Novas regras para entrega da Declaração do imposto de Renda

Prazo vai até 29 de abril

Fifa abre janela para jogadores na Rússia e na Ucrânia

Decisão foi motivada pela guerra que acontece no Velho Continente

Expedito Jr. faz Gol de Placa ao apoiar esporte amador em Bacabal

Desportista declaram apoio ao trabalho de expedito

Norris Cole, Lady Conceição e Norris Cole Jr. fazem Show Internacional em Bacabal

Show deve mobilizar toda massa reggueira de Bacabal e região

Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Erasmo Dibell e Chiquinho França realizam show em Bacabal


Para os amantes da boa música os tempos são de festas. Acontece  nesta sábado( 26)   na Villa gastrobar em Bacabal ,   um dos mais interessantes projetos da boa  música  maranhense e brasileira no rádio, o MaráBrasil.
 Programado para as 21h o Show de Erasmo  Dibell e Chiquinho França põe definitivamente a Gastrobar em lugar de destaque como umas das melhores casas noturnas do Maranhão. Com um repertório que vai da MPB ao que há de melhor dos solos de guitarra de Chiquinho França. O evento de qualidade impar no Brasil coloca Bacabal  no circuito dos  grandes shows da música popular brasileira. Para contribuir com a infraestrutura do projeto a casa anfitriã adicionará ao consumo o cover artístico.

 O evento da Villa gastrobar conta  com a parceria  da Secretaria de Cultura, Ramom Braga, Cesar da Construnote, Dr. Lula e Dulcinha de Satubinha, Franceli do Microlab e blogs da cidade.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

UNEGRO cria núcleo em Bacabal

Com o objetivo de resgatar o movimento negro bacabalense unificando a luta contra o racismo em todas as suas formas de manifestação e tirar a comunidade negra da invisibilidade social em Bacabal,  um grupo de pessoas articualdos pelo Poeta Zezinho Casanova e os militantes Ana Clyde e Tigela, reuniram-se dia 11 de agosto em sala  cedida pela Secretaria de Cultura do Municipio com representantes de várias comunidades quilobolas rurais e urbanas e decidiram por unanimidade a criação de uma entidade que tevesse empenho na preservação e desenvolmento da cultura negra. A escolhida foi a UNEGRO - União  de Negros pela Igualdade.
Tigela, Ana Cleyde e Casanova articuladores de UNEGRO-BACABAL

A União de Negros pela Igualdade(UNEGRO) foi fundada a nível nacional em 14 de julho de 1988, em Salvador, Bahia, por um frupo de militantes do movimento negro para articular a luta contra o racismo com a de classes e contra as desigualdades de gênero.

Assembleia de Fundação da Unegro-Bacabal

Apesar de contar com poucos recursos materais, pois sua sustentação básica vem da contribuição financeira voluntária dos seus militantes, nestes quase vinte anos de existencia, a organização acumulou em capital político que credencia como uma das principais interlocutoras do movimento negro brasileiro. No Maranhão a UNEGRO foi fundada em 28 de Novembro de 2009, em Codó, cidade de forte tradição cultural negra.

NÚCLEO BACABAL

Em Bacabal a organização já conta com uma direção executiva formado por militantes históricos do movimento negro e por jovens lideraças quilombolas, a entidade será oficialmente lançada em Bacabal dia 14 de setembro em  seminário com a presença da Executiva Estadual com o tema; "Desafios atuais da UNEGRO: conjutura politica, economica e social" , o local do evento será confimado com os organizadores.
unegro- Bacabal em  Reunião do Conselho M. de Igualdade Racial

Além da defesa dos direitos culturais da população negra, a Unegro-Bacabal pretende realizxar ações  solidárias e de apoio aos povos quilombolas, africanos  e oprimidos de tdo o mundo, estimuçar à participação politica de seus sócios na luta pelo exercicio da cidadania negra em todos os setores sociais de Bacabal.
Para se filiar à entidade as pessoas devem procurar os dirigentes da mesma em Bacabal ou entrar em contato com o Secretário de Comunicação e Relações Internacionais da entidade em Bacabal Zezinho Casanova pelo e-mail unegrobacabal@gmail.com. 
Veja abaixo composição da executiva da Unegro em Bacabal.
UNEGRO BACABAL EXECUTIVA MUNICPAL
      I.        Coordenador Geral: Antonio Raimundo Carvalho da Silva
    II.        Vice-Coordenador:  Ana Clyde de Carvalho Nunes
   III.        Secretário Geral: Rita de Cássia R. de Castro
  IV.        Secretário Geral Adjunto: Maria do Amparo Rodrigues Ferreira
   V.        Secretaria de Finanças: Sheila Raquel Pereira Dos Santos
  VI.        Secretaria Adjunta de Finanças: Weslania da Costa Reis
 VII.        Secretaria de  Comunicação e Relações Internacionais: Francisco José da Silva
1.Departamento de Comunicação: Werlyson Lima de Sousa
2.    Departamento de Relações Internacionais e imigração: Rosana Alves dos Santos
VIII.        Secretaria de Desenvolvimento Social. Gestão de  Trabalho. Emprego e Renda: Delfim José Ferreira filho
  IX.   Secretaria de direitos Humanos, Educação, Cidadania e Formação Política e Juventude: Fladney Francisco da Silva Ferreira

1.    Diretor do Departamento  de Políticas para Mulheres e Relações de gênero, segmento LGBT: Marcia Jane
2.    Departamento de  Políticas para Povos e comunidades Tradicionais e de Matrizes Africanas: Angela Maria Pacheco Claúdio
3.    Departamento de Políticas para Crianças, adolescentes e pessoas da Terceira Idade: Janice Rodrigues
4.    Departamento de Políticas de Pessoas com deficiência e mobilidade reduzida:
5.    Departamento de Cultura, Turismo  e Patrimônio Material:  J.C
6.    Departamento de Segurança Pública, Administração Carcerária e População Negra em situação de rua. Tortura, Trabalho escravo e tráfico de Pessoas: Dr. Diego Roberto da Luz Cantanhede
7.    Departamento de Proteção ao Meio ambiente, Esporte, Lazer: Francisco das Chagas Xavier Araújo
8.    Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional para povos e comunidades Tradicionais e Saúde Integral da População Negra: Rodrigo Rodrigues Ferreira e Antonio Werley Florencio Pereira

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Mestra da cultura popular bacabalense recebe Premio do Governo do Estado


Quem construiu a identidade cultural do Maranhão, fez e faz História e repassa os saberes populares mais genuínos foram, finalmente, eternizados na memoria oficial do estado. Na noite da última quinta-feira (17), no Convento das Mercês, o governador Flávio Dino realizou a cerimônia de premiação de Mestres e Mestras da Cultura Popular e Tradicional. Uma noite emocionante, cheia de ritmos e memórias, de reconhecimento a alguns dos destaques da cultura e da arte maranhenses. Entre os homenageados uma Bacabalense teve sua noite de celebridade, dona Maria de Nazareth do Nascimento Souza, para a cultura maranhense "Mestra Nazinha" recebeu das maõs do Governador o Título Oficial de Mestra da cultura \popular do Maranhão na categoria Culinária Tradicional Maranhese, e teve seu nome inscrito para sempre no Livro de Saberes de Registro do Patrimonio Cultural de Natureza Imaterial do Estado do Maranhão.



