governistas é um prenúncio do fim.

Salve-se quem puder!

FONTE: bLOG DO gARRONE

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

3 MINUTOS COM BAUMAN: AS AMIZADES DE FACEBOOK


Leia o trecho:

"Um viciado em facebook me confessou - não confessou, mas de fato gabou-se - que havia feito 500 amigos em um dia. Minha resposta foi: eu tenho 86 anos, mas não tenho 500 amigos. Eu não consegui isso! Então, provavelmente, quando ele diz 'amigo', e eu digo 'amigo', não queremos dizer a mesma coisa, são coisas diferentes. Quando eu era jovem, eu não tinha o conceito de redes, eu tinha o conceito de laços humanos, comunidades... esse tipo de coisa, mas não de redes.

Qual a diferença entre comunidade e rede?

A comunidade precede você. Você nasce em uma comunidade. De outro lado temos a rede, o que é uma rede? Ao contrário da comunidade, a rede é feita e mantida viva por duas atividades diferentes: conectar e desconectar.

Eu penso que a atratividade desse novo tipo de amizade, o tipo de amizade de facebook, como eu a chamo, está exatamente aí: que é tão fácil de desconectar. É fácil conectar e fazer amigos, mas o maior atrativo é a facilidade de se desconectar.

Imagine que o que você tem não são amigos online, conexões online, compartilhamento online, mas conexões off-line, conexões reais, frente a frente, corpo a corpo, olho no olho. Assim, romper relações é sempre um evento muito traumático, você tem que encontrar desculpas, tem que se explicar, tem que mentir com frequência, e, mesmo assim, você não se sente seguro, porque seu parceiro diz que você não têm direitos, que você é sujo etc., é difícil.



Na internet é tão fácil, você só pressiona "delete" e pronto, em vez de 500 amigos, você terá 499, mas isso será apenas temporário, porque amanhã você terá outros 500, e isso mina os laços humanos."

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Luisinho da Casa dos Padeiros: está nascendo um novo líder

O Brasil vive momentos importantes na história, o povo vai às ruas e demonstram insatisfação  com a realidade em  que vivem. Em Bacabal é comum encontrar pessoas reunidas em pequenos grupos formadores de opinião a  conversar sobre diversos assuntos. O futebol em pleno ano de copa do mundo, já não a bola da vez, é quase impossível para o brasileiro esconder a paixão por seus times, mas a qualidade vida e o futuro da cidade são assuntos que driblam o bate papo informal e fazem acreditar que dias melhores virão.
Sem a visão estáticas dos “senadinhos”, o povo deixa de ser técnico de futebol para serem cientistas políticos, e é das ruas que surge o nome de Luizinho da Casa dos Padeiros como a nova liderança politica do Maranhão. Luís Santos  Maciel, o Luiizinho da casa dos padeiros ,35 anos, é o mais ilustre e querido  filho do Povoado Vila Nova, um dos mais respeitados e criativo micro empresário do ramo da panificação da região do Mearim.
Há 18 anos trabalhando com panificação, Luizinho conhece de perto metade das cidades Maranhenses , em pelo menos 100 cidades já desenvolveu atividades e em 60 delas deixou resultados positivos para comunidades através do seu trabalho.
Luisinho vem de uma família de 13 irmãos, filho de seu Raimundo Alves Maciel e dona Genilda Maria Santos com quem aprendeu valores morais  como ética e honestidade , qualidades marcantes de sua personalidade.
O nome de Luisinho da Casa dos Padeiros ganha força nas ruas como opção  pois em sua maioria, o povo ao ser questionado sobre  suas lideranças respondem que nos últimos anos não se sentem representados pelos  políticos que ajudaram eleger. É ai que surge Luisinho como Alternativa para bem representar o Maranhão na Câmara Federal.
Luisinho é homem de ideias inovadoras e que compreende bem as funções de um Deputado Federal, entre seus projetos o “Centro de Treinamento  Para Panificação” ganha apoio em todo o estado,  preocupado com as questões da  saúde pretende lutar para ampliar  a frota de ambulância para os pequenos municípios e criar uma rede de poços artesianos garantindo agua de qualidade para todos. Outra questão defendida por Lusinho é programar  politicas que facilitem   o acesso ao medicamentos de usos  continuo  para crianças e idosos.
Percebe-se que  Luisinho da Casa dos Padeiros é um homem de visão politica moderna que sonho com um Bacabal melhor, mas é com os pés no chão que pretende transformar esse sonho em realidade, tal qual um padeiro, que com suas mãos prepara a massa, deixa ficar nos ponto para levar   ao forno que  Lusinho acredita ser possível melhorar e acreditar “ é não perder o bom senso...”.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Por que no meio da dor os negros dançam, cantam e riem?



Milhares de pessoa em toda a África do Sul misturam choro com dança



Milhares de pessoa em toda a África do Sul misturam choro com dança, festa com lamentos pela morte de Nelson Mandela. É a forma como realizam culturalmente o rito de passagem da vida deste lado para a vida do outro lado, onde estão os anciãos, os sábios e os guardiães do povo, de seus ritos e das normas éticas. Lá está agora Mandela de forma invisível mas plenamente presente acompanhando o povo que ele tant ajudou a se libertar.

Momentos como estes nos fazem recordar de nossa mais alta ancestralidade humana. Todos temos nossas raízes na Africa, embora a grande maioria o desconheça ou não lhe dê importância. Mas é decisivo que nos reapropriemos de nossas origens, pois elas, de um modo ou de outro, na forma de informação, estão inscritas no nosso código genético e espiritual.

Refiro-me aqui tópicos de um texto que há tempos escrevi sob o título:”somos todos africanos” atualizado face à situação atual mudada. De saída importa denunciar a tragédia africana: é o continente mais esquecido e vandalizado das políticas mundiais. Somente suas terras contam. São compradas pelos grandes conglomerados mundiais e pela China para organizar imensas plantações de grãos que devem garantir a alimentação, não da Africa, mas de seus países ou negociadas no mercado especulativo. As famosas “landgrabbing” possuem, juntas, a extensão de uma França inteira. Hoje a Africa é uma espécie de espelho retrovisor de como nós humanos pudemos no passado e podemos hoje ainda ser desumanos e terríveis. A atual neocolonização é mais perversa que a dos séculos passados.

Sem olvidar esta tragédia, concentremo-nos na herança africana que se esconde em nós. Hoje é consenso entre os paleontólogos e antropólogos que a aventura da hominização se iniciou na África, cerca de sete milhões de anos atrás. Ela se acelerou passando pelo homo habilis, erectus, neanderthalense até chegar ao homo sapiens cerca de noventa mil anos atrás. Depois de ficar 4,4 milhões de anos em solo africano este se propagou para a Asia, há sessenta mil anos; para a Europa, há quarenta mil anos; e para as Américas há trinta mil anos. Quer dizer, grande parte da vida humana foi vivida na África, hoje esquecida e desprezada.

A África além de ser o lugar geográfico de nossas origens, comparece como o arquétipo primal: o conjunto das marcas, impressas na alma de todo ser humano. Foi na África que este elaborou suas primeiras sensações, onde se articularam as crescentes conexões neurais (cerebralização), brilharam os primeiros pensamentos, irrompeu a criatividade e emergiu a complexidade social que permitiu o surgimento da linguagem e da cultura. O espírito da África, está presente em todos nós.

Identifico três eixos principais do espírito da África que podem nos inspirar na superação da crise sistêmica que nos assola.

O primeiro é o amor à Mãe Terra, a Mama Africa. Espalhando-se pelos vastos espaços africanos, nossos ancestrais entraram em profunda comunhão com a Terra, sentindo a interconexão que todas as coisas guardam entre si, as águas, as montanhas, os animais, as florestas e as energias cósmicas. Sentiam-se parte desse todo. Precisamos nos reapropriar deste espírito da Terra para salvar Gaia, nossa Mãe e única Casa Comum.

O segundo eixo é a matriz relacional (relationalmatrix no dizer dos antropólogos). Os africanos usam a palavra ubuntu que singifica:”eu sou o que sou porque pertenço à comunidade” ou “eu sou o que sou através de você e você é você através de mim”. Todos precisamos uns dos outros; somos interdependentes. O que a física quântica e a nova cosmologia dizem acerca de interconexão de todos com todos é uma evidência para o espírito africano.

À essa comunidade pertencem os mortos como Mandela. Eles não vão ao céu, pois o céu não é um lugar geográfico, mas um modo de ser deste nosso mundo. Os mortos continuam no meio do povo como conselheiros e guardiães das tradições sagradas.

O terceiro eixo são os rituais e celebrações. Ficamos admirados que se dedique um dia inteiro de orações por Mandela com missas e ritos. Eles sentem Deus na pele, nós ocidentais na cabeça. Por isso dançam e mexem todo o corpo enquanto nós ficamos frios e duros como um cabo de vassoura.

Experiências importantes da vida pessoal, social e sazonal são celebrados com ritos, danças, músicas e apresentações de máscaras. Estas representam as energias que podem ser benéficas ou maléficas. É nos rituais que ambas se equilibram e se festeja a primazia do sentido sobre o absurdo.

Notoriamente é pelas festas e ritos que a sociedade refaz suas relações e reforça a coesão social. Ademais nem tudo é trabalho e luta. Há a celebração da vida, o resgate das memórias coletivas e a recordação das vitórias sobre ameaças vividas.

Apraz-me trazer o testemunho pessoal de um dos nosos mais brilhantes jornalistas, Washington Novaes:”Há alguns anos, na África do Sul, impressionei-me ao ver que bastava se reunirem três ou quatro negros para começarem a cantar ea dançar, com um largo sorriso. Um dia, perguntei a um jovem motorista de taxi:”Seu povo sofreu e ainda sofre muito. Mas basta se juntarem umas poucas pessoas e vocês estão dançando, cantando, rindo. De onde vem tanta força?” E ele: “Com o sofrimento, nós aprendemos que a nossa alegria não pode depender de nada fora de nós. Ela tem de ser só nossa, estar dentro de nós.”

Nossa população afrodescendente nos dá a mesma amostra de alegria que nenhum capitalismo e consumismo podeofecer.

Leonardo Boffé teólogo e escritor

Sociedade Brasileira de Pediatria quer banir os andadores infantis




A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) comemora liminar da Justiça gaúcha que proibiu a venda de andadores infantis



A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) comemora liminar da Justiça gaúcha que proibiu a venda de andadores infantis em território nacional e segue em campanha pelo banimento moral do produto, ou seja, que a sociedade se convença de que o andador é prejudicial à criança e, assim, pare de consumí-lo. “Eu chamo de brinquedo assassino. É um produto que não traz benefício nenhum”, argumenta o pediatra da SBP Rui Locatelli Wolf, que ajudou na elaboração da ação civil pública contra os fabicantes de andadores.

Em 2009, Wolf fez o atendimento a uma criança que morreu vítima de traumatismo craniano, em razão de uma queda do brinquedo. “[O andador] atrasa o desenvolvimento psicomotor, provoca quedas, lesões, promove uma independência desnecessária à criança e pode levar à morte”, argumenta o pediatra.

Em agosto desse ano, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, Inmetro, testou dez marcas de andadores disponíveis no mercado brasileiro, de fabricação nacional e importada, e todas elas foram reprovadas. Inclusive aquelas que já eram certificadas pela norma europeia vigente, usada pelo instituto nos testes, já que não há uma certificação brasileira. Estas marcas representam mais de 90% do mercado de andadores.

O pediatra Rui Wolf explica que essa nova certificação pode demorar anos para ser aprovada e que os fabricantes de brinquedos infantis querem normas mais brandas. “Participamos de um painel setorial promovido pelo Inmetro e, na ocasião, o presidente da Associação Brasileira de Produtos Infantis (Abrapur) não apresentou nenhum argumento favorável à fabricação desses produtos”, disse. “Apesar de uma nota pública assinada por várias entidades, apesar da reprovação dos produtos pelo Inmetro, as autoridades não tomaram providências”, lamenta Rui.

A organização não governamental (ONG) Criança Segura, que promove a prevenção de acidentes em crianças e adolescentes, também é favorável ao banimento dos andadores infantis einiciou a mobilização em conjunto com a SBP e outras organizações com o objetivo de proteger as crianças. Segundo a coordenadora nacional da ONG, Alessandra Françoia, “a população é dependente do Estado e acredita que o que está sendo vendido é seguro, mas sem certificação, devem sair do mercado”, explica.

“Se não conseguirmos o banimento industrial dos andadores, vamos tentar o banimento moral, alertando os pais sobre os malefícios que ele provoca. Não precisamos antecipar o desenvolvimento que vai acontecer naturalmente”, diz Wolf, explicando que na Europa, embora a venda não seja proibida, há o impedimento moral, os pais já se conscientizaram e não compram mais os andadores.

Mesmo com a liminar da Justiça, é possível encontrar andadores infantis disponíveis no mercado. Segundo Irene Alves, gerente de uma loja de produtos infantis em Brasília, a procura pelo produto caiu depois das reportagens sobre a proibição. “Vamos vender apenas o que está no estoque e não pegar mais com o fornecedor”, diz Irene.

A mesma postura será adotada por outro estabelecimento, gerenciado por Maria Marlene Leite, que explica que a procura por esse tipo de produto não é grande. “Uma vez ou outra aparece algum pai procurando, semana passada houve um cliente, mas chega a ficar dois a três meses sem ninguém procurar por andadores”, conta ela.

O pediatra Rui Wolf diz que, caso a sociedade brasileira não aceite o banimento dos produtos, ele sugere que, no lugar do ‘andador’, os pais optem pelo ‘parador’, sem rodas, no qual a criança fica parada. “Não é o ideal, pois também atrasa o desenvolvimento, mas evita lesões e mortes. Trabalhos publicados indicam que 24 horas em cima do andador leva a 3,3 dias no atraso do desenvolvimento da marcha e a 3,7 dias de atraso no desenvolvimento de postura dos pés”, conta Wolf.

Apesar de o resultado dos testes do Inmetro terem reprovado os andadores, o diretor de Qualidade do órgão, Alfredo Lobo, acredita que a proibição da venda de andadores é uma medida drástica, embora saiba que há muitos relatos de acidentes com o produto. “Ninguém mostrou estudos conclusivos para o banimento dos andadores”, disse Lobo. Ele acrescentou que o produto é usado em todo o mundo, menos no Canadá. O diretor lembra que o uso do andador, assim como o de qualquer brinquedo, requer atenção de um responsável.

O Inmetro solicitou à Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) a elaboração de normas para o aparelho. Depois de concluídas, provavelmente no final de 2014, o órgão vai criar um selo de qualidade que será exigido dos fabricantes para que os andadores possam ser comercializados. Segundo Lobo, requisitos como travas para evitar tombos e um manual com informações sobre montagem e uso seguro dos andadores estarão contemplados no regulamento.

A certificação integra as ações do instituto para segurança infantil, que ainda lidera o ranking de relatos do Banco Nacional de Dados de Acidentes de Consumo, com 14% dos casos. Itens como brinquedos, cadeirinhas de automóvel, mamadeiras, chupetas, carrinhos de bebê, cadeira alta para alimentação e berços são alguns produtos já certificados pelo Inmetro e que só podem ser comercializados no Brasil com selo de qualidade.

Em nota, a Abrapur diz que está colaborando com o Inmetro para a formulação das regras do setor. “A meta da entidade é que todos os produtos comercializados (nacionais ou importados) tenham o selo de qualidade do Inmetro”. A entidade adiantou que vai cumprir a decisão liminar da justiça gaúcha que proibiu a venda de nove marcas de andadores em todo o país, mas que “trabalhará para derrubar a liminar”.

FONTE: Correio do Brasil

Assassinado violentamente o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Santana do Maranhão




O Movimento Sindical Rural do Maranhão está de luto com o assassinato perverso do trabalhador rural Raimundo Ribeiro, presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Santana do Maranhão. O corpo de Raimundo Ribeiro foi encontrado na estrada que liga Santana do Maranhão a São Bernardo. Ele costumava viajar entre os dois municípios em uma moto de sua propriedade, mas é desconhecido de que viesse sofrendo alguma ameaça por questões de conflitos de terras ou de outra ordem. O seu corpo foi encontrado com muitas marcas de violência na cabeça, os dois braços estavam quebrados e há suspeitas de que um veículo tenha passado por cima dele. Aparentemente a moto não apresentava sinais de colisão com outro veículo, além de que a sua mochila, seus pertences pessoais e dinheiro não foram violados, o que afasta a possibilidade de que tenha sido vítima de assaltantes. O presidente da Fetaema, Francisco de Jesus Silva, o Chico Miguel esteve em Santana do Maranhão, conversou com o delegado de polícia do município e pediu cautela aos trabalhadores e trabalhadoras rurais, deixando bem claro que necessário se torna dar um crédito as autoridades policiais para que sejam adotadas investigações urgentes e com respostas imediatas. Caso as respostas não venham, com certeza o Movimento Sindical Rural adotará manifestações públicas e cobranças de providências, acentuou o dirigente da Fetaema. A líder rural Maria Lúcia Vieira dos Santos, Secretária de Politica Agrária da Fetaema, se encontra em Santana do Maranhão com várias lideranças do polo sindical e advogados da Fetaema, que estão prestando solidariedade aos trabalhadores e trabalhadoras rurais e acompanhando as investigações. As primeiras suspeitas revelam que o crime foi premeditado e que há desconfiança de que a vítima teria conhecido um dos autores, o que acabou determinado uma violência mais acentuada ou tenha sido uma ordem dos mandantes de crimes de encomenda. São hipóteses, que têm causado a indignação de trabalhadores e trabalhadoras rurais dos municípios da área. O clima de revolta é muito grande e problemas de ordens maiores poderão surgir. A preocupação de Chico Miguel, presidente da Fetaema, relatada ontem aqui no blog, é que com a proximidade das eleições, os conflitos agrários e a truculência de políticos, grileiros, latifundiários e empresários do agronegócio contra trabalhadores e trabalhadoras rurais é um fato. O pior é que as autoridades policiais sempre evitam apurar os fatos, o que acaba gerando problemas maiores. O assassinato foi comunicado a Contag e ao bispo Dom EnemézioLazzaris, da Diocese de Balsas e presidente nacional da Comissão Pastoral da Terra.
FONTE: Blog do Aldir Dantas

Para se livrar de Sarney, direção nacional do PT já admite lançar candidatura própria no MA


Sai pra lá Sarney

Do blog do Jorge Vieira

A coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo informa que está em fase de gestação uma nova articulação para tentar livrar o PT do Maranhão das garras da oligarquia Sarney e ao mesmo tempo evitar os conflitos entre as correntes que defendem o fim ou a manutenção da aliança com o PMDB no estado.

Para se livrar, principalmente, das pressões do velho oligarca José Sarney, que tenta continuar no poder a qualquer custo no Maranhão, a direção nacional do PT já vê com bons olhos a tese da candidatura própria defendida pelas correntes que apoiaram a candidatura de Henrique Sousa, proclamado vencedor do segundo turno do PED, que está sub judice. Leia abaixo duas notas publicada pelo matutino paulista que está nas bancas.

Plano C Dirigentes do PT passaram a trabalhar com a hipótese de lançar candidato próprio ao governo do Maranhão para escapar da disputa entre o PMDB da família Sarney e o PC do B de Flávio Dino. Nesse cenário, a legenda deixaria para o 2º turno a definição de seu apoio.

Esquiva Os petistas querem evitar pressões que vêm sofrendo dos dois grupos. Parte da sigla foge do PMDB porque julga que já “pagou a fatura” com os Sarney. Esse time também quer distância de Dino, que negocia alianças com Eduardo Campos e com o PSDB, rivais de Dilma na eleição presidencial.

Número de mortes por câncer subiu para 8,2 milhões em 2012


Casos de câncer de mama foram os que mais cresceramGetty Images

O número global de mortes por câncer subiu para 8,2 milhões em 2012, refletindo principalmente a expansão da doença nos países em desenvolvimento. Os casos de câncer de mama foram os que mais cresceram.

A mortalidade por câncer subiu 8% em relação aos 7,6 milhões da pesquisa anterior, em 2008, segundo dados da Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer (Iarc, na sigla em inglês), da OMS (Organização Mundial da Saúde).

O câncer de mama matou 522 mil mulheres no ano passado, alta de 14% no mesmo período. Para David Forman, diretor do Departamento de Informação sobre o Câncer da Iarc, "o câncer de mama também é uma importante causa de morte nos países menos desenvolvidos do mundo".

Jovem bailarina sobrevive a câncer de mama, mas ainda sofre efeitos da quimio

Segundo ele, tal expansão "se deve em parte a uma mudança no estilo de vida... e em parte porque os avanços clínicos para o combate à doença não estão chegando às mulheres que vivem nessas regiões".

Estima-se que 14,1 milhões de pessoas tenham desenvolvido câncer em 2012, o que representa 1,4 milhão a mais do que em 2008. Houve 1,7 milhão de diagnósticos de câncer de mama no ano passado, ou 20% a mais do que em 2008.

Silicone pode facilitar diagnóstico de câncer de mama, diz especialista

O relatório da Iarc, chamado Globocan 2012, oferece a mais atualizada estimativa a respeito de 28 tipos de câncer em 184 países. No conjunto da população, os cânceres mais comuns são os de pulmão, mama e colorretal. Os mais letais são os de pulmão, fígado e estômago.

A Iarc ainda prevê um "aumento substancial" nos casos mundiais de câncer, podem chegar a 19,3 milhões em 2025, acompanhando a expansão e envelhecimento da população.

Outro fator importante para o avanço da doença é a difusão de estilos de vida antes restritos a países industrializados, o que provoca um aumento nos casos de câncer relacionados à reprodução, dieta e hormônios.

O relatório diz que a incidência do câncer aumenta na maioria das regiões do mundo, mas que há "enormes desigualdades" entre nações ricas e pobres.

Embora o câncer ainda seja mais prevalente nas regiões mais desenvolvidas, a mortalidade é relativamente muito maior nos países menos desenvolvidos, por causa da dificuldade de diagnóstico precoce.

Segundo Christopher Wild, diretor do Iarc, "uma necessidade urgente para o controle do câncer hoje é desenvolver abordagens eficazes e acessíveis para a detecção precoce, diagnóstico e tratamento do câncer de mama entre mulheres que vivem em países menos desenvolvidos".

Copyright Thomson Reuters 2012

Jovem protestante que exibiu cartaz de acolhimento ao Papa Francisco na JMJ se converte à Fé Católica.



Jovem era membro da Mocidade da Assembleia de Deus.

“Após um longo período de reflexão sobre minha vida e a vida da Igreja de Cristo aqui na terra, descobri a minha verdadeira Casa, minha verdadeira vocação”.Com essas palavras o jovem carioca Eduardo da Silva Campos, 19 anos, atualizou o ’status’ da sua religião para Católico Apostólico Romano no dia 03 de Dezembro de 2013.

O gesto de Eduardo aconteceu 135 dias após ter emocionado o mundo quando apareceu segurando um cartaz de acolhimento ao Papa Francisco durante a Missa de Envio da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, em julho. Dizia a peça : “SANTO PADRE, SOU EVANGÉLICO MÁS EU TE AMO!! ORE POR MIM E PELO BRASIL! TUS ÉS PEDRO…”

Reprodução da Capa do Facebook de Eduardo.


Eduardo nasceu em uma família protestante, cresceu junto à Mocidade da Assembleia de Deus de sua cidade, umas das mais fortes denominações do meio evangélico. Assim como milhares de jovens, Eduardo sentiu o desejo de participar da JMJ RIO2013.

Bastidor da imagem que rodou o mundo.

O encontro dos jovens com o Papa fez o jovem perceber a juventude da Igreja Católica, mesmo depois de 2000 anos de fundação. Foi nas areias de Copacabana que ele teve uma experiência forte com o amor de Deus, junto aos mais de 3 milhões de jovens, reconhecendo que existia um só Senhor, uma só fé, um só batismo.

Desde o mês de Julho, Eduardo aprofundou o discernimento que culminou em sua conversão à Fé Católica. O próximo passo de Eduardo é a preparação para receber os Sacramentos do Batismo, Eucaristia e Crisma e assim com o seu testemunho resgatar mais almas para o seio da Santa Igreja Católica Apostólica Romana.

A história de Eduardo é apenas uma entre tantas de jovens e famílias que redescobrem a beleza da Fé Católica e retornam para sua prática.


