Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Membros do PDT retomam discussões sobre candidatura própria ou apoio a Flávio Dino


A exemplo de outros partidos, o Partido Democrático dos Trabalhadores (PDT) permanece se movimentando em torno das eleições de 2014. No início dessa semana, a diretoria do partido retomou uma série de reuniões que vão definir os rumos da legenda nas eleições majoritárias. Na pauta a discussão quanto a candidatura própria, que possivelmente será de Hilton Gonçalo ou o apoio a chapa comunista, liderada por Flávio Dino (PCdoB).
A deputada Valéria Macedo (PDT), que esteve na última reunião, avaliou de forma positiva e falou da indefinição quanto aos apoios às candidaturas majoritárias. “A discussão da diretoria estadual tratou de vários assuntos referentes a questões como filiações, candidaturas de deputados estaduais federais, questão do apoio à candidatura e até a presente data não ficou nada definido quanto aos apoios”, afirmou.
O deputado Carlinhos Amorim (PDT) ressaltou as pautas que foram debatidas e também a necessidade de um posicionamento quanto à eleição de 2014. “O PDT faz mensalmente avaliações, sobre o crescimento do partido no estado. Discutimos datas de convenções, possibilidade de formação de chapas, eleições proporcionais e discutimos também a necessidade de o partido deixar muito clara a posição dele em relação às eleições desse ano”.
Carlinhos Amorim afirmou que o PDT irá versar pela oposição ao candidato do governo do estado, porém não há definição quanto ao apoio ou candidatura própria. “O partido vai marchar no campo das oposições, mas precisa definir se vai compor com Flávio Dino ou se vai lançar projeto de candidatura própria, eu particularmente entendo que temos um tempo para isso, não podemos demorar e fixamos um prazo para o mês de abril, para tornar pública a nossa decisão”, afirmou.
Quanto às articulações com o PCdoB, Carlinhos Amorim diz que a conversa já acontece há bastante tempo, inclusive pendendo para o lado da indicação de um nome para disputar a vaga de vice-governador na chapa de Dino. “A conversa com Flávio Dino já acontece há muito tempo, entre o presidente nacional do PDT e o presidente nacional do PCdoB, inclusive, uma formação de uma chapa indicando o vice, foi muito conversado”, disse.
Amorim, porém, ponderou que o PDT precisa de uma definição de Flávio Dino para consolidar a parceria. “Acontece que o tempo passa e as alianças vão se ampliando, os partidos que vão chegando também podem pretender a indicação da vice, então interesses começam a se chocar. É preciso que o Flávio Dino deixe claro para o partido que o quer como parceiro de chapa”, lembrou.
Segundo o deputado, o PDT tem pelo menos quatro nomes que disputariam uma vaga de vice-governador. “A gente ainda não apareceu o nome a ser apresentado pelo partido. Há quatro nomes: o do Márcio Honaisser, de Balsas, o do ex-deputado Deoclides Macedo, tem o meu nome e o da Rosângela Curado. Eu entendo que o PDT tem tudo para indicar um nome da região Sul do Maranhão”, finalizou Carlinhos Amorim.
FONTE: Glaucione Pedrozo DE  O IMPARCIAL

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário