Novas regras para entrega da Declaração do imposto de Renda

Prazo vai até 29 de abril

Fifa abre janela para jogadores na Rússia e na Ucrânia

Decisão foi motivada pela guerra que acontece no Velho Continente

Expedito Jr. faz Gol de Placa ao apoiar esporte amador em Bacabal

Desportista declaram apoio ao trabalho de expedito

Norris Cole, Lady Conceição e Norris Cole Jr. fazem Show Internacional em Bacabal

Show deve mobilizar toda massa reggueira de Bacabal e região

Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

sábado, 20 de outubro de 2018

Bacabal torna-se produtora de gás natural em futuro breve

 
O Secretário de Estado da industria, comercio e Energia Expedido Júnior esteve em Bacabal nesta sexta-feira(19) juntamente com Luis Amorim da SEINC, ambos acompanharam o engenheiro Vinicius da empresa Enerva em visita ao poço de gás Gavião Tesoura no município de Bacabal. A equipe técnica foi acompanhada pelo empresário Fabilson Barros ex-secretário de Emprego e Renda do município de Bacabal.
  A capacidade de produção de gás natural em Bacabal será de 2,2 bilhões de metros cúbicos. O poço tem o prazo de até 02 anos para começar a gerar Royalties para a economia do município.
  Segundo o Governo do Estado a política de atração e expansão de investimentos no Maranhão realizada pela Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), resulta no anuncio de mais uma importante iniciativa no estado. Trata-se da declaração de comercialidade de um poço de gás natural localizado na cidade de Bacabal. 
  A Eneva (antiga MPX), declarou a comercialidade do novo campo de gás natural, chamado de Gavião Tesoura. A partir dessa declaração, há perspectivas de início de produção de gás não só em Bacabal, mas, nas cidades de Bom Lugar e São Luís Gonzaga do Maranhão. Cada município possui um poço perfurado até o momento, com potencial de produção futura.
  Essa é mais uma etapa para o desenvolvimento de nossa cidade que o governo Flávio Dino está dando todo o suporte necessário e teve o emprenho do ex-secretario Simplício Araújo.

EDVAM/JOCIMAR: Semelhanças, diferenças e os mesmos dramas


O gestor interino Edvan Brandão (PSC) tem mais coisas em comum com o ex-prefeito Jocimar Alves do que se possa imaginar. Ambos são de origem humilde, de boa índole, se elegeram a vereador e também presidiram o poder legislativo bacabalense, Edvan, aliás, é o atual presidente da Câmara Municipal.
As semelhanças são várias.
Tanto um como o outro tiveram a oportunidade de também comandarem o poder executivo, ou pelo menos assumiram o cargo para cumprirem essa missão. Digo pelo menos, porque na prática nenhum um nem outro fizeram isso.
Única diferença


Jocimar, técnico em contabilidade, foi eleito a prefeito por voto democrático na eleição de 1992. Edvan, ensino fundamental incompleto, ocupa interinamente o cargo - sem o aval das urnas - para cumprir mandato tampão até o próximo dia 28 de outubro quando haverá eleição suplementar para a escolha dos novos prefeito e vice-prefeito de Bacabal.


Reféns do grupo João Alberto


No que tange à suas administrações a história dos dois volta a se cruzar.
Jocimar praticamente não governou, foi mero instrumento de manobra do grupo do senador João Alberto do qual fazia parte. Naquela época Bacabal viveu seu pior momento político, social e econômico. Jogada completamente às traças e profundamente atolada na corrupção.
Das pessoas que verdadeiramente davam as cartas na gestão, passadas duas décadas, ainda hoje usufruem da riqueza adquirida. Josimar, esse infelizmente morreu em setembro de 2015, pobre, deprimido e doente.
Com a gestão de Edvan Brandão ocorre justamente a mesma coisa.
Do dia que assumiu até hoje é o que menos tem poder de decisão. Tudo, rigorosamente tudo, passa pelo crivo do deputado estadual Roberto Costa (MDB), de Maria José Carvalho (ex-prefeita de São Luís Gonzaga do Maranhão), e, claro, do próprio senador João Alberto.
O trio montou o secretariado, controla as finanças e fica à frente das licitações e contratados celebrados pelo município.
Durante o primeiro turno das eleições gerais desse ano, essa situação ficou mais evidente, pois, foi se utilizando da máquina pública municipal que Roberto Costa conseguiu renovar seu mandato na Assembléia Legislativa.
Como Edvan ainda tem aproximadamente uma semana no cargo, só depois saberemos qual será o final da sua história, porém, de certo é notório que não sairá pobre. Nesses quatro meses seu padrão de vida cresceu bastante. Carro popular, casa simples, relógios e móveis baratos ficaram no passado, agora é tudo do mais extremo luxo.
O liso ficou rico...
FONTE: Blog do Sérgio Matias