Fonte: Blog O Povo

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Unidade do Corpo de Bombeiros de Bacabal será inaugurada este mês com a presença da governadora




O progresso é uma cobiça constante de qualquer sociedade. Mas em alguns casos, os efeitos colaterais do desenvolvimento são inevitáveis. Com uma população superior a 100 mil habitantes, Bacabal já se apresenta como uma das principais cidades do estado do Maranhão. Sua pungência econômica atraiu investidores proporcionando mudanças radicais na sua arquitetura comercial. Com o aparecimento de novas lojas, hotéis, restaurantes e o surgimento de condomínios residenciais no sentido vertical, associado ao clima tropical e quente, aliás, quentíssimo no verão, a cidade passou a ter a necessidade de conta com uma Unidade do Corpo de Bombeiros para agir em eventuais ocorrências como incêndios principalmente. Não faz muito tempo que o município figurou no noticiário nacional por duas oportunidades em que prédios e lojas foram destruídos pelo fogo. Em ambos os casos, os prejuízos poderiam ter sido bem menores se há época a cidade contasse com a brigada de incêndio.

FIM DA ESPERA

Percebendo a real necessidade de se instalar uma Unidade do Corpo de Bombeiros em Bacabal, o deputado federal Alberto Filho passou a perseguir tal objetivo e após muito esforço logrou êxito. É de autoria do parlamentar bacabalense a emenda no valor de R$ 1.000.000,00 (Um Milhão de Reais) para a aquisição dos equipamentos necessários para a implantação da unidade no município.

No inicio desta semana foi confirmada a data e horário de entrega da unidade ao povo de Bacabal. A solenidade tão aguardada acontecerá no dia 19 deste mês a partir das 9h da manhã. A confirmação partiu da própria governadora do estado Roseana Sarney e ratificada na manhã desta quarta-feira pelo cerimonial do Palácio do Governo.




FONTE: Blog do Neto

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

"Formamos uma família e tenho orgulho de estar no Atlético", afirma o Bacabalense Manoel


guarda roupa planejadoguarda roupa planejado


 Escolhido ao lado de Dedé (Cruzeiro) para formar a zaga da seleção dos melhores jogadores do Campeonato Brasileiro, o zagueiro Manoel vive o seu melhor momento na curta, mas experiente carreira como profissional do Atlético Paranaense. 
"Foi um ano excelente e fomos muito bem nas competições difíceis porque o grupo estava muito unido e focado em fazer uma boa temporada", diz o zagueiro, que está no elenco profissional do Furacão desde 2009. "Formamos uma família dentro e fora de campo e tenho orgulho de estar no Atlético com esse grupo", completa. 
Devido a uma queda de pressão, Manoel não participou da entrega do prêmio promovido pela Rede Globo e CBF, e agradeceu a preocupação da torcida. "Recebi mensagens e estou bem, agradeço o apoio".   
 Foto: Caio Derosso / Site Oficialguarda roupa planejado

Edital do concurso 2013 da Prefeitura de Bom Lugar - MA oferece 194 vagas

A Prefeitura de Bom Lugar - MA publicou edital do concurso 2013 que oferece 194 vagas em cargos de nível fundamental incompleto e completo, médio e superior para zona urbana e rural. Os salários variam de R$ 678 a R$ 5 mil. A Fundação Vale do Piaui (FUNVAPI) é a instituição responsável pelo certame. 

As inscrições podem ser feitas no período de 02 a 15 de dezembro de 2013, somente pela internet, no link mais abaixo. A taxa de inscrição é de R$ 60 para nível fundamental incompleto e completo, R$ 80 para nível médio e R$ 100 para nível superior. 

prova objetiva está prevista para ser realizada no dia 19 de janeiro de 2014. Caso haja um número muito grande de inscritos, a realização das provas pode ser dividida em dois turnos ou mais de um dia. Para o cargo de professor também haverá prova de títulos. 

LISTA DE CARGOS E NÚMERO DE VAGAS NO CONCURSO 2013 DA PREFEITURA DE BOM LUGAR - MA 

Legenda: (vagas gerais + vagas para deficientes). Alguns cargos não possuem vagas para deficientes, e há poucos cargos com vagas para zona rural (estas estão identificadas abaixo), a maioria absoluta das vagas é para zona urbana.


Ensino fundamental incompleto: Gari (3 + 1), Merendeira zona urbana (6 + 1), Merendeira zona rural (6 + 1), Vigia zona urbana (8), Vigia zona rural (6 + 1). 

Nível fundamental completo: Auxiliar Operacional zona urbana (10 + 1), Auxiliar Operacional zona rural (8 + 1), Auxiliar Administrativo (3 + 1). 

Nível médio/técnico: Agente Administrativo (7 + 1), Auxiliar de Dentista (5 + 1), Fiscal Fazendário (1), Digitador (4 + 1), Motorista Categoria D (3 + 1), Auxiliar de Enfermagem (5 + 1), Técnico em Agricultura (1). 

Nível superior: Bioquímico (1), Químico (1), Radiologista (1 + 1), Engenheiro Civil (1), Engenheiro Agrônomo (1), Veterinário (1), Assistente Social (1), Psicólogo (1), Orientador Pedagógico (1 + 1), Enfermeiro PSF (5 + 1), Nutricionista (2), Médico PSF (5 + 1), Odontólogo PSB (5 + 1); Professor licenciado nas disciplinas: Inglês (1 + 1), Matemática (3 + 1), Português (3 + 1), Geografia (2 + 1), História (2 + 1), Libras (1), Ciências (2 + 1) e Educação Física (1 + 1); Professor de Educação Infantil (20 + 1) e Professor de Ensino Fundamental do 1º ao 5º ano (30 + 1) - estes dois últimos cargos para professor exigem nível superior em Pedagogia ou Normal Superior ou nível médio em magistério.

FONTE: Castro Digital

Aprovado projeto que garante acesso gratuito à Carteira de Habilitação


A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou por unanimidade, nesta segunda-feira (9), o Projeto de Lei Ordinária nº 202/2013, de autoria do deputado Roberto Costa (PMDB), que possibilita o acesso das pessoas de baixo poder aquisitivo à obtenção gratuita da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), nas categorias A, B ou AB, bem como mudança de categorias para C, D ou E.

