Novas regras para entrega da Declaração do imposto de Renda

Prazo vai até 29 de abril

Fifa abre janela para jogadores na Rússia e na Ucrânia

Decisão foi motivada pela guerra que acontece no Velho Continente

Expedito Jr. faz Gol de Placa ao apoiar esporte amador em Bacabal

Desportista declaram apoio ao trabalho de expedito

Norris Cole, Lady Conceição e Norris Cole Jr. fazem Show Internacional em Bacabal

Show deve mobilizar toda massa reggueira de Bacabal e região

Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

quarta-feira, 30 de junho de 2010

PPS oficializa apoio a Flávio Dino e Zé Reinaldo

O PPS anunciou na manhã desta quarta-feira, 30, apoio aos candidatos Flávio Dino (PCdoB) para o governo do Estado e José Reinaldo Tavares (PSB) ao Senado. A convenção estadual do partido foi realizada no município de Bacabal.
A decisão foi tomada pela Executiva Estadual do partido, que por cinco votos a dois, chancelou o apoio ao comunista. Votaram a favor do apoio à candidatura de Flávio Dino os delegados Altemar Lima, Miosotis Lucio, Manoel Lima, Valdênio e Eliziane Gama. Afavor de Jackson Lago (PDT) votaram Othelino Neto e Vieira Lima. Dois delegados da Executiva estavam ausentes e um - Marco Aurélio - se absteve de votar.
Antes, os convencionais já haviam deliberado favoravelmente pelo apoio a Zé Reinaldo e Roberto Rocha (PSDB) como candidatos a Senado.
FONTE: Jornal Pequeno

terça-feira, 29 de junho de 2010

Dividido, PPS realiza convenção amanhã em Bacabal

O Partido Popular Socialista (PPS) realiza nesta quarta-feira (30) convenção estadual, no Clube Vanguarda, no município de Bacabal (MA), para decidir sobre sua participação nas eleições de outubro. Os neosocialistas estão divididos sobre qual dos candidatos de oposição apoiarão para o governo do Estado. Uma ala do partido, liderada pelo ex-pré-candidato ao governo Altemar Lima e pela deputada estadual Eliziane Gama, defende o apoio ao pré-candidato do PCdoB, deputado federal Flávio Dino. Outro segmento do PPS quer apoiar a candidatura do ex-governador Jackson Lago (PDT).
Além da coligação majoritária, o PPS definirá também as coligações proporcionais para as eleições de deputado federal e estadual. Defensor do apoio ao candidato comunista, Altemar Lima diz considerar legítima a candidatura de Jackson, mas discorda do papel secundário destinado ao partido na composição política articulada pelo pedetista.
“Infelizmente para o nosso partido não houve o espaço necessário e institucional para a composição majoritária e teríamos também extrema dificuldade na composição proporcional”, analisou.

Altemar Lima defende apoio do PPS a Flávio Dino

APOIO A FLÁVIO
Para Altemar Lima, a liberdade ao partido para montar o palanque do candidato a presidente José Serra (PSDB) no estado somado ao espaço que o PPS terá nas chapas majoritárias para o governo e Senado, além da importância da candidatura de Flávio Dino para levar a eleição para o segundo turno justificam a tese defendida por ele.
“Nosso partido tem discutido internamente e eu sou defensor da tese de que é necessário garantir apoio ao Flávio. Nós temos a garantia da liberdade para fazer campanha para o nosso candidato à Presidência da República José Serra, o que nos garante a montagem do palanque do partido para o Serra, mas, sobretudo, em razão da nossa participação efetiva na composição majoritária e proporcional, que é garantir que haverá segundo turno na disputa com a presença de Flávio”, disse.
Quanto ao resultado da convenção, o dirigente pepessista disse estar otimista. “Nosso partido é democrático. Nós vamos participar da convenção do partido e buscar fazer o convencimento dos companheiros presentes à convenção para que saia o apoio a Flávio Dino”.
Ele enfatizou ainda que a montagem da coligação proporcional na aliança com PCdoB e PSB dará as condições necessárias para o partido eleger representação na Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados. “Essa é uma das prioridades do nosso partido”, concluiu.
Fonte: Jornal Pequeno

PCdoB confirma convenção estadual para amanhã na Assembleia

O PCdoB do Maranhão confirma a realização da convenção estadual para a quarta-feira, dia 30 de junho. Por questões operacionais, entretanto, a legenda transferiu a atividade política do hotel Rio Poty para o auditório Fernando Falcão, na Assembléia Legislativa. O horário das 16h está mantido. Caravanas do interior e diversos movimentos sociais já confirmaram presença na convenção.
No último domingo, 27, a coordenação política do PCdoB fez uma reunião de avaliação da conjuntura política e concluiu favoravelmente à manutenção da candidatura ao governo do estado com PCdoB, PSB e PPS, além da maioria dos petistas do Maranhão e movimentos sociais. “Estamos aguardando a confirmação do apoio do PPS à candidatura”, informou o coordenador de campanha de Flávio Dino, Márcio Jerry.
O pré-candidato Flávio Dino comentou a organização das atividades de pré-campanha dos últimos dias. “Estamos buscando apoios que nos fortaleçam. A organização da campanha segue normalmente, com muitas reuniões e muito diálogo”, explicou.
FONTE:  Jornal Pequeno

segunda-feira, 28 de junho de 2010

O Espiritismo no Brasil‏

Estudar, pesquisar e refletir é a melhor maneira de se compreender os fatos. O bate papo que tivemos com o historiador Eduardo Carvalho Monteiro quando fomos conhecer o seu acervo pessoal de mais de vinte e cinco mil livros que será transferido para o Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa do Espiritismo, possibilitou uma grande reflexão a respeito das histórias que a história guarda. Eduardo Carvalho salientou durante a entrevista, que os espíritas, nesses 150 anos de introdução do Espiritismo no país, participaram ativamente do movimento social do Brasil construindo uma cultura própria e participando da formação cultural de nossa sociedade, mas que a geração atual nunca refletiu sobre isso. Em outras palavras, gerando uma cultura, o movimento espírita tem deixado sua marca em aspectos sociais, culturais e conjunturais do país.
No século XIX, a cultura do país estava concentrada na Corte e recebeu grande influência francesa, isso porque os filhos dos nobres costumavam estudar na França. Dentre as novas idéias que trouxeram da Europa, estava o espiritismo, codificado por Allan Kardec, um típico intelectual francês. Encontrou na terra colonizada pelos portugueses um campo fértil para seu desenvolvimento, devido a grande miscigenação entre o catolicismo e o mediunismo existente entre os negros. O ideário espírita, assim como de outras correntes filosóficas desse século, desejava e lutava pela liberdade de pensamento e outras teses sociais, o que provocou grande repressão do poder dominante, a monarquia absolutista e sua parceira, a Igreja. Reconhecer-se seguidor do espiritismo nessa época era extremamente perigoso.
Os registros históricos mostram que no ano de 1844 o Marquês de Marica editou um livro no qual estão os primeiros ensinamentos de fundo espírita divulgados no Brasil. A obra é anterior aos estudos de Allan Kardec sobre as mesas girantes. Essa notícia foi publicada na Revista “O Reformador“ de 1944, na página 207.