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Familia Loiola declara apoio a César Brito

        É grande o numero de lideranças politicas e populares que estão fazendo adesão à candidatura de César Brito, dessa vez foi a competente técnica Kelma Loiola, filha de ex Prefeita Raimundinha Loiola ( a madrinha ), Kelma e sua família que já haviam apoiado Simplício Araújo agora são todos 23.
        A decisão de Kelma foi bem recebida por todos, Kelma com seu sorriso fácil e jeito respeitoso de ser já havia conquistado a todos do grupo, pois desde dos tempos da secretaria de emprego e renda a mesma sempre procurou atender a todos e dá solução para demandas da secretaria.
        Fabilson Barros declarou sua alegria de ver Kelma e sua família do lado certo da história, isso só prova o crescimento da candidatura de César Brito e Florêncio Neto.Tudo indica que novas adesões virão.

WhatsApp esvazia debate na campanha eleitoral deste ano


     As eleições presidenciais de 2018 inauguraram uma nova maneira de se fazer campanha no Brasil, conforme os especialistas ouvidos pela Agência Brasil. O horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão perdeu a atenção quase exclusiva dos eleitores, que também não seguem mais seus candidatos em carreatas ou passeios públicos - mas em espaços virtuais fidelizados como os perfis dos políticos nas redes sociais.

     “É quase uma não campanha”, considera o cientista político Malco Camargos, professor da PUC Minas. “O elemento novo são as redes sociais”, assinala a diretora-executiva do Ibope, Marcia Cavallari. “É um fenômeno novo, ainda em teste”, opina Beatriz Martins, autora do livro Autoria em Rede: os novos processos autorais através das redes eletrônicas.

Com essas mudanças, o debate público ficou esvaziado. Em vez da discussão de propostas sobre geração de emprego, atendimento à saúde, qualidade do ensino, transporte ou segurança pública, eleitores usam seu tempo compartilhando memes com supostos atributos do seu candidato ou com defeitos do oponente.

“As mensagens correm em grupos fechados, dentro das bolhas. Esse ambiente não se caracteriza como espaço público. Não há oportunidade de contraditório”, descreve Beatriz Martins. Nem sempre os conteúdos repassados são comprovados.

Familiares, amigos e colegas de trabalho se tornaram cabos eleitorais engajados, compartilhando inúmeras mensagens por dia, por vezes falsas, como atesta avaliaçãode 347 grupos de WhatsApp feita pelos professores Pablo Ortellado (USP), Fabrício Benvenuto (UFMG) e a Agência Lupa de checagem de fatos. O estudo mostra que entre as imagens mais compartilhadas apenas 8% podem ser classificadas como verdadeiras.
Violência simbólica

Para Fábio Gouveia, coordenador do Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura da UFES, “consolidou-se uma tendência que já estava em curso antes da eleição: violência simbólica, desconstrução de imagem e desinformação”.

O especialista avalia que a maneira como são usadas as novas mídias afeta a credibilidade dos meios tradicionais. “Há uma cruzada que põe em xeque a legitimidade da imprensa”. Segundo ele, é preocupante o comportamento social disseminado entre eleitores de dizer que “a mídia mente” quando confrontados com notícia apurada contra o seu candidato.

Gouveia alerta que a desqualificação constante do trabalho da imprensa e a dificuldade de perceber quando a notícia é falsa ou verdadeira são prejudiciais à democracia. “Independentemente de quem vença em 28 de outubro, esse estrago está feito”, registra.
Esvaziamento dos jornais e importância da TV

“É preciso ensinar as pessoas a lidarem com tanta informação. Saber o que é confiável e o que não é”, pondera Beatriz Martins. Ela, que é jornalista, aponta o “esvaziamento dos jornais” que “perderam peso” com a demissão de jornalistas e diminuição de redações.

