Novas regras para entrega da Declaração do imposto de Renda

Prazo vai até 29 de abril

Fifa abre janela para jogadores na Rússia e na Ucrânia

Decisão foi motivada pela guerra que acontece no Velho Continente

Expedito Jr. faz Gol de Placa ao apoiar esporte amador em Bacabal

Desportista declaram apoio ao trabalho de expedito

Norris Cole, Lady Conceição e Norris Cole Jr. fazem Show Internacional em Bacabal

Show deve mobilizar toda massa reggueira de Bacabal e região

Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

terça-feira, 29 de novembro de 2011

População de Santa Luzia denuncia que está abandonada

Na audiência pública realizada nesta quinta-feira (24/11) em Santa Luzia, pela Comissão em Defesa dos Direitos Humanos e Minorias, em parceria com a Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa, o deputado André Fufuca (PSD), autor da solicitação, afirmou que o município enfrenta graves problemas na área de segurança. Houve uma grande participação popular na audiência, realizada na Câmara Municipal, com as presenças também de autoridades públicas e representantes de povoados e bairros, que reforçaram com testemunhos que a população de Santa Luzia tem sido submetida a vários tipos de violência, a exemplo de assaltos constantes e agressões físicas.
Ausência - André Fufuca explicou que a audiência serviu para coletar diretamente da população propostas de melhorias para a área de segurança para o município, que serão entregues ao secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes. Fufuca contou que o secretário não pôde participar da audiência e que chegou a lhe solicitar que a suspendesse, por conta da paralisação dos policiais militares e bombeiros, mas como o evento já estava agendado não foi possível. Em toda audiência, as reivindicações principais apresentadas foram em torno do aumento do efetivo e implantação de uma companhia policial e de mais uma delegacia da Polícia Civil.
Soluções - 'São assaltos constantes a empresários, que se sentem reféns; e a população se tranca em casa, porque não pode sair. Essa região tem que ser respeitada. Por isso, venho em nome da Assembleia, buscar solução. Vários povoados estão sem delegacias ou postos policiais', afirmou André Fufuca, na abertura do evento, mas destacou o empenho do secretário Aluísio Mendes, em ampliar as ações na área de segurança.
O foco geral dos depoimentos foi para que a população e as autoridades públicas unam-se em busca da solução do problema. Um dos depoimentos foi prestado pela ex-secretária de Educação do município, Francinete do Vale, presidente do PT, que afirmou que a violência começa na falta de qualidade na educação que a população recebe. O primeiro-tenente Holanda, comandante do destacamento policial, há seis meses no cargo, também disse 'que investir em educação é a base de tudo, para que se tenha segurança pública de qualidade'.
A promotora Fabíola Fernandes citou que a região como um todo enfrenta esses problemas e pregou um trabalho em parceria envolvendo todos os segmentos. Afirmou que é preciso aumentar o efetivo de 16 policiais para 38 e contou que entrou com ação civil pública para obrigar o Estado a fazer isso, mas ele ainda não cumpriu. As declarações da juíza Marcele Viana foram na mesma linha, ao afirmar que faltam educação, melhor estrutura e maior efetivo. Já o prefeito Márcio Rodrigues contou que por várias vezes pediu uma companhia para a cidade e falou das ações que o município tem feito, a exemplo do que já havia dito o secretário de Governo, o ex-deputado Oséas Rodrigues, pai do prefeito.
FONTE: Waldemar Têrr-Agência Assembleia

domingo, 27 de novembro de 2011

OIT lança rede virtual contra o trabalho infantil

trabalho infantil

Pessoas ligadas à causa na América Latina podem se articular, via Internet, para combater o trabalho precoce

A OIT – Organização Internacional do Trabalho lança, nesta quinta-feira (24), a Rede Latino-Americana contra o Trabalho Infantil, um espaço virtual destinado ao debate e à troca de experiências para o enfrentamento do problema, que afeta 14 milhões de crianças no continente. O lançamento acontecerá durante o Fórum Regional contra o Trabalho Infantil, realizado em Lima, no Peru.
A iniciativa tem a parceria da Fundação Telefônica, entidade que possui linhas de atuação voltadas para o acesso à educação, a melhoria da qualidade educativa e a divulgação do conhecimento.
A apresentação da rede será feita por Javier Nadal, vice-presidente executivo da Fundação Telefônica da Espanha, e por Carmen Moreno, diretora do escritório regional da OIT para os Países Andinos, às 9h15 (12h15 no horário de Brasília), logo após a abertura do evento. Internautas poderão acompanhar pela própria Rede (redecontraotrabalhoinfantil.com) e participar via Twitter, pela hashtag #TrabajoInfantilNO.
O objetivo da rede é promover o encontro de pessoas de toda a América Latina, como organizações e articuladores sociais, especialistas, governos e a sociedade em geral para discutir, refletir e trocar ideias, práticas, dificuldades e avanços sobre o combate ao trabalho infantil. Este processo será importante para levantar problemas, êxitos e propostas para pautar os temas de discussão do IV Encontro Pró-Menino de 2012 e a Conferência Mundial sobre Trabalho Infantil, que acontecerá no Brasil em 2013.
A Rede Latino-Americana foi criada a partir da experiência do III Encontro Virtual Pró-Menino da Fundação Telefônica, realizado em 2010, e que contou com a participação de mais de sete mil pessoas. “A partir daí, surgiu a ideia de manter e potencializar a articulação já estabelecida – e que não parou de crescer”, explica a diretora de Programas da Fundação, Gabriella Bighetti. Assim, juntamente com a OIT, foi concebido um novo espaço na web que já nasce com aproximadamente nove mil participantes.
Para viabilizar a troca de informações, a Rede conta com um ambiente interativo, onde são realizados fóruns de discussão, comunidades específicas para trabalhos de reflexão temática, biblioteca com documentos importantes, especialistas para moderação e uma rede social para que os internautas possam se conhecer e compartilhar experiências.
Pró-Menino – O combate ao trabalho infantil é uma das causas da Fundação Telefônica. Para isso, foi criado há 11 anos o programa Pró-Menino, cuja missão é contribuir para a erradicação do problema na América Latina. A iniciativa está alinhada aos Objetivos do Milênio, que propõe a erradicação das piores formas de trabalho infantil até 2015, e de todo trabalho infantil antes de 2020.
O Pró-Menino atende diretamente a mais de 245 mil crianças e adolescentes da América Latina. Seus pilares básicos são as 108 organizações não-governamentais que mobilizam mais de 5.000 trabalhadores sociais de alta qualificação e especialização. No Brasil, aproximadamente 10 mil crianças e adolescentes participam de projetos de combate ao trabalho infantil.
Sugestão de fontes:
Renato Mendes – coordenador do Programa Internacional de Enfrentamento do Trabalho Infantil da OIT – Organização Internacional do Trabalho
Tel.: 61.2106-4600
Fax: +55.61.3322-4352
Segunda a quinta: de 8h às 12h30 / 14h às 17h30 e sexta: de 8h00 às 13h30
Fundação Telefônica – Assessoria de Imprensa via FDCA de São Luís
FONTE: Blog do Valberlucio

Usuários do SUS desconhecem seus direitos

Usuários do SUS desconhecem seus direitos

A Carta dos Direitos dos Usuário da Saúde foi criada em 2006 e visa assegurar os direitos dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). É constituída sobre seis princípios de cidadania e conhecê-la é fundamental na hora de exigir os direitos no antendimento à saúde. Saiba mais sobre as atribuições dessa ferramenta.
Os seis princípios de cidadania que fundamentam a cartilha são: 1. Todo cidadão tem direito ao acesso ordenado e organizado aos sistemas de saúde.
2. Todo cidadão tem direito a tratamento adequado e efetivo para seu problema.
3. Todo cidadão tem direito ao atendimento humanizado, acolhedor e livre de qualquer discriminação.
4. Todo cidadão tem direito a atendimento que respeite a sua pessoa, seus valores e seus direitos.
5. Todo cidadão também tem responsabilidade para que seu tratamento aconteça de forma adequada.
6. Todo cidadão tem direito ao comprometimento dos gestores da saúde para que os princípios anteriores sejam cumpridos.
No decorrer da Carta, cada princípio é seguido de subdivisões, em forma de incisos e alíneas, que servem para detalhar os princípios.
O último princípio (6) sugere que deve-se: II. Adotar as providências necessárias para subsidiar a divulgação desta carta, inserindo em suas ações as diretrizes relativas aos direitos e deveres dos usuários, ora formalizada.
Apesar da clareza do inciso, muitos usuários desconhecem até mesmo a existência da carta. É o caso do servidor público de um Posto de Saúde, Antonio Filho, que diz não conhecer a ferramenta: “Eu não conhecia e ninguém da minha família conhece”. É importante lembrar que a carta foi elaborada há cerca de cinco anos.
Serviço
A Carta dos Direitos dos Usuários da Saúde foi elaborada em consenso pelos Governos Federal, Estaduais e Municipais e pelo Conselho Nacional de Saúde. Está disponível na íntegra no site do Ministério da Saúde. É finalizada com a seguinte informação em letras grandes: “Se precisar, procure a Secretaria de Saúde do seu município”.
Disque Saúde: 0800 61 1997
Site do Ministério da Saúde: www.saude.gov.br
do blog SUS

Projeto que permite aos professores o uso do transporte escolar foi aprovado pela CCJ e será enviado para o Senado, se não houver recurso para que seja analisado pelo Plenário da Câmara.

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta quarta-feira (23) o Projeto de Lei 3706/08, do deputado Renato Molling (PP-RS), que permite aos professores o uso do transporte escolar gratuito já oferecido aos alunos, desde que existam assentos vagos e que não haja alteração da rota.
Leonardo Prado
Dep. Esperidião Amin (PP/SC)
Esperidião Amin apresentou parecer favorável ao projeto.
A proposta altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB – Lei 9.394/96). O texto também revoga a Lei 10.709/03, que concedeu o benefício aos alunos, mas deixou de fora os professores.
A CCJ aprovou o parecer do relator, deputado Esperidião Amin (PP-SC), favorável à constitucionalidade e juridicidade da proposta. Segundo ele, a medida dá maior racionalidade ao uso dos ônibus escolares, pois os assentos vagos serão disponibilizados aos professores.
Tramitação
A proposta foi aprovada em caráter conclusivo e será encaminhada para o Senado, caso não haja recurso para que seja votada pelo Plenário da Câmara. O projeto também já havia sido aprovado pela Comissão de Educação e Cultura.

Íntegra da proposta:

Conferência das Cidades vai debater política de resíduos sólidos


A Câmara sediará nas próximas terça e quarta-feira (29 e 30) a 12ª Conferência das Cidades. O evento é organizado anualmente pela Comissão de Desenvolvimento Urbano. Neste ano, o tema principal do debate é a Política Nacional de Resíduos Sólidos, instituída no ano passado (Lei 12.305/10).
O presidente da comissão, deputado Manoel Junior (PMDB-PB), alerta para o curto prazo que os prefeitos têm para cumprir a nova legislação.
“Os prefeitos têm até o próximo ano para ter seus planos municipais e intermunicipais aprovados. Além disso, têm até agosto de 2014 para extinguir os lixões a céu aberto”, disse.
O deputado explica que a comissão promoveu cinco seminários preparatórios para a conferência, em várias regiões do País, com o objetivo de preparar os gestores públicos para a Política Nacional de Resíduos Sólidos. A lei estabelece metas de redução, reutilização e reciclagem, para redução do volume dos resíduos. Também cria metas para aproveitamento dos gases gerados em aterros sanitários, para eliminação e recuperação de lixões e para a conversão desses locais em aterros capazes de minimizar os danos ambientais.
Selo Cidade Cidadã
Durante a conferência, cinco municípios brasileiros receberão o selo Cidade Cidadã: Sertânia (PE), Miguel Pereira (RJ), Sertãozinho (PB), e Rio Grande e Novo Hamburgo (ambos no RS). O concurso premia as melhores iniciativas na gestão de resíduos sólidos, coleta seletiva e reciclagem do lixo.
Agência Câmara