Alguns anos depois, em 1853, o jornal O Ceará noticiou pela primeira vez, em Fortaleza, com o Barão de Vasconcellos Smith, o fenômeno das mesas girantes e, posteriormente, as experiências realizadas em Pernambuco, Ceará e outros Estados brasileiros. Na época, o assunto atraía muito a curiosidade dos salões de intelectuais da França.
Em 1865, Luis Olímpio Teles de Menezes fundou em Salvador, na Bahia, o primeiro grupo autenticamente espírita do país, que recebeu o nome de Grupo Familiar do Espiritismo. Foi nesse mesmo grupo que surgiu o primeiro periódico do Brasil, O Echo d´Além Tumulo.
Desde então, foram surgindo muitos outros periódicos de propaganda espírita, como o jornal União e Crença, publicado em 1881 pelo Grupo Espírita Fraternidade Areense, na pequena cidade de Areias, em São Paulo.
O espiritismo introduzido e divulgado no Brasil de 1865 até o período da 1a Guerra Mundial (1914-1918) tinha feições européias, mas ganhou peculiaridades próprias, sem descaracterizar a verdadeira obra da Codificação.
Com o término da 1a Guerra Mundial, o espiritismo recebeu grande impulso por oferecer um bálsamo consolador em uma época que a humanidade estava passando por grandes dificuldades e descrença de valores. Aliás, a evolução do espiritismo atravessou diversos períodos de conflitos na história mundial...
Leia o artigo completo no site da Revista Cristã de Espiritismo.
www.rcespiritismo.com.br

MEDICAMENTOS PARA DOENÇAS CRÔNICAS ALTERAM A VISÃO

O alerta da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para o crescimento de 48% do consumo de antidepressivos no Brasil nos últimos quatro anos, chama a atenção para um problema desconhecido pela maior parte da população os efeitos adversos dos medicamentos na visão.



Isso porque, o País hoje soma 17 milhões de pessoas com depressão, dos quais 11 milhões são mulheres, e por aqui os antidepressivos mais utilizados são os inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRS). Um recente estudo realizado na Universidade de British Columbia (Canadá) aponta que esta classe de antidepressivos pode aumentar em 15% o risco de surgir catarata por causa dos receptores de serotonina do cristalino.

A catarata é a maior causa de cegueira no mundo provocada pelo turvamento do cristalino, lente natural do olho responsável pelo foco das imagens. Apesar de o estudo não ser conclusivo, o oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto, acredita que a correlação entre antidepressivos e catarata faz sentido. Há evidências de que alguns medicamentos têm ação tóxica sobre o cristalino. "Este é o caso dos corticóides para doenças inflamatórias e dos beta bloqueadores para hipertensão arterial que comprovadamente induzem à catarata quando usados por mais de 1 e 5 anos respectivamente", afirma. Infelizmente doenças como a depressão e a hipertensão arterial são crônicas e exigem uso contínuo de medicamentos. Por isso, a dica é passar por consulta com um oftalmologista periodicamente.



Catarata Subcapsular pode surgir a qualquer idade

Queiroz Neto explica que a catarata senil difere da estimulada por substâncias tóxicas. A senil geralmente surge a partir dos 65 anos, é do tipo nuclear e tem como único tratamento o implante de uma lente que substitui o cristalino opaco, preservando sua cápsula posterior.

Já a catarata induzida pela toxidade dos medicamentos pode surgir a qualquer idade e é do tipo subcapsular, ou seja, atinge a camada posterior do cristalino. Por ser a área do cristalino onde ocorre a refração da luz, o médico diz que este tipo de catarata causa uma diminuição importante da visão, principalmente nos ambientes bem iluminados. O tratamento é feito através do implante de lente intraocular, podendo ser necessário um segundo procedimento em que é feita a aplicação de laser através de uma abertura na cápsula posterior.

Risco da combinação de medicamentos é maior

O uso de beta-bloqueadores para controlar a hipertensão arterial aumenta predispõe à depressão. Por isso, é comum o emprego simultâneo de remédios para combater cada uma das doenças. "A combinação dos dois medicamentos aumenta para 45% o risco de surgir catarata subcapsular porque os beta-bloqueadores representam predisposição 30% maior de opacificação do cristalino" , alerta Queiroz Neto.

Para a mulher o perigo é ainda maior. Isso porque, as flutuações hormonais femininas facilitam a formação de radicais livres que esgotam nutrientes essenciais para visão e aceleram o envelhecimento dos olho. Para combater este efeito, ele recomenda o consumo de alimentos ricos em luteína que filtra a luz azul, responsável pela oxidação do cristalino. As principais fontes naturais de luteína são: folhas verdes escuro (espinafre, brócolis), gema de ovo e ervilha.

Outras doenças oculares induzidas por medicamentos

O especialista diz que além da catarata outras doenças podem ser contraídas pelo uso de medicamentos. As principais são:



Princípio ativo Doença que combate Riscos

Sildenafil (Viagra) Disfunção erétil Neuropatia óptica isquêmica (diminuição da circulação de sangue nos olhos) em pacientes portadores de doenças vasculares.

Anticoagulante e Antiagregante plaquetário (Aspirina) Resfriado, coronariopatia, hipercolesterolemia e pós-cirurgia cardíaca Hemorragia subconjuntival (mais freqüente) ou interna.

Difosfato de cloroquina Reumatismo, principalmente em mulheres Perda da visão central e, no longo prazo, cegueira central irreversível.

Clorpromazina Calmante Pode provocar glaucoma de ângulo fechado, pigmentação nas pálpebras.

Isotretinoina (Roacutan) Acne Síndrome do olho seco severa, podendo ocorrer descamações

de todas as mucosas e conjuntivas.



Amiodarona Cardiopatias, principalmente hipertensão arterial Neuropatia óptica e depósitos na córnea

Loratadina Antialérgico muito usado no inverno Visão embaçada, síndrome do olho seco, úlcera na córnea

Penicilina e outros antibióticos Gripe e infecções Uso indiscriminado reduz a resistência e predispõe à conjuntivite viral e bacteriana.

Estrogênio Anticoncepção e TRH (terapia de reposição hormonal). Síndrome do olho seco

JACKSON LAGO, UM DECENTE CIDADÃO BRASILEIRO

(Joãozinho Ribeiro)




Em Brasília é sábado, faz um dia ensolarado, com um céu povoado por algumas nuvens de coloração acinzentada, porém ralas, diante de um fundo azulado, pairando sobre toda a arquitetura do planalto central.



Inicio a feitura deste artigo com o pensamento na minha São Luís, cidade que carrego comigo “como um estandarte, que faz da minha vida a minha arte, e da sua vida a minha outra parte”.



Penso no panorama político difícil e sofrido em que o meu estado se encontra mergulhado. Nesta semana, comentei com um colega de trabalho, o historiador mineiro Bernardo Machado, sobre as semelhanças entre o Maranhão e Minas, e brinquei, dizendo que os nossos estados se encontram acometidos da síndrome de Silvério dos Reis – neo e antigos traidores de todos os gêneros e espécies.