Para o filósofo Nélio Silva, mestrando na UFScar, o baixo índice de leitura dos brasileiros é um problema que agrava a circulação de notícias falsas. Por causa disso, segundo ele, a televisão ainda é importante e debates entre os candidatos à Presidência poderiam fazer os eleitores conhecerem melhor as propostas de Jair Bolsonaro (PSL) e de Fernando Haddad (PT).

Para Marcia Cavallari, do Ibope, a televisão teve papel fundamental na campanha. Ela lembra que muitas imagens compartilhadas por WhatsApp, Facebook, Twitter ou Instagram foram replicadas de entrevistas e debates ocorridos nas emissoras de TV. “Uma coisa alimenta a outra”, avalia. O cientista político Malco Camargos concorda e lembra que a TV foi central na cobertura do atentado a faca sofrido por Bolsonaro em Juiz de Fora, no mês de agosto.
fonte|: Agencia Brasil

Lideranças do grupo Simplício declaram apoio a César Brito e Florêncio Neto

     
Em café da manhã realizado nesta quinta-feira(18) na residencia do articulador político Fabilson Barros  mais de 100 lideranças da sede e da zona rural de Bacabal que colaboraram para a grande votação de Simplício Araújo e Carlinhos Florêncio declararam apoio total à candidatura de Cesar Brito(PPS) 23 à prefeito de Bacabal.
      O  Encontro contou com a presença de César Brito e Florêncio Neto que foram recebidos com aplausos pelo presentes, Fabilson Barros coordenador da Campanha de simplício em Bacabal agradeceu a colaboração de todos declarando que foi o esforço de todos que deu expressiva votação para Simplício em Bacabal e que era o momento de todos focarem na eleição de César Brito.
      O candidato a Vice-prefeito Florêncio Neto com a serenidade e equilíbrio de sempre fez uma breve análise da conjuntura política bacabalense, explicou fatos acontecidos durante a campanha e orientou a postura do grupo de agora em diante.
     César Brito já com postura de grande liderança que é, agradeceu o empenho de todos, afirmou que realizará um governo para todos com respeito ao cidadão contribuinte bacabalense, assumiu compromisso de juntamente com Florêncio Neto  trabalhar para o crescimento do município, ao final da reunião foram apresentadas algumas lideranças que aderiram ao 23 nos últimos dias, entre elas o ex-assessor parlamentar Rafael Franco, Neguim do Bom Principio e o  exc-candidato a Deputado Estadual Cândido de Madureira entre outros.
     As mais de 100 lideranças presentes falaram que acreditam em César Brito e tudo farão para garantir a vitória do 23 dia 28 de outubro

Marqueteira diz não saber fazer milagres e já admite derrota de Edvan


Contratada por uma pequena fortuna -por indicação de Roberto Costa - com o objetivo de alavancar a campanha a prefeito do gestor interino de Bacabal, a marqueteira Cíntia Freitas não tem conseguido evitar com que Edvan Brandão despenque na preferência do eleitorado, tendo inclusive já sido ultrapassado pelo seu principal concorrente.


Por conta da falta de resultados, ela tem sido severamente cobrada e também responsabilizada pelo mal desempenho de Edvan.

Com a cabeça a prêmio e no olho do furacão, Cíntia se apega com quem pode para evitar sua queda antes mesmo da iminente derrota nas urnas. Já tentou de tudo para reverter a situação e constantemente se reúne a portas fechadas com servidores, quando exige que absolutamente todos desliguem e entreguem seus aparelhos celulares.
O temor da marqueteira é com os vazamentos de informações que chegam à imprensa.

Nos bastidores Cíntia tem demonstrado desânimo. "Eu não sei fazer milagres, sao muitas denúncias. Essa eleição de Edvan está perdida", teria dito.
FONTE: Blog do Sérgio Matias

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Fabilson Barros revela grande capacidade de articulação política

       
 Empresário respeitado e carismático, Fabilson Barros se destaca na política bacabalense, como presidente do Solidariedade Fabilson conseguiu liderar e  realizar a façanha de fazer com que Simplício Araújo fosse um dos nomes mais votados nas eleições do dia 7.
         A estratégia de Fabilson foi manter uma equipe coesa  de trabalho, conseguiu  adesão de grande número de lideranças populares e políticas , respeitando as diferenças ideológicas de todos Fabilson fez o grupo simplício manter-se unido resultando em sucesso nas  urnas.
          Foram apenas três meses de trabalho, período suficiente para Fabilson articular pessoas, costurar alianças e obter 6.690 votos ficando atrás somente de João Marcelo que teve a seu favor todo o aparato da máquina governamental da cidade.
            Com o exemplo de organização e liderança na Campanha de Simplício,  Fabilson ganha espaço na política bacabalense, assim torna-se um nome com todos as condições de disputar cargos eletivos e torna-se a nova liderança bacabalense.