Ministra da Cultura quer expor parte da Europalia 2011 no Brasil

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, disse que o governo fará esforços para levar para o Brasil parte das exposições apresentadas na Europalia 2011, bienal realizada na Europa, que a cada ano homenageia um país. Esse ano o país reverenciado é o Brasil.
"O mais difícil são as exposições, porque há obras que estão em museus de várias partes do mundo e muitas que são de colecionadores. Existem obras também que já serão emprestadas para outras exposições. Mas se a gente conseguiu reunir isso aqui [na Bélgica], a gente agora precisa fazer um esforço para poder mostrar no Brasil, ao menos algumas partes dessas várias exposições que estão espalhadas por Bruxelas e outras cidades da Bélgica. Queremos mostrar pelo menos as partes mais expressivas para o Brasil", disse a ministra em entrevista à Agência Brasil.
São 2.650 peças em exposição na Europalia, de 700 artistas. Dessas obras, 850 são tombadas pelo Patrimônio Histórico Brasileiro. De acordo com a ministra, ainda não há recursos previstos para levar obras raras para o Brasil. Lembrou, no entanto, que em outubro passado a própria presidenta Dilma Rousseff, ao participar, em Bruxelas, da cerimônia de abertura do festival, falou do desejo de ter as obras em exposição no Brasil.
"Quando estávamos visitando a exposição, nós chegamos a comentar que sentíamos uma certa frustração por não ter um acervo tão rico quanto o que foi reunido aqui para ser visitado pelos brasileiros", disse a ministra.
O festival é grandioso e custou ao Brasil cerca de R$ 30 milhões. São cerca de 600 eventos em programações que incluem artes plásticas (24 exposições), música (171 shows e concertos), dança (67 espetáculos), teatro (40), literatura (29 eventos) e cinema (77 filmes). "O que trouxemos para a Bélgica é um Brasil que existe, mas é um Brasil que não se conhece. Aqui na Bélgica nunca chegou coisa parecida", destacou a ministra.
Uma das maiores exposições em Bruxelas é a Terra Brasilis, em cartaz no espaço cultural ING, na capital belga. A mostra, que reúne mais de 400 peças entre pinturas, gravuras, livros, objetos de decoração e animais empalhados, além dos projetos naturais com amostras de botânica.
Impressiona também a exposição Brasil, Brazil, em cartaz no Bozar, centro cultural dos mais importantes de Bruxelas. A mostra faz um passeio pela arte brasileira desde o século XVIII até a modernidade. Nesse percurso, obras de Aleijadinho, valiosas telas do período romântico como a primeira missa no Brasil, de Victor Meirelles, e Tiradentes Esquartejado, de Pedro Américo. Já na fase moderna, vários exemplares de Tarsila do Amaral incluindo o Antropofagia, símbolo máximo do modernismo brasileiro.
Além disso, obras-primas de Anita Malfati, Cândido Portinari, Alberto da Veiga Guignard, Di Cavalcanti, Vicente do Rego brasilMonteiro, Lazar Segall, Alfredo Volpi, Maria Martins e Arthur Bispo do Rosário tornam incalculável o valor da exposição.
FONTE:Agencia 

Novo método identifica câncer de mama à partir de raio X

Modelo atual apresenta taxa de erro em cerca de 10% a 20% dos pacientes  (Divulgação)
Modelo atual apresenta taxa de erro em cerca de 10% a 20% dos pacientes

Método desenvolvido na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) propõe uma nova maneira para se identificar o câncer de mama. O sistema desenvolvido pelo físico médico André Luiz Coelho Conceição foi construído com base nas informações de radiação espalhada pela mama quando exposta à exames de raio X. Anteriormente, esses dados eram tidos como indesejáveis por reduzir a qualidade da imagem em relação a mamografia.

Durante a pesquisa, Conceição desenvolveu a combinação das duas técnicas de tratamento: a observação dos tecidos a partir do espalhamento dos raios X e a mamografia tradicional.

Foram analisados tecidos normais, malignos e benignos, para que com os dados obtidos se pudesse desenvolver um modelo baseado nas diferenças das composições dos tecidos das mamas, de modo a conseguir diagnosticar o câncer por meio das informações estruturais obtidas a partir das amostras.

Comportamento inesperado
Com o passar da idade, as fibras da mama tendem a ser substituídas por células de gordura, tornando os seios mais flácidos. Desta maneira, quanto mais jovem for a mama mais fibroso será seu tecido.

O tecido fibroso é constituído principalmente por água. Já a gordura é basicamente formada por ácidos graxos. Foi essa diferenciação responsável pelos diferentes resultados no espalhamento dos raios X em médio ângulo. Entretanto, ela só ocorreu da maneira esperada nos tecidos normais. Os tecidos com tumores malignos e benignos apresentaram comportamentos diferentes.

As mamas com tumores passaram a ter um maior componente de água em sua estrutura, comportamento inverso ao considerado natural.Vale lembrar que a mama tende a perder água e ganhar ácidos graxos com o passar do tempo. "A hipótese é que o tumor precisa de um aumento da vascularização da mama para se desenvolver, isso implica também no aumento da porcentagem de moléculas de água", aponta Conceição.

Na região de baixo ângulo, as diferenças se deram com relação às fibras de colágeno. Em amostras "malignas", essas fibras apresentaram uma diferença quando comparadas com as amostras "normais": elas estavam muito mais espaçadas, com maior variação na periodicidade de sua estrutura, "mais frouxas", popularmente falando. Segundo Conceição, uma explicação possível é a de que a invasão do câncer naquele espaço causa a ruptura dessas fibras de colágeno.

Para reparar esses danos, o organismo tenta reconstruir essa ligação. "A reconstrução de uma ligação nunca fica tão perfeita quanto a original. Isso fica visível no espalhamento dos raios, que acontecem com um baixo ângulo". É esta reconstrução imperfeita que pode ser identificada no espalhamento dos raios.

Construção de um modelo para o diagnóstico

Vários modelos para a determinação de um diagnóstico preciso do câncer de mama foram testados por Conceição. O que apresentou melhor resultado foi o que se baseou em um método estatístico chamado "análise multivariada". A novidade deste modelo consiste na variável usada para o agrupamento de amostras: o momento transferido.

O espalhamento é avaliado como uma função de grandeza chamada "momento transferido". Em um paralelo simples, seria como uma medida de força. A força é a relação entre massa e aceleração, o momento transferido é a relação entre o ângulo do espalhamento e a energia dos raios X. "Na prática, o espalhamento nada mais é que uma contagem da radiação espalhada, que contamos por fótons, em função do ângulo de espalhamento e da sua energia da radiação espalhada".

Conceição explica como o modelo simplifica o diagnóstico: por meio de um software específico para análise estatística, é arquivado o número de fótons espalhados por cada amostra em cada um dos valores de momento transferido. O momento transferido é fixo, portanto, valores anormais são facilmente identificados quando comparados com a tabela com os valores-padrão construída pelo software.

Junção de métodos

Conceição sugere que, para maior eficácia na identificação do câncer de mama, o método atual e o novo modelo proposto em sua pesquisa se complementem.

A utilização da informação proveniente da radiação espalhada fornece meios complementares à informação da mamografia convencional, que é baseada simplesmente na radiação que é transmitida pela mama.

O modelo atual apresenta uma taxa de erro (falsos negativos e falsos positivos) em cerca de 10% a 20% dos pacientes. "Esse é um erro muito grave, que pode ser evitado com a combinação dos dois métodos".

Conceição diz não defender a substituição de uma análise pela outra porque o novo modelo só foi aplicado em pequenas amostras, nunca na mama inteira. O processo de avaliação de toda a mama está em fase de estudo e aprimoramento, mas até lá é importante que a mamografia tradicional seja utilizada como uma das ferramentes para o diagnóstico.

Não é possível se fazer uma previsão de quando isso será aplicado em clinicas e hospitais públicos do Brasil. Tudo depende do desenvolvimento de novos detectores, mas já existem estudos nesse sentido em diversos grupos do mundo.

Em seu pós-doutorado, Conceição está trabalhando no desenvolvimento de novos mecanismos para fazer imagens do espalhamento da radiação por meio de mecanismos mais sensíveis e, portanto, mais precisos e abrangentes. Sua pesquisa está sendo feita no Laboratório Nacional de Luz Síncrotron, em Campinas.
FONTE: Estado de Minas

MPMA pede cassação de habeas corpus a acusado de tráfico de drogas em Bacabal

Em parecer do procurador de Justiça José Argôlo Ferrão Coêlho, o Ministério Público do Maranhão requer a reconsideração de uma decisão que liberou da prisão Manoel Santana Pinto, preso durante operação policial em Bacabal. Na casa do acusado foram encontrados 500 gramas de cocaína e R$ 38.980,00.
Ao recorrer da decretação da prisão preventiva, a defesa de Manoel Santana Pinto argumentou que a decisão da Justiça em Bacabal não atendia aos requisitos legais necessários, pois estaria embasado apenas na gravidade genérica do crime e não em fatos concretos. O argumento foi aceito pelo Tribunal de Justiça, que determinou a soltura do preso.
Em seu parecer, o Ministério Público defende a cassação da Liminar concedida pelo Tribunal de Justiça, que determinou a liberação de Manoel Santana Pinto. O procurador José Argôlo ressalta que a polícia chegou a Manoel Pinto após um trabalho de inteligência que apontou os nomes de vários envolvidos no esquema organizado de tráfico de drogas em Bacabal. Conversas telefônicas interceptadas trazem referências expressas à comercialização de drogas.
O procurador de Justiça argumenta, ainda, que “a grande quantidade de entorpecente apreendida em poder do acusado (500g) e exorbitante quantia de R$ 39.000,00, além de ter sido registrado tratar-se de pessoa que faz parte de uma quadrilha voltada para o tráfico de armas e drogas na cidade de Bacabal” são razões relevantes para que Manoel Santana Pinto permaneça preso, garantindo a tranquilidade social e a correta tramitação do processo.
gfonte: CCOM-MPMA

Dilma chora ao lançar programa Viver sem Limite

Brasília (AE) – Em meio a mais uma crise política que pode levar à queda do sétimo ministro, a presidenta Dilma Rousseff abandonou por alguns instantes a imagem de gerente durona, se emocionou e chegou até a chorar ontem, durante anúncio de pacote de ações para portadores de deficiência, em cerimônia no Palácio do Planalto. O Plano Nacional dos Direitos da Pessoa Com Deficiência prevê uma série de ações para esse público, como reserva de 5% das vagas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), aquisição de 2,6 mil ônibus acessíveis para alunos com deficiência, adequação arquitetônica de 42 mil escolas públicas e desoneração tributária em impostos federais sobre produtos e equipamentos de assistência.
Por instantes, Dilma Rousseff abandona a imagem de gerente durona e deixa aflorar as emoções.
O pacote, que prevê investimentos de R$ 7,6 bilhões até 2014, era visto no Palácio do Planalto como “xodó” de Dilma e da ministra Gleisi Hoffman (Casa Civil). A elaboração das estratégias mobilizou 15 pastas do governo, sob a coordenação da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. O momento ternura da presidenta ocorreu logo no início do discurso, ao se referir às filhas do deputado Romário (PSB-RJ) e do senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que têm Síndrome de Down.
“Queria dirigir um cumprimento especial, também, ao Romário e à menina… às duas menininhas que aqui tivemos uma cena, assim, maravilhosa e enternecedora: a filha do Romário carregando a filha do Lindbergh. Queria cumprimentar as duas”, discursou Dilma. “Eu acredito que, em alguns momentos, a gente considera que eles são muito especiais, e aí, queria dizer que hoje este é um momento em que vale a pena ser presidente”, continuou, com a voz embargada e limpando os olhos.
Dilma foi aplaudida e depois aclamada ao coro de “Olê-olê-olê-olá-Dilma-Dilma” pela plateia – uma cena que espantou a frieza típica dos seus eventos e lembrou até as aclamações populares dos tempos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Logo depois, no entanto, a presidenta foi interrompida por uma mulher. “Assina a lei do autista (projeto de lei que institui a política nacional de proteção dos direitos da pessoa autista), pelo amor de Deus! Um pouco mais pelo autista, pelo amor de Deus”, disse. Após a pausa, Dilma continuou o discurso, sem responder à mulher.
Dilma já havia se emocionado em abril, quando prestou homenagem “a estes brasileirinhos que foram retirados tão cedo da vida”, ao comentar o episódio em que um atirador matou estudantes de uma escola em Realengo, no Rio de Janeiro. No encerramento da cerimônia de ontem, a presidenta saiu do salão nobre, evitou a imprensa, não quis responder a jornalistas sobre a situação do ministro Carlos Lupi (Trabalho) e voltou ao trabalho. A gerentona já estava de volta.
ASCOM PLANALTO

Papa João XXIII manteve contato com ETs, segundo estudiosos

Em 2008, o diretor do Observatório do Vaticano, José Gabriel Funes, em entrevista ao jornal Lobservatorie Romano, afirmou que "Deus pôde ter criado vida inteligente em outras partes do universo e inclusive poderiam ser nossos irmãos", declarações que em questão de minutos deram a volta ao mundo. Um dos antecedentes desta feita, foi publicado em 1985 pelo jornal inglês Sun e semanas depois reproduzido por um rotativo norte-americano, em 23 de julho de 1985, onde se assegurava que o papa João XXIII, a quem lhe creditam milhares de fatos milagrosos em curas de doenças em todo mundo, teve vários encontros com seres extraterrestres. Um deles muito especial e bem documentado teve lugar na residência de Castell Gandolfo, em 1961.
Segundo declarou um dos assistentes papais: “Era de forma oval e tinha luzes intermitentes azuis e âmbar. A nave pareceu sobrevoar nossas cabeças, depois aterrou sobre a grama no lado sul do jardim. Um estranho ser saiu da nave; parecia um humano a exceção de que estava rodeado de uma luz dourada e tinha orelhas alongadas. Sua Santidade e eu nos ajoelhamos. Não sabíamos o que estávamos vendo. Mas soubemos que não era deste mundo, portanto devia ser um acontecimento celestial. O Santo Padre levantou-se e caminhou para o ser. Os dois ficaram juntos de 15 a 20 minutos, pareciam falar intensamente. Eles não me chamaram, de modo que permaneci onde estava e não pude ouvir nada do que falaram. O ser deu a volta e caminhou para sua nave, em seguida marchou. O Sumo pontífice dirigiu-se para mim e me disse: Os filhos de Deus estão em todas as partes; algumas vezes temos dificuldade em reconhecer a nossos próprios irmãos”. Naquele momento esta nota não causou nenhuma reação, mas foi retomada em 2007, em um congresso ufológico no Peru pelo bispo para América Central da Igreja Católica Ecumênica de Jesus Cristo, Higinio Asas Gómez.

Os dois teriam conversado por cerca de 15 minutos
Em 23 de maio de 1963, anunciou-se que o papa padecia de cancro de estômago. Em uma semana posterior Angelo Giuseppe Roncalli morreu em Roma. O papa não quis se deixar operar temendo que o rumo do Concilio Vaticano II, que se desenvolvia nesse tempo, tomasse outro caminho. Monsenhor Higinio Asas, em entrevista telefônica com O Gráfico assegurou que “ante o leito de morte lhe perguntou sobre seu encontro e contestou que isso ele levava em seu coração”. O religioso assegurou que “na memória de milhares de pessoas, este Pontífice é recordado como o ‘papa bom’ e é também honrado por muitas organizações protestantes como um reformador cristão”. Disse que “o encontro do Santo Padre com seres não humanos, sendo verdadeiro, abriu sua mentalidade”.

As profecias do papa João XXIII, de Pier Carpi
No livro As Profecias do papa João XXIII [Difel, 1979], do escritor italiano Pier Carpi, lê-se: “As luzes do Céu serão vermelhas, azuis e verdes, e velozes. Crescerão. Alguém vem de longe. Quer conhecer aos homens da Terra. Já tem tido encontros. Mas quem viu realmente tem guardado silêncio”. Sua Santidade João XXIII foi beatificado por João Paulo II em 03 de setembro de 2000 e, quando foi exumado no mesmo ano, o corpo foi encontrado em estado incorrupto. Seus restos descansam na Basílica de São Pedro.
Fonte: Portal UFO

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Brasil testa vacina contra o câncer