Mas não quero utilizar esse espaço para muro de lamentações, nem encher a paciência daqueles que me lêem com louvações à desesperança. Prefiro alçar vôo nas asas da liberdade e vislumbrar em todo este mar de dificuldades um “cais da sagração”, onde possamos atracar nossas melhores intenções, capitaneadas por gestos maduros e decisões equilibradas.



Abro espaço para uma reflexão sobre a conjuntura política, que nos oferece a possibilidade de ter duas credenciadas personalidades de nossa história postulando o direito de serem escolhidos pela vontade popular, através do voto e não dos tribunais, para governar o nosso estado.



Falo dos cidadãos Jackson Lago e Flávio Dino, representantes de diferentes gerações, porém portadores de compromissos históricos com a justiça e com as transformações sociais. Homens que fizeram de suas vidas exemplos de honradez e que estão se dispondo, cada qual ao seu modo, a um enfrentamento descomunal contra as forças da oligarquia que há 45 anos se apoderaram do estado do Maranhão.



Do pré-candidato Flávio Dino, falarei em outra oportunidade. Apenas reafirmarei que é o meu candidato, escolhido de forma legal e legítima pelo encontro estadual do Partido dos Trabalhadores, realizado no dia 27 de março, com acompanhamento e supervisão da própria direção nacional do PT, que depois atropelou desrespeitosamente a democracia interna, sem nenhum escrúpulo ou consideração.



Quero mesmo falar é desta figura humana, que fez inicialmente da medicina um espaço destacado de sua existência para cuidar de seus semelhantes; e, posteriormente, da política, um verdadeiro sacerdócio, na luta pela democracia e pelo direito das populações mais humildes terem acesso a melhores condições de vida e trabalho.



Nossos primeiros contatos se deram quando, ainda criança, precisei de seus cuidados para tratamento de uma doença pulmonar, especialidade da qual era médico titular na rede pública de saúde. Depois, na juventude, ainda na vigência do regime militar, quando apoiei como eleitor a campanha vitoriosa para deputado federal, que lhe rendeu uma das maiores votações, infelizmente ceifada pelo nefasto advento das sublegendas.



Nos anos 70, voltamos a ombrear as nossas atuações políticas nos debates que conduziram a reforma partidária, com a criação do PT e do PDT; na Greve da Meia-Passagem, no Comitê Brasileiro pela Anistia; na intensa mobilização social pelas liberdades democráticas; nas denúncias dos massacres de trabalhadores rurais executados pelos coronéis do latifúndio maranhense.



Cumprindo uma trajetória política calcada nestes princípios, foi conduzido pela vontade popular por três vezes à Prefeitura de São Luís e, finalmente, em 2006, também pelo voto do povo maranhense, ao Palácio dos Leões, impingindo uma derrota histórica à candidata Roseana Sarney Murad.



Tive e tenho a imensa honra de ter participado de duas destas administrações Jackson Lago, e de ter contribuído com a implantação de planos, programas, projetos e ações na área da cultura, que até hoje permanecem como referência de políticas públicas para todo o país.



Sei que na tarde deste sábado seu nome será sufragado por uma das coligações de oposição à oligarquia Sarney para o governo do estado do Maranhão. O povo maranhense terá, mais uma vez, a histórica oportunidade de escolher um candidato decente, que impeça que a candidata da oligarquia pela quarta vez, isso mesmo, pela quarta vez, ocupe o cargo de Governador do Estado.



As candidaturas de Flávio Dino e Jackson Lago representam o que ainda temos de reserva de decência neste estado, para impedir que o mesmo mergulhe numa verdadeira idade das trevas, através da entronização e legitimação do mandonismo como prática política, e do clientelismo como modus operandis de governar.


Joãozinho Ribeiro


poeta/compositor

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Aniversário da Palmares

A Fundação Cultural Palmares, vinculada ao Ministério da Cultura, lança o Edital 22 anos da Palamares em comemoração ao seu aniversário, que ocorrerá no próximo mês de agosto. Com o tema Construindo Redes de Diálogo - Reais e Virtuais - com a Cultura Afro-Brasileira, o edital busca espetáculos artísticos, em todo o país, para compor a programação da celebração pública da data.
Os projetos devem abranger a área das Artes Integradas, tais como, Dança, Música, Teatro, Cultura Popular, Artes Plásticas, Vídeos e todas as demais manifestações que tenham identidade com a cultura afro-brasileira. Os espetáculos serão apresentados nas cidades de Maceió, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís e São Paulo, locais onde a Palmares já possui representações regionais, ou ainda, em cidades em fase de implantação da sucursal.
Podem participar da seleção associações culturais, cooperativas, companhias artísticas, grupos sem fins lucrativos de natureza cultural, além de artistas e produtores independentes, bem como associações que abriguem diversos grupos ou companhias. As ações devem ter como inspiração o relacionamento dos meios de comunicação na divulgação e no acesso do público às manifestações culturais afrodescendentes.
Os espetáculos receberão apoio de R$ 100 mil cada um e deverão ser totalmente franqueados ao público. As inscrições estão abertas até o dia 5 de julho e deverão ser enviadas somente pelos Correios, em envelope lacrado, contendo as seguintes inscrições:
Seleção Pública para Apoio a Projetos Culturais
Edital de Celebração do 22º Aniversário da Fundação Cultural Palmares (FCP)
Departamento de Fomento e Promoção da Cultura Afro-Brasileira
SBS Quadra 02, Lote 11 - Edifício Elcy Meireles
70070-120 Brasília/DF
Saiba mais no site da FCP/MinC.
(Texto: Patrícia Saldanha, Comunicação Social/MinC)
(Fonte: Ascom FCP/MinC)

Hoje é dia do dono a festa mais esperada do MA

Inara Rodrigues

Hoje é dia de São João
 

O São João é a festa mais esperada do ano no Maranhão. É a época em que mostramos toda a força da nossa cultura popular, com um mês inteiro de apresentações de manifestações folclóricas pelos quatro cantos do Estado. Nos demais estados nordestinos, o período também é de festa, mas engana-se quem pensa que os festejos juninos acontecem somente no Brasil.

Festas juninas ou festas dos santos populares são celebrações que acontecem em vários países e estão historicamente relacionadas com a festa pagã do solstício de verão, que era celebrada no dia 24 de junho, segundo o calendário juliano (pré-gregoriano) e cristianizada na Idade Média como "Festa de São João". Essas celebrações são particularmente importantes no Norte da Europa — Dinamarca, Estónia, Finlândia, Letônia, Lituânia, Noruega e Suécia —, mas são encontrados também na Irlanda, partes da Grã-Bretanha (especialmente na Cornualha), França, Itália, Malta, Portugal, Espanha, Ucrânia, outras partes da Europa, e em outros países como Canadá, Estados Unidos, Porto Rico e Austrália.

Nas cidades do Porto e de Braga, em Portugal, o São João é festejado com uma intensidade inigualável, sendo que a festa é, à semelhança do que acontece no Nordeste do Brasil, entregue às pessoas que passam o dia e a noite nas ruas das cidades, que são autênticos arraiais urbanos. Festas de São João são ainda celebradas em alguns países europeus católicos, protestantes e ortodoxos (França, Irlanda, os países nórdicos e do Leste europeu). As fogueiras de São João e a celebração de casamentos reais ou encenados (como o casamento fictício no baile da quadrilha nordestina e na tradição portuguesa) são costumes ainda hoje praticados em festas de São João européias.

A Fête de Saint-Jean (Festa de São João), tal como no Brasil e em Portugal, é comemorada na França no dia 24 de junho e tem como maior característica a fogueira. Em certos municípios franceses, uma alta fogueira é erguida pelos habitantes em honra a São João Batista. Trata-se de uma festa católica, embora ainda sejam mantidas tradições pagãs que originaram a festa.

Na Polônia, as tradições juninas estão associadas, principalmente, com as regiões da Pomerânia e da Casúbia e a festa é comemorada dia 23 de junho, chamada localmente Noc Świętojańska (Noite de São João). A festa dura todo o dia, começando às 8h da manhã e varando a madrugada. De maneira análoga à festa brasileira, uma das características mais marcantes é o uso de fantasias, no entanto não de trajes camponeses como no Brasil, mas de vestimentas de piratas. Fogueiras são acesas para marcar a celebração. Em algumas das grandes cidades polonesas, como Varsóvia e Cracóvia, esta festa faz parte do calendário oficial da cidade.

A festa de Ivana Kupala (João Batista) é conhecida como a mais importante de todas as festas ucranianas de origem pagã e vai desde 23 de junho até 6 de julho. É um rito de celebração pelo verão, que foi absorvido pela Igreja Ortodoxa. Muitos dos rituais das festas juninas ucranianas estão relacionados com o fogo, a água, fertilidade e autopurificação. As moças, por exemplo, colocam guirlandas de flores na água dos rios para dar sorte. É bastante comum, também, pular as chamas das fogueiras.

As festas juninas da Suécia são as mais famosas do mundo. É considerada a festa nacional sueca por excelência, comemorada ainda mais que o Natal. Ocorre entre os dias 20 e 26 de junho, sendo a sexta-feira o dia mais tradicional. Uma das características mais tradicionais são as danças em círculo ao redor do majstången, um mastro colocado no centro da aldeia. Quando o mastro é erigido, são atiradas flores e folhas. Tanto o majstången sueco como o mastro de São João brasileiro tem as suas origens no mastro de maio dos povos germânicos.

Durante a festa, são cantados vários cânticos tradicionais da época e as pessoas se vestem de maneira rural, tal como no Brasil. Por acontecer no início do verão, são comuns as mesas cheias de alimentos típicos da época, como os morangos e as batatas. Também são tradicionais as simpatias, sendo a mais famosa a das moças que constroem buquês de sete ou nove flores de espécies diferentes e colocam sob o travesseiro, na esperança de sonhar com o futuro marido. No passado, acreditava-se que as ervas colhidas durante esta festa seriam altamente poderosas e a água das fontes dariam boa saúde. Também nesta época, decoram-se as casas com arranjos de folhas e flores, segundo a superstição, para trazer boa sorte. Durante este feriado, as grandes cidades suecas, como Estocolmo e Gotemburgo, tornam-se desertas, pois as pessoas viajam para suas casas de veraneio para comemorar a festa.
FONTE: O IMPARCIAL

quarta-feira, 23 de junho de 2010

REDE BACABALENSE DE CULTURA FECHA PARCERIA COM PROJETO ARCA DAS LETRAS

A Rede Bacabalense de Cultura após passar anos mendigando apoio e respeito aos artistas e produtores culturais bacabalenses finanmente ver uma luz brilhar no fim do tunel, uma possivel parceria com os Coordenadores do Projeto Arca das Letras do MDA. A medida foi tomada após várias conversas com Carlos Mendes que a serviço do MDA implanta Arcas das Letras com comunidades rurais do Maranhão.
A Rede prestará assessoria na e3labnoração de4 projetos para os agentes de leitura em troca receberá apoio tecnico e material para imnplatação de Sede e de um futuro Centro de referencia Cultural Rural, o presidente da REBAC Zezinho Casanova está otimista e acredita que a ideias dará certo, a Rede hoje tem o apoio da maioria esmagadora dos produtores culturais de Bacabal principalmente dos Mestres da Cultura Popular, representantes de religioes afro -brasileiras, escritores, artistas de Teatro, musicos e compositores.
Diversos projetos foram feitos pela rede visando captação de recursos para grupos e produtrores culturais independentes, agora todos sonham com um espaço para se reunirem, discutirem seus problemas e apontarem soluções coletivas que beneficiem a todos.

Abertas as inscrições para o concurso Talentos da Maturidade

O Santander abriu as inscrições para a 12ª edição do Talentos da Maturidade, concurso artístico e cultural que tem o objetivo de estimular o protagonismo de pessoas com 60 anos ou mais. Para participar, basta fazer a inscrição pelo site www.talentosdamaturidade.com.br ou em qualquer agência de bandeira Santander ou Banco Real. Segundo o regulamento, é permitido a cada participante inscrever um trabalho por categoria. A premiação será de R$ 7 mil para os autores das cinco melhores obras de cada modalidade.O Talentos da Maturidade terá, neste ano, a estreia de uma nova categoria, na qual será escolhida a melhor fotografia produzida pelos participantes. As outras áreas do concurso são Artes Plásticas, no qual são aceitas pinturas, esculturas, objetos e outras formas de expressão contemporânea; Literatura, em que os participantes podem inscrever contos ou poesias de sua própria autoria; e Música, que contempla tanto interpretações em grupos quanto individuais.
A quinta categoria, chamada Programas Exemplares, se diferencia das demais por ser direcionada não a pessoas físicas, mas a pessoas jurídicas sem fins lucrativos - seja da iniciativa privada ou pública. É possível participar com projetos inéditos ou em andamento, que tenham como fim apoiar o idoso empreendedor ou em situação vulnerável. Em 2010, a categoria apoiará cinco projetos com até R$ 70 mil cada, além de oferecer assessoria em gestão de projetos sociais e gerontologia por consultores especializados.
No ano passado, foram vencedores do Programas Exemplares projetos como o “Oficinas de tecnologia assistida para cuidadores de idosos”, de Natal (RN). A iniciativa disponibiliza na rede de atenção à saúde do idoso um programa de confecção personalizada de órteses de baixo custo, que favorecem diretamente a melhoria da qualidade de vida dos idosos. Outro projeto premiado foi o “Agentes Idosos de Prevenção”, da Associação Saúde da Família - São Paulo, que trabalha em um problema relevante, mas pouco estudado e que pode atingir um número crescente de idosos com risco para sua saúde: a contaminação pelo vírus HIV e por outras doenças transmissíveis por via sexual ou outros meios.
O Talentos da Maturidade foi lançado em 1999, em homenagem ao Ano Internacional do Idoso. O concurso surgiu do objetivo de desenvolver a criatividade, o potencial artístico e a participação social do público com 60 anos ou mais, que segundo estimativas da Organização das Nações Unidas (ONU) chegará a 2 bilhões de habitantes em 2050.
“Estamos vivendo muito mais e melhor. E o concurso ajuda justamente a mostrar que a Maturidade é tempo de ser ativo, protagonista, agente de transformação”, diz Fernando Byington Egydio Martins vice-presidente executivo de Marca, Marketing e Comunicação Corporativa. “Prova de que os tempos mudaram é que cada vez mais a plataforma de comunicação do concurso migra para a internet. No ano passado, a página oficial teve quase 200 mil acessos, que não foram simplesmente para inscrições ou pesquisa, mas para usar as possibilidades interativas oferecidas pelo mundo digital.”
Os resultados da edição deste ano serão divulgados na cerimônia de premiação no final do ano. Em 2009, 15 participantes, de diversas cidades do Brasil, tiveram seus trabalhos premiados.
FONTE: As informações são da Assessoria de Comunicação do Santander.

Bois se preparam para o ritual do batismo

Inara Rodrigues

Batalhões se reúnem nas comunidades e pedem proteção




Nesta quinta-feira, 24, é Dia de São João.  A ligação do santo com os grupos de bumba meu bois é muito forte. Assim, para várias brincadeiras, o período junino começa nesta data. Mas antes da diversão, a devoção.  Dessa forma, 24 de junho é o momento de várias manifestações receberem a benção do santo, o tradicional batizado.

Como de costume, os batalhões se reúnem nas comunidades para pedir proteção, em cerimônias repletas de religiosidade, fé, devoção e amor ao santo festeiro. Segundo a pesquisadora e professora da UFMA, Estér Marques, do ponto de vista simbólico, o batizado representa a saída da brincadeira do mundo privado, ou seja, da comunidade, para o mundo público, isto é, os locais aonde o grupo irá se apresentar.

Ela explica que o batismo possui dois momentos definidos: a imersão, quando os brincantes interiorizam este ato como algo necessário para que tenham a proteção de São João; a emersão, que é o pós-batismo, quando estão prontos para sair de suas comunidades e se apresentar para o grande público.

“Na crendice das pessoas envolvidas com o bumba meu boi, se a brincadeira não tiver a proteção de São João, há o risco de acontecer vários problemas, como atrasos nas apresentações, morte de brincantes e outras coisas. É no batismo que a devoção dessas pessoas se expressa com mais vigor, pois é um pedido de licença e autorização para São João para colocar a brincadeira na rua”, explica a pesquisadora.
fonte: O Imparcial

terça-feira, 8 de junho de 2010

REVISTA DE CIRCULAÇÃO NACIONAL RECONHECE E VALORIZA ARTISTAS BACABALENSES


As dificuldades e o cotidiano de pessoas com deficiência são representados no palco


Por Renato Fernandes



O teatro surgiu entre 550 e 220 a.C., especialmente em Atenas, depois se espalhou por toda a área de influência grega. Com o crescimento do Império Romano, a arte cênica foi levada para terras mais distantes. Desde então, o mundo da interpretação tem atingido um bom número de adeptos, inclusive as pessoas com deficiência. Essa forma de arte tem contribuído para a reabilitação e socialização de qualquer indivíduo com deficiência. Com iniciativas que se espalham por todo o Brasil, o teatro vem conseguindo obter o seu maior objetivo que é atingir todos os públicos sem qualquer tipo de discriminação.
Desde 2003, a ONG Tam Tam usa o teatro como o carro-chefe de suas iniciativas para ajudar na reabilitação de pessoas com deficiência. Em parceria com a prefeitura de Santos (SP), no espaço chamado "Espaço Sociocultural Café Teatro Rolidei", são realizados projetos envolvendo aulas de teatro, ensaios e apresentações.
O grupo já tem vários espetáculos que foram para os palcos, "As Flores de City Town" fala sobre o ciclo da vida, "Traços & Troças - Elogio à folia" conta a história do carnaval através do som das conhecidas marchinhas tradicionais e "A Terra Pode Ser Chamada de Chão" retrata assuntos sobre a relação entre o meio ambiente e o homem contemporâneo.
O elenco é composto por atores com e sem deficiência. De acordo com os organizadores, isso prestigia a integração que ocorre com todos os envolvidos nas peças, pois as pessoas com deficiência não querem uma categoria especial, elas querem ser tratadas como qualquer outro ser humano.
A ONG chegou até a ganhar um prêmio da Fundação Nacional de Artes (Funarte) por causa de seus trabalhos. Além disso, o grupo teve reconhecimento no exterior ao participar do Festival Internacional de Teatro Especial, realizado em Lisboa, capital de Portugal.
"O interessante desse festival foi ver a questão da inclusão em outro país. Em Portugal, a sociedade não está preparada, a maioria pensa que o único local adequado para as pessoas com deficiência é um hospital, mas isso não é verdade", fala o diretor Renato Di Renzo, responsável por assinar todos os espetáculos da Associação Projeto Tam Tam.
Viver é Adaptar-se
Bacabal (município a 250 km de distância de São Luís, capital do Maranhão) vem se destacando com o teatro na área da inclusão através da Companhia Curupira de Artes Cênicas. A trupe tem 11 anos de existência e conta com o trabalho de Zezinho Casanova e de sua esposa Lúcia Correia, que é cadeirante. Sua oficina segue a mesma linha da Tam Tam, há os atores com e sem deficiência e as limitações são respeitadas e superadas no elenco.


Um dos últimos espetáculos produzidos pela Cia. é "Viver é Adaptar-se". A trama mostra, de forma engraçada, situações comuns que ocorrem no cotidiano das pessoas com deficiência, como automóveis estacionados em cima das rampas ou em outros locais reservados. "A ideia surgiu da necessidade de chamar a atenção da sociedade para um fato: de que existem pessoas com deficiência e que elas precisam de respeito. Faço trabalhos sociais e tenho ministrado palestras para algumas universidades sobre a inclusão. Todas essas ações ajudam, mas um espetáculo é muito mais eficiente", diz Zezinho.
Mesmo fazendo um bom trabalho, a Cia tem sofrido com a falta de incentivo governamental. "Procuramos os gestores locais, mas eles fecharam todas as portas. Bacabal pode ser considerada a cidade cemitério das artes no Maranhão. Não há nenhuma política pública para atender artistas e produtores culturais, imaginem as pessoas com deficiência!", enfatiza Zezinho.
Apesar dos obstáculos, a Companhia Curupira de Artes Cênicas continua com seus planos. O grupo também faz teatro com bonecos e trata de questões ligadas às pessoas com deficiência no trânsito, por exemplo. Outro projeto em andamento é um espetáculo que fala sobre temas po- lêmicos como doações de órgãos e o tratamento com células-tronco. A peça trará informações para a sociedade e contará com personagens e atores com deficiência.
Inclusão em Hollywood e na Broadway
Você já ouviu falar do filme "O Milagre de Anne Sullivan"? O longa foi lançado em 1962 e mostrava a vida de uma professora - chamada Anne Sullivan - que tenta fazer uma garota cega e surda (Helen Keller) se comunicar com os outros. A protagonista entra até em confronto com os pais da menina, que sempre sentiram pena da filha e nunca fizeram nada a respeito.
Além de ganhar as telas do cinema, a trama também foi parar nos palcos da Broadway, circuito com os espetáculos mais bem produzidos de Nova York. Recentemente, a peça esteve em cartaz com seu nome original "The Miracle Worker", nos Estados Unidos. A montagem recebeu Jennifer Morrison no elenco, a atriz é conhecida por interpretar a médica Allison Cameron no seriado "House".
Essa não foi a primeira vez que a peça foi parar no teatro, ela já passou pela Broadway em 1959 e faturou cinco prêmios Tony Awards, o Oscar do teatro americano. "The Miracle Worker" fechou sua temporada no mês de abril desse ano.