“A intenção é beneficiar aqueles cidadãos que não têm condições financeiras para tirar a primeira CNH. A falta da habilitação, muitas vezes, é impedimento para conseguir um emprego, porque não se tem condições financeiras para pagar por isso. A nossa proposta busca reverter essa situação. Sabemos que o trabalho influencia diretamente na qualidade de vida de um cidadão. Assim, conceder formação, qualificação e habilitação profissional à população de baixa renda, trata-se de um benefício de cunho social a todos os cidadãos carentes do Estado”, destacou o parlamentar.

Costa ressalta também que, devido o alto custo para a obtenção da CNH, inúmeros condutores trafegam sem estar devidamente habilitados, aumentando as chances de cometer infração, acidentes e mortes no transito. De acordo com dados do Ministério da Saúde, no Maranhão o número de mortos em acidentes de carros e motos é crescente a cada ano, chegando a quase duas mil pessoas em 2012. “Estamos falando da formação, aptidão e capacidade de conduzir um instrumento que pode se transformar em uma arma. É necessário que o motorista tenha conhecimento de regras e leis para que tenhamos segurança e para, principalmente, respeitar o direito de vida do outro”, frisou.

De acordo com a proposta, poderão candidatar-se, ao beneficio proporcionado pelo Programa, trabalhadores com renda familiar mensal, igual ou inferior a 02 salários mínimos, que comprovem nunca haver tido experiência formal junto ao mercado de trabalho ou que estejam desempregados há mais de 02 anos. Também, beneficiários do programa Bolsa Família, alunos matriculados no ensino fundamental ou médio da rede pública do Estado do Maranhão, bem como curso público profissionalizante, pessoas egressas e liberadas do sistema penitenciário, portadores de necessidades especiais, poderão participar do programa.

O Projeto de Lei segue agora para a sanção da governadora Roseana Sarney.

FONTE: O Imparcial

Flávio consegue Centros de Iniciação ao Esporte para Bacabal


Foram anunciados nesta terça-feira (10) os municípios que receberão as primeiras unidades dos Centros de Iniciação ao Esporte (CIE), o Maranhão está sendo contemplado com 12 unidades. Flávio Dino, que acompanhou permanentemente a tramitação de projetos de interesse do Maranhão, participou do anúncio das obras feito pelo ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (PCdoB).

“Estou muito feliz em poder ajudar cidades maranhenses a receber Centros Esportivos”, afirmou Dino. “São grandes obras, de pelo menos R$ 3 milhões cada, que vão movimentar a economia das cidades durante sua construção e entregar um produto que atende diretamente às necessidades da população no final”, afirmou.

Os Centros de Iniciação ao Esporte representam um módulo de equipamento esportivo, que será financiado pelo Ministério do Esporte. O programa, integrante do PAC 2, gira em torno de R$ 967 milhões para construção de 285 CIEs em todas as 27 unidades da federação. São Luís receberá duas unidades – uma de 2.500 m² e outra de 7 mil m². Os outros municípios contemplados são Açailândia, Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Caxias, Codó, Paço do Lumiar, Pinheiro e Santa Inês.

“O incentivo à prática esportiva é uma questão de saúde pública, da qual o Estado tem um papel essencial”, afirmou o ministro do Esporte, Aldo Rebelo. “Além disso, os CIEs podem servir de celeiro para grandes novos talentos que ainda não conhecemos”. Por isso, os CIEs vão conter quadras e equipamentos com metragens de disputa oficial.

Emendas e recursos

Os 285 CIEs no Brasil são parte do legado do Governo Federal pela realização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016. Os centros vão servir para buscar novos talentos na população brasileira, visando aumentar a participação do país no quadro de medalhas. O Maranhão será contemplado com 12 centros que influenciarão diretamente no cotidiano da cidade e na formação dos cidadãos.

Como deputado federal, Flávio Dino ajudou a trazer recursos do Ministério dos Esportes para o Maranhão, além de emendas que beneficiaram a Universidade Federal do Maranhão e a Universidade Estadual do Maranhão.

Flávio Dino parabenizou as prefeituras e as comunidades beneficiadas, falou da importância social do projeto e da parceria entre as diversas esferas de governo para trazer melhores condições de vida para as pessoas.

“Apóio a política pública do esporte porque ela traz qualidade de vida, oportunidades para a juventude, combate as drogas e melhora a saúde de todos,” comentou Flávio Dino durante a cerimônia em Brasília.
FONTE: Blog do Garrone

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

PRM/BACABAL AJUÍZA UMA SÉRIE DE DENÚNCIAS E AÇÕES DE IMPROBIDADE NO COMBATE AO CRIME E À IMPUNIDADE


Como parte das atividades promovidas pelo Ministério Público Federal (MPF) no Dia Internacional de Combate à Corrupção, só a Procuradoria da República no Município de Bacabal (PRM/Bacabal) ajuizou na segunda-feira (9 de dezembro), 24 denúncias criminais e 9 ações de improbidade administrativa, junto à Justiça Federal.
A ação faz parte de uma movimentação nacional do MPF, no combate ao crime e à impunidade.

A PRM/Bacabal, dentre outras atividades e projetos desenvolvidos no ano de 2013 para o combate e prevenção à corrupção, cuidou de responsabilizar os gestores e ex-gestores municipais de sua área de atribuição que se descuidaram do dever de prestar contas dos recursos federais recebidos do FNDE, cuja finalidade era dirigida ao financiamento de diversos programas, especialmente do Pnae, PDDE e Pnate.

No âmbito desse projeto foram ajuizadas, neste mês de dezembro, 51 ações de improbidade e 45 ações criminais, cujos valores envolvidos alcançam o patamar de R$ 10.514.714,57.

As ações movidas pela PRM de Bacabal envolvem gestores e ex-gestores de 12 municípios do Maranhão, tratando de investigações acerca de atos que implicam em enriquecimento ilícito, lesão ao patrimônio público ou que atentam contra os princípios da administração.

MPF/MA contra a corrupção - De janeiro até agora, o Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) moveu, junto à Justiça Federal, 276 ações civis de improbidade administrativa. O número já é maior do que o total de ações de improbidade movidas durante todo o ano de 2012 e corresponde a 26% do total de ações movidas pelo MPF/MA, nas esferas cível e penal, em 2013.