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Professores de São Mateus denunciam perseguição e pedem ajuda ao governador

          
          Os servidores públicos de São Mateus do Maranhão, através do SINDSEMA sindicato que os representa, expediu esta semana uma carta aberta  que torna publica a perseguição sofrida pela classe dos professores daquele município por parte da gestão pública municipal que tem à frente Miltinho Aragão.
        A carta  tem como destinatário publico o Governador Flávio e na mesma os professores fazem uma série de denuncias gravíssimas contro o gestor municipal. Cansados das perseguições a carta é um ´pedido de socorro ao Governador Flávio Dino. Leia abaixo a carta na íntegra:


EXCELENTÍSSIMO SENHOR GOVERNADOR FLÁVIO DINO.


EM UM ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO DO MAIS HUMILDE SERVIDOR AO PRESIDENTE DA REPÚBLICA, TODOS ESTÃO SOB O IMPÉRIO DA LEI. DESSA FORMA, PRÁTICAS NEFASTAS E ESTRANHAS À REGRA MAIOR, PERPETRADAS POR AUTORIDADES PÚBLICAS COMO: APADRINHAMENTOS, PERSEGUIÇÕES, FAVORECIMENTOS E CONDUTAS SEMELHANTES SÃO INADMISSÍVEIS E INTOLERÁVEIS. NESTA CARTA ABERTA ENDEREÇADA A V. EXA; DISCORREREMOS SOBRE PERSEGUIÇÃO.
GOVERNADOR,
Desde que Vossa Excelência chegou ao poder neste Estado, após cinco décadas de preponderância de um grupo político tradicional, tem demonstrado que uma de suas principais metas é melhorar os indicadores educacionais do nosso Estado, prova disso, é a concretização do Programa Escola Digna, a ampliação da rede estadual de ensino integral e a valorização do magistério.
Acreditamos, que nestes tempos tenebrosos que assombram o nosso Brasil, duas espécies de líderes políticos se revelarão: os bons e os maus. Os bons nestes tempos duros farão todo esforço criativo para defender o seu povo, os maus, não medirão esforços para tirar proveito de toda miséria e devastação jogando a responsabilidade de seus atos mal-intencionados a instâncias superiores.


Excelência, acreditamos que o Sr. Não tem conhecimento da perseguição pela qual estão passando os professores da cidade de São Mateus do Maranhão onde um aliado político promove a meses uma perseguição insana e raivosa contra os professores da rede pública deste município. Muitos professores já apresentam distúrbios orgânicos e até o momento em que esta carta é redigida “OITO JÁ SE ENCONTRAM LICENCIADOS PARA TRATAMENTO DE SAÚDE,” outros tantos já manifestam intenção em recorrer a esse recurso movidos pela extrema angústia.
De forma abominável o prefeito desta cidade majorou a carga horária dos professores passando por cima das leis que ele demonstra não concordar e interpretar de acordo com suas conveniências.
O mais abominável em toda esta perseguição é que gerações de crianças e jovens deste município pagarão um alto preço pelo caos na educação. Escolas sucateadas, carteiras escolares quebradas, iluminação deficiente, em algumas escolas salas de aula que mais se assemelham a saunas e o mais cruel e desumano crianças chorando com fome por falta da merenda escolar, junte-se a tudo isso professores exauridos, angustiados e precarizados.

Sr. No meio de toda essa desordem e confusão causadas por um único homem, ainda tem professores conscientes da importância social do seu ofício. De todos os ofícios, o nosso é o mais importante. Não pela quantidade de dinheiro que nós ganhamos, mas pelo serviço que prestamos a nossos semelhantes.
Excelência o que nos deu forças e ânimo para escrever-lhe esta carta foi o fato de saber que o Sr. É um de nós. O governador Flavio Dino é antes de tudo o PROFESSOR Flávio Dino. Se for possível e conveniente a V. Exa. chamar este aliado político à razão para que o mesmo imite o seu exemplo faça-o nós acreditamos nisso, brevemente o seu governo estará sob julgamento popular e um aliado não pode desfazer com os pés o que o Sr. Tem arduamente construído com as mãos.
Congratulações, SINDSEMA