Mundo dos Menestréis
Em São Paulo, a Oficina dos Menestréis também se destaca com seu teatro especial. Em relação às pessoas com deficiência, o grupo segue com duas linhas de frente: O Projeto Mix Menestréis e o Projeto Up. O primeiro estreou em 2003 e coloca na mesma equipe atores cegos e cadeirantes. Com esse time, já foram encenados espetáculos como "Noturno Cadeirantes", "Good Morning São Paulo Mixturéba", "Vale Encantado Mix", "Zoom", "Mansão de Miss Jane Mix", "Banquete da Vida". Esta última montagem também faturou um prêmio da Funarte.
Já o Projeto Up trabalha com pessoas com síndrome de Down e foi criado no ano passado. Ambos os projetos contam com a ajuda de patrocinadores da Oficina dos Menestréis. "Minha intenção era mostrar que qualquer pessoa tem uma arte, como qualquer um tem um condicionamento físico. A arte mexe com a alma, é um grande veículo que ajuda a popularizar essa questão da inclusão", diz o diretor da oficina, Deto Montenegro.
Com essas novas iniciativas, Montenegro percebeu os benefícios vindo para todos os lados. As pessoas com deficiência ganharam mais autoestima e agilidade. O diretor evoluiu muito em relação ao seu ensaio, capacidade de adaptação e renovou seu método de ensino.
"Participar de um grupo teatral me trouxe vários benefícios, pois a técnica usada pelo Deto Montenegro serve para qualquer pessoa. Além de aprender exercícios de palco, isso aumentou minha autoestima e acabou tornando um dos meus hobbies", conta William Coelho, mais conhecido como Billy, paraplégico e um dos idealizadores do Movimento Superação.

Colhendo os frutos

Durante as entrevistas, todos foram unânimes ao afirmar que o teatro só traz pontos positivos para as pessoas com deficiência. O diretor Renato Di Renzo disse que a arte é uma "ponte" que faz ligações com diversos universos. Os projetos já estão trazendo bons resultados que refletem na plateia que acompanha os espetáculos. "Cada dia que passa temos a convicção que nossa peça faz um bem incalculável para as pessoas que têm a oportunidade de assistir. Elas saem do teatro como multiplicadores da ideia. Isso nos dá a certeza e o desejo de não parar de divulgar essa boa mensagem", ressalta uma das responsáveis pela Companhia Curupira de Artes Cênicas, Lúcia Correia.
Ao mesmo tempo, Montenegro percebeu que os espectadores que conferem as montagens se surpreendem, pois eles veem que os atores com deficiência não têm uma capacidade limitada na hora de subir no palco.

Serviços

ONG Tam Tam
Avenida Senador Pinheiro Machado, 48- Vila Mathias- Santos - SP www.tamtam.art.br / contato@tamtam.art.br / (13) 9124-6493

Companhia Curupira de Artes Cênicas
Rua Madre Cândida, 105 Madre Rosa - Bacabal - MA
http://ciacurupira.blogspot.com / (99) 8155-8511

Oficina dos Menestréis
Rua Domingos de Moraes, 348 - Vila Mariana - SP
www.oficinadosmenestreis.com.br
informacoes@oficinadosmenestreis.com.br / (11) 5575-7472

fonte: REVISTA SENTIDOS ED. 58 

REVISTA DE CIRCULAÇÃO NACIONAL RECONHECE ARTISTAS BACABALENSES

Saiu na revista Sentidos: Viver é Adaptar-se , peça bacabalense



Viver é Adaptar-se
Bacabal (município a 250 km de distância de São Luís, capital do Maranhão) vem se destacando com o teatro na área da inclusão através da Companhia Curupira de Artes Cênicas. A trupe tem 11 anos de existência e conta com o trabalho de Zezinho Casanova e de sua esposa Lúcia Correia, que é cadeirante. Sua oficina segue a mesma linha da Tam Tam, há os atores com e sem deficiência e as limitações são respeitadas e superadas no elenco.
Um dos últimos espetáculos produzidos pela Cia. é "Viver é Adaptar-se". A trama mostra, de forma engraçada, situações comuns que ocorrem no cotidiano das pessoas com deficiência, como automóveis estacionados em cima das rampas ou em outros locais reservados. "A ideia surgiu da necessidade de chamar a atenção da sociedade para um fato: de que existem pessoas com deficiência e que elas precisam de respeito. Faço trabalhos sociais e tenho ministrado palestras para algumas universidades sobre a inclusão. Todas essas ações ajudam, mas um espetáculo é muito mais eficiente", diz Zezinho.
Mesmo fazendo um bom trabalho, a Cia tem sofrido com a falta de incentivo governamental. "Procuramos os gestores locais, mas eles fecharam todas as portas. Bacabal pode ser considerada a cidade cemitério das artes no Maranhão. Não há nenhuma política pública para atender artistas e produtores culturais, imaginem as pessoas com deficiência!", enfatiza Zezinho.
Apesar dos obstáculos, a Companhia Curupira de Artes Cênicas continua com seus planos. O grupo também faz teatro com bonecos e trata de questões ligadas às pessoas com deficiência no trânsito, por exemplo. Outro projeto em andamento é um espetáculo que fala sobre temas po- lêmicos como doações de órgãos e o tratamento com células-tronco. A peça trará informações para a sociedade e contará com personagens e atores com deficiência.
Fonte: http://revistasentidos.uol.com.br/inclusao-social/58/artigo173775-2.asp

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Veja quem prestou depoimento sobre denúncia de compra e vendas de votos no PT