Das 276 ações de improbidade movidas neste ano, 162 foram ajuizadas pela Procuradoria da República no Maranhão (PR/MA); 56 pela Procuradoria da República no Município de Imperatriz (PRM/Imperatriz); 51 pela Procuradoria da República no Município de Bacabal (PRM/Bacabal) e sete pela Procuradoria da República no Município de Caxias (PRM/Caxias).

As ações de improbidade movidas pelo MPF/MA em 2013 já ultrapassam em 29,5% o total movido em 2012. No ano passado, foram movidas 206 ações de improbidade em todo o estado, número que colocou o órgão como a unidade que mais moveu ações de improbidade no país, quase dobrando o número de ações propostas pelo segundo colocado, o MPF na Bahia, com 134 ações movidas em 2012.

De janeiro até agora, o total de ações movidas pelo MPF/MA, nas esferas cível e penal, foi de 1.030 ações. O número também já ultrapassa o total movido em todo o ano de 2012, quando foram movidas 991 ações.

Esses dados são resultados diretos da reformulação organizacional na atuação dos procuradores da República no estado, ocorrida no final de 2011. Antes, apenas três procuradores atuavam no combate à improbidade administrativa. Hoje, são 14 procuradores atuando nessa matéria, rendendo resultados positivos no combate à corrupção.

Lei de Improbidade Administrativa - a Lei de Improbidade Administrativa (Lei nº 8.429/92) foi sancionada no dia 02 de junho de 1992 e é um grande marco para a sociedade brasileira, no combate à corrupção. Com 21 anos de existência, a lei dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos em casos de enriquecimento ilícito no exercício do mandato, cargo, emprego ou função na administração pública, direta ou indiretamente.

Dia Internacional Contra a Corrupção - o Dia Internacional Contra a Corrupção é um evento alusivo à assinatura da Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção, no dia 9 de dezembro de 2003, na cidade de Mérida (México), e da qual o Brasil é um dos países signatários. A convenção é o mais importante documento internacional juridicamente vinculante, pois prevê a cooperação para recuperar somas de dinheiro desviadas dos países, por meio de rastreamento, bloqueio e devolução de bens e, também, a criminalização do suborno e lavagem de dinheiro.

FONTE: Assessoria de Comunicação

Ministério do Turismo abre 52 vagas para Brasília; salários de até R$ 5,2 mil


O Ministério do Turismo (Mtur) divulgou nesta segunda-feira (9/12), no Diário Oficial da União, editalpara realização de novo concurso com 52 vagas para Brasília. As oportunidades são para os cargos de analista técnico-administrativo, contador, engenheiro e estatístico. A Escola de Administração Fazendária (Esaf) é a banca organizadora.

Para concorrer ao posto de analista (37 vagas) é preciso ter graduação em qualquer curso. Já paracontador (3) é necessário nível superior em ciências contábeis e registro no Conselho Regional de Contabilidade (Corecon). Para entrar na disputa pelas chances de engenheiro (10) exige-se graduação em engenharia, com registro no órgão de classe. Para estatístico (2) é necessário ter nível superior em estatística e registro no conselho da categoria.

Para analista e contador a remuneração é de R$ 4.247,82. Para engenheiro e estatístico o salário é de R$ 5.212,38. Interessados poderão de inscrever de 16 a 29 de dezembro, pelo site www.esaf.fazenda.gov.br.A taxa custa R$ 90.

Na seleção, haverá uma única etapa, de prova objetiva. Os exames, para todos os cargos, deverão ser aplicados na data provável de 9 de fevereiro de 2014, em Brasília. Serão cobrados conhecimentos em língua portuguesa, ética do servidor na administração pública, raciocínio lógico-quantitativo, direitos constitucional e administrativo e legislação aplicada ao MTur. 

FONTE: O Imparcial

Deputada da base do governo denuncia convênio eleitoreiro em Presidente Dutra


Aliada da governadora Roseana Sarney, a deputada Priscylla Sá (PEN) denunciou nesta segunda-feira na Assembleia Legislativa que os secretários do governo estão promovendo convênios eleitoreiros no interior do estado.

Priscylla denunciou diretamente o secretário das Cidades, Hildo Rocha, que está distribuindo esses convênios de acordo com seus interesses políticos. como ocorrera no sábado na cidade de Presidente Dutra, com a presença do secretário de infra-estrutura, Luís Fernando Silva e do deputado estadual, Antônio Pereira.

- Como é que vão assinar convênios na minha cidade e deixam de fora uma deputada da própria base do governo ? – questionou a deputada.

A sua revolta ainda é maior com o descaso do governo com o seu mandato, já que sequer lhe telefonaram para avisar do evento com a participação de Luís Fernando.

- Fiquei sabendo pelos meus eleitores, que acharam estranho a minha não participação naquela festa – relatou.

A deputada ficou com a cara no chão e avisou que não adianta pedir desculpas, pois essa não é a primeira vez que isso acontece.

- A primeira, a segunda a gente desculpa. Mas a terceira é demais… – indigna-se.

O uso eleitoreiro dos convênios já foi denunciado pelos deputados de oposição, inclusive ao próprio Ministério Público, que até o momento ainda não se pronunciou sobre o assunto.

No sábado, Luís Fernando e Hildo Rocha estiveram em Presidente Dutra para ” visitar” as obras de reforma do aeroporto e asfaltamento das ruas no Bairro São José, além de anunciar novos convênios para o município.

Agora com a denúncia dos convênios eleitoreiros feita por uma própria deputada da base do governo, não há como limitar o fato, que é grave, ao ” discurso” da oposição, como tentam fazer crer os que defendem esse governo e o uso de dinheiro público para perpetuar o grupo Sarney no poder às custas da miséria da população.

FONTE: Blog do Garrone

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

CNBB e Cáritas lançam campanha mundial contra a fome e a pobreza



Uma onda de oração que ocorrerá em várias partes do planeta dará início a campanha que debaterá realidade da pobreza no Brasil no mundo; mensagem exclusiva do Papa Francisco em apoio à mobilização mundial será divulgada durante o lançamento

No próximo dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Cáritas Brasileira lançarão uma campanha mundial contra a fome, a pobreza e as desigualdades. Com o tema “Uma família humana, pão e justiça para todas as pessoas”, o lançamento ocorrerá na sede da CNBB, a partir das 14h, em Brasília (DF).