Mariana Lenharo - Jornal da Tarde

SÃO PAULO - O protozoário Trypaniosoma cruzi, causador da doença de Chagas, pode ser a nova arma da medicina contra o câncer. Pesquisadores brasileiros conseguiram criar uma vacina contra a doença usando uma variação do micro-organismo incapaz de desencadear a patologia (não-patogênico). Os resultados da pesquisa acabam de ser publicados pela revista científica americana PNAS, uma das mais importantes do mundo.
No artigo, os brasileiros relatam sucesso em experimentos com camundongos para prevenção e tratamento de melanoma, um tipo de câncer de pele. Além disso, os cientistas testaram o Trypanosoma em células humanas in vitro e comprovaram sua capacidade de provocar respostas imunológicas adequadas contra alguns tipos de tumor.
O estudo reuniu cientistas do Centro de Pesquisas René Rachou (CPQRR-Fiocruz), da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e do Instituto Ludwig, em Nova York. Para analisar a ação do protozoário, os brasileiros realizaram uma modificação genética, criando um microrganismo capaz de produzir a mesma molécula fabricada por células tumorais: o antígeno NY-ESO-1.
O mecanismo que explica a ação do Trypanosoma é o seguinte: quando o organismo inicia o combate ao protozoário, entra em contato com a molécula tumoral, que passa a ser vista pelo sistema imune como indicador de células com o protozoário. Induzidas, as defesas do organismo passam a destruir as células com a molécula tumoral como se lutassem apenas contra o Trypanosoma.
Como o protozoário da doença de Chagas tende a permanecer de forma crônica no corpo, o agente transgênico poderia garantir um estado de alerta contínuo contra o câncer, que duraria anos.
“É um avanço importante”, analisa o oncologista do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), Gilberto de Castro Junior. “É uma grata surpresa ver o grupo de imunologia da UFMG, já muito tradicional, publicar em uma revista tão importante como a PNAS”, completa. Segundo ele, o aspecto mais inovador da pesquisa foi usar um parasita que causa uma doença em humanos para infectar células e induzir a resposta contra os tumores.
Coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Vacinas e um dos autores do trabalho, Ricardo Gazzinelli afirma que, antes de iniciar testes clínicos em humanos, será preciso vencer a resistência em usar um parasita transgênico no combate à doença. Agora, o grupo iniciará testes em modelos mais próximos de humanos. “Testaremos em modelos de melanoma em cachorros”, diz.
Atualmente, segundo Castro Junior, a única vacina em estágio avançado de pesquisa é uma opção contra o câncer de próstata, cujos resultados foram publicados neste ano pela revista científica Nature Medicine. O objetivo dos pesquisadores, afirma, é chegar a uma vacina “que previna contra todos os tipos de câncer.”
Tumores mais letais são menos investigados
A vacina contra o melanoma é a mais pesquisada no mundo na área oncológica, com 40 testes clínicos em andamento, segundo estudo publicado na quinta-feira passada pela Universidade de Michigan, nos EUA. Os autores do artigo criticam o critério usado para definir as prioridades ligadas às vacinas anticâncer: ao escolherem o tipo de tumor, os laboratórios usam como guia o número anual de casos, e não a taxa de mortes que provocam. Entre os tipos mais letais, inclusive no Brasil, estão os tumores de pulmão, mama e estômago.
Segundo os pesquisadores, a estratégia pode limitar os benefícios aos pacientes: ter uma vacina contra um câncer curável é menos vantajoso do que obter soluções para tumores mais letais. Matthew Davis, da Universidade de Michigan, diz que hoje existem cerca de 230 ensaios clínicos para vacinas, contra 13 tipos de câncer. “A falta de conexão entre o desenvolvimento de vacinas e as mortes por câncer significa que essas vacinas podem não servir da melhor forma às necessidades dos pacientes de amanhã.”

Abertas inscrições para o Prêmio Estadual Tim Lopes de Jornalismo Investigativo O Disque Denúncia Maranhão lança as inscrições para o 3º Prêmio Estadual Tim Lopes de Jornalismo Investigativo. As inscrições, que iniciaram na segunda-feira (22) e se encerram no dia 31 de dezembro, são mais um dos reconhecimentos ao trabalho jornalístico e incentivo da atividade, estimulando a publicação de reportagens que interessem a sociedade. Entre as categorias premiadas se incluem: Prêmio Tim Lopes de Direitos Humanos, Prêmio Tim Lopes de Televisão, Prêmio Tim Lopes de Internet, Prêmio Tim Lopes de Rádio, Prêmio Tim Lopes Mídia Impressa e por fim Prêmio Tim Lopes de Fotografia. (Leia mais no blog Wellington Rabello) O Disque Denúncia Maranhão lança as inscrições para o 3º Prêmio Estadual Tim Lopes de Jornalismo Investigativo. As inscrições, que iniciaram na segunda-feira (22) e se encerram no dia 31 de dezembro, são mais um dos reconhecimentos ao trabalho jornalístico e incentivo da atividade, estimulando a publicação de reportagens que interessem a sociedade. Entre as categorias premiadas se incluem: Prêmio Tim Lopes de Direitos Humanos, Prêmio Tim Lopes de Televisão, Prêmio Tim Lopes de Internet, Prêmio Tim Lopes de Rádio, Prêmio Tim Lopes Mídia Impressa e por fim Prêmio Tim Lopes de Fotografia. (Leia mais no blog Wellington Rabello)

O Disque Denúncia Maranhão lança as inscrições para o 3º Prêmio Estadual Tim Lopes de Jornalismo Investigativo. As inscrições, que iniciaram na segunda-feira (22) e se encerram no dia 31 de dezembro, são mais um dos reconhecimentos ao trabalho jornalístico e incentivo da atividade, estimulando a publicação de reportagens que interessem a sociedade.
Entre as categorias premiadas se incluem: Prêmio Tim Lopes de Direitos Humanos, Prêmio Tim Lopes de Televisão, Prêmio Tim Lopes de Internet, Prêmio Tim Lopes de Rádio, Prêmio Tim Lopes Mídia Impressa e por fim Prêmio Tim Lopes de Fotografia.
(Leia mais no blog Wellington Rabello)
FONTE: JP

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Juizado de Bacabal recebe juízes do Pauta Zero

O Juizado Especial Cível e Criminal de Bacabal recebe até sexta-feira, 25, o projeto “Pauta Zero”, da Corregedoria Geral da Justiça, onde atuarão 20 juízes na análise de processos prontos para despachos e sentenças e audiências – novidade do “Pauta Zero” implantada na Comarca de São Bento. O corregedor Antonio Guerreiro Júnior irá a Bacabal acompanhar as atividades na unidade, onde tramitam 4.775 processos.

Para a semana no Juizado foram selecionados 546 processos para sentença e mais 345 para atos diversos. Estão agendadas 1400 audiências até sexta-feira.

“Somente nessa segunda-feira, 21, foram programadas 220 audiências no juizado”, destaca a juíza Mirella Cezar, integrante do grupo. As atividades estão sob a coordenação do juiz Pedro Henrique Holanda Pascoal.