                                    



A ideia da premiação, para além da entrega do diploma de reconhecimento e do valor repassado, é preservar e valorizar a história e a arte produzida no Maranhão. Para o governador Flávio Dino, a iniciativa reverencia quem realmente precisa ser lembrado pela História, condecora quem por anos esteve na invisibilidade, sem o reconhecimento que realmente merece.
“São líderes e heróis da luta e cultura do povo, que não tinham o reconhecimento devido de acordo com a lei, que garantisse que a narrativa oficial incorporasse esses saberes que foram delineados ao longo de séculos. E, por isso mesmo, nós estamos felizes de assegurar que, com essa premiação que receberão, eles terão o reconhecimento e estímulo necessário para aquilo que nós precisamos e desejamos, que é a garantia de que essa identidade, que eles representam, não se perderá. A História não pode ser apenas a história dos vencedores e poderosos, tem que ser a historia de todos”, destacou o governador, que ainda anunciou, diante do sucesso da noite, que o Prêmio, que antes seria feito de dois em dois anos, será realizado anualmente.
Acompanhada pela fiel amiga Raimundo, Secretário de Cultura de Bacabal, da Presidente do  Conselho Municipal de Cultura Marcia Jane, e dos técnicos da SEMUC Zezinho Casanova e Mestre Pinta, Mestra Nazinha é só alegria e exibia com orgulho o reconehcimento da arte de cozinhar os sabores típicos do maranhão.O prêmio de Mestra Nazinha foi concedido através da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema). É a identificação de que o saber popular também é ciência. “A importância dessa premiação está ligada a manutenção da Cultura maranhense, nós precisamos reconhecer cada vez mais que existe uma forte produção cultural neste estado, de longa data, que marca a nossa identidade e que ultrapassa todas as fronteiras do estado, porque são nossos mestres que levam nossa cultural para fora do Maranhão”, pontuou o presidente da Fapema, Alex Oliveira.

O prêmio foi divido em dez categorias: Bumba meu Boi, Tambor de Crioula, Capoeira, Festas Religiosas Tradicionais, Danças Populares, Blocos Tradicionais, Artesanato Tradicional, Música Popular Maranhense, Culinária Tradicional e Griôs/Povos Tradicionais de Terreiro. Os dez candidatos vencedores receberam diploma de reconhecimento e premiação no valor de R$ 20 mil.

Puderam se inscrever no edital candidatos de grande experiência e conhecimento dos saberes e fazeres populares, dedicados às expressões culturais populares maranhenses, com reconhecimento da comunidade onde vivem e atuam, com longa permanência na atividade e capacidade de transmissão dos conhecimentos artísticos e culturais.
Marcia Precidente do Conselho Municipal de  Cultura, Governador Flávvio Dino e Paulo Campos Secretário de cultura de Bacabal

O Secretário de Cultura Paulo Campos afirmou que "A SEMUC continuará com a política de valorizaçãos dos Mestres da cultura popular, nossos tecnicos já estão autorizados a inscreve-los no Premio  2018, é assim que que sabemos fazer cultura, com respeito ao povo de Bacabal' concluiu Paulo Campos que aproveitou a oprotunidader para reolver outras demandas da cultura  Bacabalense.


Entre os ganhadores estiveram mestres e mestras dos municípios de São Luís, Icatu, Amarante do Maranhão, Axixá, Alcântara, Bacabal e Caxias.

Premiados e categorias

Antônio Ribeiro (Seu Tonico) – Bumba-meu-boi

José Tomás dos Santos ( Zequinha de Militão) – Tambor de Crioula

Antônio José da Conceição Ramos (Mestre Patinho) – Capoeira

Vicente Ramu’i Guajajara – Festas Religiosas Tradicionais – Festa do Mel

José Carlos Leite – Danças Populares Maranhenses

Waldete Moraes Corrêa (Cabeça Branca) – Bloco Tradicional

Neide de Jesus – Artesanato Tradicional Maranhense

Maria do Socorro Silva (Patativa) – Música Popular Maranhense

Maria de Nazareth do Nascimento Souza (Mestra Nazinha- Bacabal) – Culinária Tradicional Maranhense
Maria Madalena Carvalho (Mãe Madalena) – Griôs de Comunidades Tradicionais de Matriz Africana – Povos de Terreiro

Texto adaptado por Zezinho a partir de materia da SECTUR