A campanha faz parte de uma mobilização mundial da Caritas Internationalis que articulou as164 organizações membro para esse grande movimento em favor da vida, dos direitos humanos e da justiça social. Uma grande onda de oração que terá início em na ilha de Samoa, na Polinésia, e se espalhará por todo o mundo envolvendo todas as organizações Cáritas e muitas outras pessoas de todos os continentes. Veja o mapa da onda de oração CLQUE AQUI

Cáritas e a CNBB pretendem com a campanha, que vai até 2015, sensibilizar e mobilizar a sociedade sobre a realidade da fome, da miséria e das desigualdades no mundo e no Brasil. A alimentação adequada e de qualidade é um direito humano e por isso deve ser garantido a todos os cidadãos e cidadãs de forma igualitária.

O Papa Francisco gravou um vídeo com uma mensagem de cinco minutos em apoio à campanha. As palavras do Santo Padre serão divulgadas no dia do lançamento. 
“Não se pode tolerar mais o fato de se lançar comida no lixo, quando há pessoas que passam fome. Isto é desigualdade social”, disse o Papa em sua primeira Exortação Apostólica.

Participam do lançamento dom Leonardo Ulrich Steiner, secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Flávio Giovenale, presidente da Cáritas Brasileira, Maria Cristina dos Anjos, diretora executiva nacional da Cáritas Brasileira, e Cacielen Nobre, da Presbiteriana Unida e membro da Comissão Teológica do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic). Irio Luiz Conti, que fala sobre segurança alimentar e nutricional, é doutorando em Desenvolvimento Rural na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), mestre em sociologia, teólogo, filósofo, e membro do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea). 

Após o ato de lançamento, o evento será aberto para entrevistas.
A concentração de renda no mundo
Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), hoje, 842 milhões de pessoas ainda passam fome no mundo, ou seja, um em cada oito seres humanos.

De acordo com o Relatório da Riqueza Global, lançado este ano pelo banco suíço Credit Suisse, se a riqueza produzida no mundo em 2013, que foi de UU$ 241 trilhões, fosse distribuída em partes iguais entre as pessoas adultas do planeta, cada um iria receber UU$ 56.600,00. O relatório ainda aponta que os 10% mais ricos controlam 86% da riqueza global, enquanto apenas 32 milhões de adultos em um mundo com sete bilhões de habitantes (0,7), possuem 41% da riqueza mundial. Além disso, dois terços dos adultos da humanidade – 3,2 bilhões – só conseguem dividir 3% da riqueza mundial.
A pobreza e as desigualdades no Brasil

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil é a sexta economia mais rica do mundo, mas 57 milhões de pessoas ainda vivem em estado de pobreza, ou seja, sobrevivem com meio salário mínimo. Mesmo com programas de distribuição de renda promovidos pelo Governo Federal, 20% dos mais ricos ainda detém 63,8% da renda nacional, enquanto os 20% mais pobres acessam apenas 2,5% de toda a riqueza que é produzida pelo país.
O “Atlas de Exclusão Social: os ricos no Brasil”, mostra que o país tem mais de 51 milhões de famílias, mas somente cinco mil apropriam-se de 45% de toda a riqueza e renda nacional.

Conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/IBGE), em 2012, em termos absolutos, o estado da Bahia apresentou maior contingente de pessoas na extrema pobreza, 1.126.897 pessoas, seguido dos estados do Maranhão (924.515), Ceará (718.066), São Paulo (666.452) e Pernambuco (609.160). Já em termos proporcionais, Maranhão, Alagoas, Ceará, Bahia e Pernambuco são os que apresentam as maiores taxas. Consideram-se extremamente pobres àquelas com renda domiciliar per capta inferior a R$ 70.

por Thays Puzzi, assessora de Comunicação da Cáritas Brasileira | Secretariado Nacional

Autor de biografia de Roberto Carlos declara: "Há 45 anos ele controla tudo a sua volta"


O autor da biografia não autorizada de Roberto Carlos (Em Detalhes), Paulo César de Araújo, concedeu entrevista paro o programa Roda Viva da TV Cultura nesta segunda-feira (28). O escritor e os jornalistas presentes debateram a censura que o livro de Araújo foi imposta.




Paulo César de Araújo é também jornalista e historiador. Ele afirmou que para fazer uma pesquisa é preciso ter um objeto para ser estudado, e Roberto Carlos foi apenas o tema desse grande levantamento e estudo.

Além disso, Araújo também contou que o Rei pensa que nunca foi lançada uma biografia sobre ele pelo fato das pessoas o respeitarem demais.

O escritor esclareceu que na verdade, Roberto Carlos foi desprezado pelos escritores e elitistas, que diminuem a importância histórica do Rei, não só para a música mas para a cultura também. O que Araújo fez na realidade foi ressaltar a importância de Roberto Carlos, o que foi entendido de maneira oposta pelo músico.

Outra afirmação que o escritor fez sobre Roberto Carlos foi sobre um dos maiores problemas dele.

— Ele sofre de TOC, transtorno obsessivo compulsivo. Então o que ele faz é controlar tudo a sua volta, absolutamente tudo. Nenhuma luz no palco se ascende ou apaga sem que ele autorize. Há 45 anos ele controla tudo a sua volta.

Paulo César de Araújo ainda sustentou que a ideia de Roberto Carlos censurar a sua biografia partiu por dois motivos. O primeiro é justamente por ele ser compulsivo "quando ele viu um livro que foi lançado com tantas informações sobre ele que nem imaginava quais eram, ficou desesperado". O segundo é pelo dinheiro que poderiam ganhar em cima do nome dele, "Roberto Carlos é extremamente controlador com seu patrimônio também".

O escritor ainda explicou que milhares de biografias já foram lançadas pelo mundo de outros artistas renomados como Elvis Presley e Beatles. A produção aumenta o acervo literário e a cultura do país, segundo Araújo. O historiador ainda diz que o Brasil é um País que, infelizmente, não lê e não tem motivos para brigar tanto por apenas uma biografia, enquanto os outros países lançam aos montes.

FONTE: R7