O juiz Celso Orlando Aranha, que responde pelo juizado, acompanha os trabalhos do “Pauta Zero” e participa das audiências. As atividades na unidade continuam normais: ficaram mantidas o atendimento ao público e as audiências previamente agendadas.

Em sua mais recente atuação, no final de outubro, o “Pauta Zero” concluiu a análise de 8.644 processos em Barreirinhas, São Bento e Itapecuru (3ª Vara), e ações que incluíram despachos, decisões e sentenças nas três comarcas.

Cobrança irregular de taxas de polícia motivam intervenção do MPMA em Paulo Ramos

Denúncias sobre a cobrança irregular de taxas por policiais e militares para realização de eventos em bares e em outros estabelecimentos de Paulo Ramos e Marajá do Sena levaram o Ministério Público do Maranhão (MPMA) a recomendar, no dia 9 de novembro, que o recolhimento das taxas de fiscalização de poder de polícia previstas pelo Fundo Estadual de Segurança (Fesp) ocorra somente por meio de documentos de arrecadação fiscal (DARF) estadual.
Vista central da cidade de Paulo Ramos
O MPMA constatou que, além das taxas de emissão de alvará de funcionamento pelas duas prefeituras, os donos de bares e similares dos dois municípios têm sido obrigados a pagar na Delegacia de Polícia Civil taxa mensal de R$ 15 e taxas de R$ 60 por evento promovido. Também foi verificado que policiais militares cobram o que chamam de “taxa de segurança pública” em função da realização de eventos e festas por estes estabelecimentos.
Em dezembro de 2004, com a entrada em vigor da Lei Estadual nº 8.192/2004, que instituiu o Fundo Estadual de Segurança (Fesp), passaram a ser parte do Fundo “as taxas de fiscalização do poder de polícia. Na Recomendação encaminhada ao Delegado de Polícia Civil, ao Chefe de Policiamento e ao Conselho Gestor do Fesp, a titular da Promotoria de Justiça da Comarca de Paulo Ramos, Isabelle de Carvalho Fernandes Saraiva, destaca que estas taxas devem ser recolhidas por meio de DARF, único meio legal de destinação de recursos ao erário.
“Toda e qualquer cobrança direta feita por policiais civis e militares é ilegal, uma vez que comprovação da destinação do dinheiro ao Fesp. Além disso, favorece a prática de abusos de autoridade”, afirma.
FESP
O Fundo Estadual de Segurança (Fesp) é administrado por um Conselho Gestor, presidido pelo Secretário de Estado de Segurança Pública, pelo Delegado Geral de Polícia Civil, pelo Superintendente de Polícia Civil da Capital, pelo Superintendente de Polícia Civil do Interior, um representante da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão e por um Secretário Executivo, designado pelo titular da Pasta.
Em 2009, o MPMA requereu, por meio de Ação Civil Pública, a declaração da inconstitucionalidade da lei que instituiu o Fundo. Na ação, também foi solicitada a revogação do Decreto Estadual 5.068, de 6 de julho de 1973, com o objetivo de interromper a cobrança de taxa por serviços de polícia.
Os municípios de Paulo Ramos e Marajá do Sena localizam-se, respectivamente, a 310Km e 400 Km de São Luís.
fonte: CCOM-MPMA

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Retrocesso na Educação Inclusiva

Logotipo da FBASD - Em verde amarelo e azul, olho puxado forma bandeira brasiliera estilizada.
A Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down, FBASD, que reúne 65 filiadas em todas as regiões do Brasil, vem à público externar o seu repúdio ao Decreto 7611/2011, que revoga o Decreto 6571/2008, que estabelece as diretivas para a educação dos estudantes com deficiência na escola regular, em desacordo com os princípios da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e, portanto contra Constituição Federal.
Considerando o importante trabalho que o Ministério da Educação vinha fazendo ao consolidar a Política de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, é inaceitável o retrocesso apresentado pelo referido novo Decreto.
Está comprovado em inúmeros estudos nacionais e internacionais que a educação inclusiva é muito mais benéfica, tanto aos alunos com deficiência quanto àqueles sem deficiência, do que a segregação em escolas especiais.
Não é possível construir um país inclusivo sem a inclusão escolar, porta para a cidadania de todo estudante.
Desde a Declaração de Salamanca, adotada em 1995 pela ONU, o país deveria ter se preparado para a transição dos alunos das escolas especiais para a regular. Com atraso, o MEC, no governo do Presidente Lula, envidou esforços para que isso fosse acontecendo gradualmente, com grande sucesso.
A FBASD não admite restrição do direito inalienável à educação de nossos filhos, e urge a revisão do Decreto 6571/2008 para que garanta que todas as crianças frequentem a mesma escola, como diz a Constituição.
Fonte: FBASD

domingo, 20 de novembro de 2011

Agricultores de Santa Luzia do Tide colhem 4.500 kg de cebola

Uma equipe de agricultores familiares do povoado Chapada do Seringal, distante 155Km de Santa Luzia, acompanhada por técnicos do Escritório Regional da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) de Santa Inês, colheu recentemente 4.500 quilos de cebola.
A comunidade que figura como o maior celeiro agrícola do município e da região central do Estado, é responsável pelo projeto pioneiro na região que compreende 540 metros quadrados de extensão e teve início na primeira semana de maio deste ano, quando foi realizado o plantio.
O produto colhido pelo grupo de colonos foi encaminhado para comercialização em feiras e supermercados locais, de acordo com a engenheira agrônoma Elismar Oliveira. “A idéia de plantar cebola foi da Agerp. Queríamos fazer uma experiência diferente e a partir daí pensamos em produzir cebola, projeto inusitado que deu certo e que nos incentivou a dar continuidade. Tão logo, colheremos a produção de tomate, recentemente plantada no local” disse Elismar Oliveira.
A iniciativa chamou a atenção de agricultores de outros municípios. Agora, quem se movimenta para produzir a hortaliça condimentar mais difundida no mundo são os produtores rurais de Alto Alegre do Maranhão, que também sob a coordenação de técnicos da agência, presidida por Jorge Fortes, começaram o processo de tratamento da terra, para em seguida fazer o plantio.
“Foi uma excelente experiência. Tínhamos curiosidade e agora já podemos expandir o que aprendemos a outros municípios e a outros grupos de agricultores”, ressaltou satisfeita a engenheira do órgão da regional de Santa Inês.
FONTE: jp