A vinda do secretário geral , José Eduardo Cardozo, e do secretário de organização, Paulo Fratechis, do PT não  passou de mais uma tentativa de apaziguar o partido no Maranhão.
Foram horas e horas de tomadas de depoimentos sobre a denúncia de venda e compra de votos dos delegados, que iriam decidir o destino da “estrela” no estado.
Ao final, o secretário geral disse apenas que veio somente ouvir as partes litigantes e reunir o que ouviu para levar à direção nacional e encaminhar tudo à comissão de ética do partido, sem que haja prazo ou data para “julgamento”.
Deve ir para a mesma caixa preta do abaixo assinado dos que vestiram Roseana com a camisa do PT, onde se misturam o sujo e o mal lavado.
De resto, foi somente uma frágil esperança de unidade no partido; desde que passe por cima da decisão do congresso estadual que decidiu por maioria apoiar uma aliança com o PC do B e PSB, tendo Flávio Dino como candidato ao governo.
Fala-se até em uma candidatura própria, solução que evitaria uma intervenção nacional no estado, e de certa forma pisaria com pé de pano no estatuto do partido e na vontade dos que decidiram pelo apoio ao comunista.
Criaria a ilusão de que não mais entregariam o partido à família Sarney.
E ficaria por isso mesmo.
Mas depoimentos foram tomados, documentos e há quem diga que até  mesmo provas substanciais dos fatos denunciados pela revista Veja , foram entregues à Comissão, que o impávido José Eduardo Cardozo quis travestir de “conversas em nome da unidade”.
Deve ter “ouvido” o depoimento de Marcelo Belfort confirmando tudo que disse em vídeo, que foi veiculado pela Folha On line e aqui pelo JP.
Recebido os bilhetes da Gol, São  Luís/Imperatriz dados a Belfort para que não comparecesse ao encontro do PT, dentre outras denúncias que acusam o grupo de Roseana Sarney de tentar subornar os delegados do partido.
Deve também ter “ouvido” denúncias contra os que defendem a aliança com Flávio Dino, este mesmo acusado de pressionar um delegado para que votasse com ele, e outras recolhidas no passado envolvendo figuras de proa do PT anti-Sarney.
Teve, enfim, uma noite e tanto.
Ou será que entre tanta compra e venda ele fez ouvido de mercador ?
Veja quem prestou depoimento
Delegados Pró-Flavio Dino
Marcelo Belfor (Ribamar Fiquene)
Francivaldo Coelho (Cururupu)
Arnaldo Colaço (São Luís)
Iranilton Araújo Avelar (Urbano Santos)
Maria de Lourdes Moreira da Silva (Buriti).
Delegados Pró-Roseana Sarney:
Rodrigo Comerciário (São Luís)
Edmilson Carneiro (Vargem Grande)
Fernando Magalhães (São Luís)
Zé Paulo (Governador Edson Lobão)
José Antônio Heluy (São Luís)

Cúpula do PT aumenta pressão para fechar aliança em favor de Roseana

A visita do secretário-geral do PT, deputado José Eduardo Cardoso (SP), e do secretário de Organização, Paulo Frateschi, a São Luís traduziu-se ontem no aumento da pressão da cúpula nacional petista em favor de uma aliança com o PMDB no Maranhão. Sem meias palavras, Cardoso e Frateschi deixaram claro que o presidente Lula exige um palanque único da candidata Dilma Rousseff e da governadora Roseana Sarney, que nas urnas do próximo mês de outubro disputará a reeleição.
Os dois emissários da cúpula petista concluíram sua missão, no começo da tarde de ontem, e fizeram questão de dizer que não vieram a São Luís com o suposto propósito de apurar denúncias de compra de votos, no Maranhão, para favorecer uma aliança do PT com o PMDB. Ambos foram enfáticos ao afirmar que não vieram fazer sindicância e sim “construir o entendimento”, com a prioridade de fortalecer a aliança nacional – do PT com o PMDB – tão almejada pelo presidente Lula e pela cúpula petista.
“Saio daqui esperançoso de que poderemos encontrar um denominador comum, que permita equacionar a questão do Maranhão”, afirmou José Eduardo Cardoso, quando indagado sobre a apuração da denúncia publicada pela revista Veja, dando conta de que delegados petistas teriam sido cooptados mediante pagamento em dinheiro para apoiar a tese de aliança com o PMDB.
Cardoso e Frateschi ouviram os delegados citados na matéria da Veja e outros membros do partido e afirmaram, no começo da tarde de ontem, que o desfecho desta questão política tem um prazo: o próximo dia 11. Segundo informou Cardoso, caberá à Direção Nacional qualquer decisão em relação ao caso e a política de aliança no Maranhão.
Ele confirmou para o dia 11 a decisão final sobre a questão. O secretário-geral disse que a denúncia repercutiu mal para o PT e por isso vieram a São Luís apurar a situação. “A vinda da direção nacional ao Maranhão foi importante e ajuda muito no processo de diálogo entre todos os membros da direção estadual”, declarou José Eduardo Cardoso, logo após a reunião final realizada na sede do PT/MA, na Rua do Ribeirão.
“Os fatos aqui apurados nós vamos relatar à direção nacional, para que sejam definidas as providências que devem ser tomadas. Mas o que eu sinto é que existe uma possibilidade de entendimento. Nós temos aqui lideranças maduras, gente que ajudou a construir o PT, gente responsável e identificada com o projeto maior do partido. Portanto eu acredito que nós temos condições de encontrar um denominador comum”, afirmou Cardoso.
Questionado sobre o saldo da visita, Cardoso explicou que não veio a São Luís, para formalmente, recolher depoimentos. “Nós apenas conversamos. Não viemos aqui para fazer uma sindicância. Nós conversamos com as pessoas, e esse diálogo serviu para se verificar que procedimentos internos poderão ser adotados pelo partido”, declarou Cardoso.
Confronto de opiniões – Estes foram os delegados que deram depoimento pró-Flavio Dino: Marcelo Belfort (Ribamar Fiquene), Francivaldo Coelho (Cururupu), Arnaldo Colaço (São Luís) Iranilton Araújo Avelar (Urbano Santos) e Maria de Lourdes Moreira da Silva (Buriti). Eis os delegados que se manifestaram a favor da aliança com Roseana Sarney: Rodrigo Comerciario (São Luís), Edmilson Carneiro (Vargem Grande), Fernando Magalhães (São Luís) e Zé Paulo (Governador Edison Lobão).
De acordo com o advogado Antônio Pedrosa, que acompanhou os depoentes, foram muito consistentes as denúncias e com prova concreta de gravação de conversas. Quanto à reunião com os dirigentes do PT Nacional com a Comissão Executiva Estadual eles propuseram que os campos pró-Flávio e pró-Roseana Sarney sentem chegar a um acordo e que eles poderão estar retornando ao Maranhão antes do dia 11 de junho, que é quando a direção nacional do PT vai decidir sobre a situação.
FONTE; JORNAL  PEQUENO

terça-feira, 1 de junho de 2010

Investigação sobre compra de votos no PT é mistério

Thamia Tavares


O conteúdo da última reunião realizada nesta terça-feira, 1º, entre a Executiva Estadual do PT e a Executiva Nacional representada pelo Secretário Nacional do partido, José Eduardo Cardoso e pelo Secretário de Organização, Paulo Frateschi foi meramente político e quem esperava uma definição na denúncia de compra de votos vai ter que esperar mai um pouco.
Primeiro, nenhuma definição sobre a investigação da compra de votos foi divulgada. Segundo, o caso merece de mais tempo para o esclarecimento. O vice-presidente do Diretório Estadual, Augusto Lobato considerou que a dupla que veio a São Luís cumpriu com o prometido que seria ouvir os denunciados e denunciantes envolvidos no caso da compra de votos.
“A Comissão veio com o objetivo de ouvir os envolvidos na denúncia e levar as informações para a instância nacional. Foi o que fizeram”, disse Lobato.
Segundo Lobato, as oitivas que começaram na segunda-feira adentraram pela madrugada e chegou ao fim às 5h da manhã desta terça. Quanto ao resultado, provavelmente só será conhecido no próximo 11 de junho quando está marcada uma reunião nacional, onde a questão do PT maranhense será definida.
FONTE: O IMPARCIAL

