Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Ministro do Desenvolvimento Agrário visita estande do Arca das Letras na Bienal do Livro


Ministro do Desenvolvimento Agrário visita estande do Arca das Letras na Bienal do Livro

Foto: Andrea Farias

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, visitou nesta sexta-feira (20), o estande do programa Arca das Letras, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) na 1ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura de Brasília. Recebido pela coordenadora geral de Ação Cultural do MDA, Cleide Soares e pelo Secretário de Cultura do GDF, Hamilton Pereira, o ministro foi prestigiar as doações feitas para as bibliotecas rurais e cumprimentou os jovens que entregaram livros para o programa. “O Arca das Letras visa levar o ato de ler e o acesso aos livros a um universo maior da população rural brasileira. O objetivo é estimular a leitura”, explicou.

No estande do MDA, Pepe Vargas agradeceu a todas as pessoas e instituições que fazem doações ao Arca das Letras e destacou a importância da participação na Bienal.“O MDA e o Arca das Letras não poderiam deixar de estar presentes. A doação é um gesto, de solidariedade, maravilhoso. Esses livros vão permitir que muita gente tenha acesso à leitura”, ressaltou. O ministro,  também, entregou álbuns de figurinhas da Copa do Mundo às crianças de escolas públicas que foram conhecer o estande.

As estudantes Lívia Maria e Alice Sereno foram ao estande do MDA doar livros didáticos ao Programa. “É uma oportunidade de fazer circular os livros que eu já li e dar a chance de outras pessoas aprenderem com eles”, comentou Alice. As estudantes aproveitaram a oportunidade para deixar recados para os novos leitores. “Deixamos bilhetinhos nos livros incentivando as pessoas a ler. Acho importante levar o livro a quem não tem acesso para que eles possam conhecer e gostar de ler”, completa Lívia.

Para o professor de biblioteconomia aposentado da Universidade de Brasília (UnB), Sebastião de Souza, que compareceu ao estande, o projeto é mais uma oportunidade de acesso ao saber, além de um grande incentivo ao conhecimento.“É uma ideia prática e fácil de motivar a leitura. Com o Arca, a biblioteca fica mais acessível e muitas pessoas podem conhecer uma biblioteca pela primeira vez na vida”, ressalta.
Arca das Letras
Criado em 2003, o Programa pretende incentivar e promover o acesso à leitura em comunidades rurais. Até o momento, mais de 8,7 mil bibliotecas foram implantadas pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário em todo o Brasil.  Famílias de agricultores, assentados da reforma agrária, pescadores, quilombolas, indígenas e populações ribeirinhas são beneficiadas pela iniciativa.

As bibliotecas são instaladas em locais de acesso público, como associações, ou em casas de trabalhadores voluntários do programa, conhecidos como Agentes de Leitura. São eles os responsáveis pelo empréstimo dos livros e pelas campanhas de ampliação das coleções.

A ação conta com mais de dois milhões de livros, todos conseguidos por meio de doação. Os acervos, armazenados em móveis-bibliotecas, denominadas de arcas, possuem títulos da literatura brasileira e estrangeira, material didático, histórias em quadrinhos e publicações técnicas, entre outras opções. 
FONTE: MDA

2 comentários:

  1. Acorda bacabal, as Arcas estão ai!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Bacabal é privilegiado com 18 arcas, mais não esta dando seu legitimo valor, acorda Bacabal as blibliotecas estão por ai nas comunidades rurais,aproveiten tem muita coisa boa!!!!!!!!!

    ResponderExcluir