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Programa Ecomudança do Itaú Sustentabilidade, 2011 abre inscrições


imagem meramente ilustrativa


Até o dia 30 de novembro de 2011, o Banco Itaú recebá inscrições para o Programa Ecomudança, que tem como objetivo estimular e fomentar projetos de organizações sem fins lucrativos que contribuam para reduzir a emissão dos gases causadores do efeito estufa.
São quatro os temas de projetos que podem ser inscritos:
1. Eficiência Energética: racionalização do uso de energia elétrica ou aumento da eficiência energética de equipamentos de uso final de energia;
2. Energias Renováveis: substituição de combustíveis não renováveis ou uso de energias renováveis: biomassa, solar, eólica, hídrica etc.;
3. Manejo de Resíduos: redução na geração de resíduos sólidos, instalação de biodigestores, compostagem e outras iniciativas;
4. Florestas: recuperação de floresta nativa (recuperação de áreas degradadas com plantação de mudas nativas para recomposição florestal em reservas legais, áreas de preservação permanente – APPs – ou projetos de reflorestamento) ou desmatamento evitado (projetos de redução de emissões de CO2, do desmatamento e da degradação florestal).
Em relação aos projetos de manejo florestal, serão avaliadas iniciativas que buscam a recuperação de florestas nativas em reservas legais e em APPs, projetos de reflorestamento ou desmatamento evitado, visando à redução de emissões de CO2.
O Programa Ecomudança 2011 destinará cerca de R$ 440 mil para até cinco projetos selecionados em cada tema.
Informações e inscrições: Até o dia 30 de novembro de 2011, pelo sitewww.itau.com.br/ecomudanca

O que é Ecomudança?

Em uma atitude pioneira, iniciada em 2007, o Itaú oferece aos seus clientes a possibilidade de aplicar seus recursos financeiros e de obter um retorno adicional: o fortalecimento de projetos que transformam a sociedade. Os Fundos Itaú Ecomudança revertem 30% (trinta por cento) da sua taxa de administração para projetos de organizações sem fins lucrativos com foco na redução de emissões de gases de efeito estufa (GEE), fomentando dessa maneira iniciativas voltadas à mitigação das mudanças climáticas.
Hoje, estão disponíveis duas opções de investimento:
  1. Fundo Itaú DI Ecomudança e Fundo Itaú Personnalité DI Ecomudança, que acompanham a oscilação das taxas de juros, e são opções de investimento para todos os cenários econômicos.
  2. Fundo Itaú RF Ecomudança e Fundo Itaú Personnalité RF Ecomudança,que são favorecidos quando há perspectiva de um cenário de queda da taxa de juros.
O investidor interessado também pode acessar o simulador de emissões de carbono criado especialmente pelo Itaú.
Basta acessar www.itau.com.br/investimentos, ou www.itaupersonnalite.com.br/investimentos, selecionar “Fundos” e em seguida o Fundo Itaú DI Ecomudança ou o Fundo Itaú RF Ecomudança. O simulador estará no link “Simule suas emissões de CO2″

Inscreva seu projeto

Acesse o edital e inscreva seu projeto aqui!

Concurso para missões de assistência técnica: Reforço da governação da cultura nos países em desenvolvimento



Último prazo para inscrições:
24 de novembro de 2011, à meia-noite CET
UNESCO lança uma nova chamada internacional para aplicações de missões de assistência técnica sob o projecto de assistência técnica financiado pela União Europeia (UE), que visa o fortalecimento do sistema de governança cultural nos países em desenvolvimento.
Estas missões será agendada em resposta às necessidades e prioridades dos países beneficiários e levar os principais especialistas em políticas culturais . As missões para fortalecer os países beneficiários em seus esforços para estabelecer legais, regulamentares e / ou institucional e / ou criação de políticas culturais que incluem o desempenho da cultura no desenvolvimento sócio-económico, nomeadamente através das indústrias culturais.
Quais os países podem ser elegíveis?
  • Países em desenvolvimento que são Partes da Convenção de 2005 sobre a Protecção ea Promoção da Diversidade das Expressões Culturais, que são
  • Países beneficiários elegíveis para o tema da União Europeia “Investir nas Pessoas”
As autoridades e instituições públicas em países elegíveis podem apresentar candidaturas para missões de assistência técnica com a UNESCO , que serão avaliadas e selecionadas de acordo com critérios estabelecidos .
Este projeto contribui diretamente para a implementação da Convenção de 2005 e visa reforçar o papel da cultura como um vetor para o desenvolvimento sustentável ea redução da pobreza.
Documentos relativos à aplicação:
fonte: UNESCO

Gianecchini motiva paciente no hospital: 'Tenha força e fé'


 "Ele é muito simpático", elogia José Roberto Beretta Paiano de Oliveira. O garoto de 12 anos já virou conhecido do ator Reynaldo Gianecchini pelos corredores do hospital Sírio Libanês, em São Paulo. "Ele me falou: 'Tenha força e fé para lutar'. E eu respondi o mesmo para ele", contou José Roberto, que está internado no mesmo local para tratar de leucemia.
Foto: Arquivo Pessoal
O primeiro encontro, quando o ator posou para a foto ao lado do fã mirim, foi rápido e aconteceu em 8 de novembro, época em Giane passava pela mais recente bateria de quimoterapia. Depois disso, eles se escabarraram mais algumas vezes pelos corredores e o ator sempre foi atencioso e sorridente com o garoto. É com essa habitual simpatia que Gianecchini tem tratado funcionários e pacientes do hospital. 
Diário do Mearim Com informações do Portal IG