Salão de Artes Plásticas de São Luís está aberto ao público até o dia 25

O 1º Salão de Artes Plásticas de São Luís, realizado pela Prefeitura de São Luís por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func), está aberto à visitação pública até o dia 25 de junho. O público pode apreciar os trabalhos de segunda a sexta, das 9h às 13h e das 15h às 19h; e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h.
O espaço funciona como uma galeria plural para que os artistas possam demonstrar a criatividade e liberdade de expressão privilegiada. Trata-se de uma mostra competitiva, cuja intenção principal é oferecer ao artista maranhense a possibilidade de desenvolver o seu talento e a sua capacidade de criação.
Instituído pela lei nº 4.919, de 17 de janeiro de 2008, o 1º Salão de Artes Plásticas tem como objetivo reconhecer publicamente, por meio de premiação, os artistas da cidade nas modalidades de pintura, escultura, desenho, gravura, instalação, performance, vídeo e fotografia. Aproximadamente 120 obras fazem parte do acervo da mostra, contemplando mais de 60 profissionais.
De acordo com o regulamento do Salão, serão escolhidos, entre todos os participantes, seis trabalhos que receberão prêmios no valor bruto de R$ 3.000,00, independente de categoria. Além desse prêmio, o júri também escolherá o melhor trabalho do Salão que receberá um prêmio no valor bruto de R$ 5.000,00.
Segundo o presidente da Func, Euclides Moreira Neto, há 14 anos a cidade de São Luís não presenciava uma exposição de arte deste porte. “Esse primeiro salão de artes plásticas da cidade resgata a prática de realizarmos grandes exposições de arte em nossa terra e permite aos artistas plásticos, designers, arquitetos, estudantes de arte, fotógrafos e pessoas da área o espaço que lhe é devido”, disse.
fonte: Jornal Pequeno

Flávio Dino, Zé Reinaldo e Bira do Pindaré se apresentam pré-candidatos em Imperatriz

Uma entrevista coletiva para a apresentação da chapa de pre-candidatos ao Governo do Maranhão e ao Senado acabou se transformando ontem num importante ato de adesão de diversas lideranças políticas, empresariais e sociais de Imperatriz e região tocantina. PCdoB, PSB e PT apresentaram os nomes de Flávio Dino (PCdoB) e Terezinha Fernandes (PT) como pré-candidatos a governador e a vice respectivamente, e José Reinaldo (PSB) e Bira do Pindaré (PT) ao Senado. Também foram apresentados os pré-candidatos a deputado estadual e federal desses partidos.
O auditório do Hotel Posseidon em Imperatriz acabou ficando pequeno para a quantidade de lideranças de diversos municípios da região tocantina que foram acompanhar a entrevista coletiva e levar apoio político à candidatura de Flávio Dino ao Governo do Maranhão. O próprio Dino agradeceu o apoio que vem recebendo na região e disse que a chapa que estava sendo apresentada era a que mais tinha ligação com o Maranhão do Sul.
Num breve histórico de apresentação dos pré-candidatos, Flávio Dino disse que “Bira do Pindaré é sobrinho do vereador Pastor Luis Gonçalves e sempre teve ligação com Imperatriz desde criança, além de ter sido o candidato ao Senado que ganhou as últimas eleições em Imperatriz; José Reinaldo foi o governador que mais trabalhou por esta cidade, com obras de infraestrutura como a ponte e com grande trabalho nas áreas de Saúde e Educação; Terezinha Fernandes é o símbolo da mulher batalhadora que fez um grande trabalho por Imperatriz quando foi deputada federal”, lembrou o deputado.
Ele disse ainda que apesar de ter nascido em São Luís, é filho de Sálvio Dino, que foi prefeito de João Lisboa e ainda mora na cidade, tendo sido, como deputado, o responsável pela emancipação de diversos municípios da região. “Estamos em busca do que é melhor para o nosso Estado. Vamos fazer essa campanha com propósitos e alternativa de melhorias para o Maranhão. Hoje estamos mais uma vez demonstrando o sentimento de coragem que é necessário para vida e para política”, disse Flávio Dino.
O ex-governador José Reinaldo apresentou números referentes às últimas pesquisas eleitorais, que apontam um grande crescimento do nome de Flávio Dino no último mês, com a estagnação dos outros dois candidatos ao Governo do Maranhão. Ele disse ainda que basta que as pessoas acreditem ser possível mudar a história do Maranhão para que isso aconteça. “Assim como aconteceu nas últimas eleições em que as oposições unidas no segundo turno elegeram Jackson Lago.
Para Terezinha Fernandes, “pela primeira vez o Maranhão terá a defesa dos interesses do povo no Senado brasileiro com Zé Reinaldo e Bira do Pindaré; assim como teremos a partir do dia 1º de janeiro, Flávio Dino governando o Maranhão com responsabilidade e justiça”.
O pré-candidato ao Senado Bira do Pindaré reforçou as alianças do PCdoB, PSB e PT, afirmando que não acredita numa eventual intervenção da direção nacional petista no Maranhão. “Nós não infringimos nenhuma norma partidária, nem ferimos as diretrizes do Congresso do partido. Não acreditamos que o comando do PT vá intervir nessa decisão tomada de forma transparente e democrática”, ressaltou.
FONTE: JORNAL PEQUENO

Militante petista no Maranhão relata em vídeo pressão para apoiar Roseana

A Folha conseguiu um vídeo gravado no encontro do PT há duas semanas. Nele, o petista Marcelo Belfort relata como ganhou uma passagem de avião para ir de São Luís a Imperatriz, onde mora, no voo 1859 da Gol dia 18 de maio. Ele disse que quem pagou a passagem foi o “Estado” do Maranhão e fala que recebeu uma “proposta” da turma do Washington [Luz], ex-deputado federal que defende a aliança com Roseana Sarney (PMDB), para não participar do encontro que há duas semanas definiu os nomes que irão compor a chapa de Flávio Dino (PC do B) ao governo. Belfort já disse em entrevista que a tal “proposta” foi de R$ 20 mil para ele trocar de lado e apoiar Roseana Sarney.
Luz nega que tenha compra de votos. O PT no Maranhão se divide entre apoiar Roseana Sarney (PMDB), como quer a direção nacional, ou Dino, como deseja parte do partido no Estado.
(Andreza Matais - Folha de São Paulo)