Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Veja a lista dos 5 políticos mais ricos do Brasil, segundo a Forbes



Com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Forbes elaborou uma lista com os políticos mais ricos do Brasil. Ao todo, os cinco citados na matéria apresentam um patrimônio estimado de quase 3,2 bilhões de dólares.
Apesar de citar o grande problema da corrupção brasileira, a Forbes destaca que a maioria deles construiu sua fortuna antes de entrar na vida política. Segundo a publicação, são donos de companhias abertas, que requerem uma maior transparência e governança corporativa mais rigorosa, e por isso a necessidade de se manterem longe de escândalos (não necessariamente o caso de Paulo Maluf). Ficou curioso? Saiba quem são eles.

Conheça os políticos mais ricos do Brasil:
1.Lirio Parisotto– US$ 1,9 bilhão: político mais rico do Brasil, Parisotto é o segundo suplente do senador Eduardo Braga, do Amazonas, e é um dos maiores investidores no mercado de ações do Brasil.


Segundo a Forbes, o político mais rico do Brasil é Lirio Albino Parisotto (PMDB-AM), com um patrimônio líquido de 1,9 bilhão de dólares. Parisotto, que foi eleito como suplente de senador com Eduardo Braga (PMDB-AM), é um dos maiores investidores do mercado ações do Brasil.

Nascido na região sul do país, atualmente vive em Manaus. Ele foi convidado por Braga em 2010 para participar de sua chapa eleitoral. Dono da produtora de vídeo e áudio Videolar, Parisotto teria entrado na política para acabar com a pirataria.

2.Blairo Borges Maggi– US$ 960 milhões: o homem mais poderoso da agricultura no Brasil, Maggi já recebeu o prêmio “Motosserra de Ouro” do Greenpeace em 2005, quando ele era o governador do Mato Grosso. Hoje, ele é senador pelo mesmo estado, e um dos proprietários do Grupo André Maggi, maior produtor de soja do mundo.


O Segundo da lista é Blairo Borges Maggi (PR-MT), citado como um dos homens mais poderosos da agricultura no Brasil. Hoje é senador por Mato Grosso, mas também já atuou como governador do estado.

Maggi é também dono do Grupo Andre Maggi, companhia fundada pelo seu pai que é a maior produtora de soja do mundo. Patrimônio líquido do senador é estimado em 960 milhões de dólares.

3.Marcelo Beltrão de Almeida– US$ 200 milhões: Almeida é herdeiro da CR Almeida, uma das maiores construtoras do Brasil, fundada pelo pai dele, Cecilio do Rego Almeida. Exerceu dois mandatos de vereador em Curitiba e atualmente está considerando uma candidatura ao senado em 2015. Almeida também possui uma participação na EcoRodovias, uma das maiores concessionárias de rodovias do país.


O deputado Marcelo Beltrão de Almeida (PMDB-PR) é o terceiro colocado da lista. Seu pai, Cecílio do Rego Almeida foi o fundador de uma das maiores construtoras do país, a CR Almeida. Assim como Maggi, Marcelo Almeida também possui uma cadeira no Congresso, mas como deputado federal. O político estaria cogitando concorrer a uma vaga para o Senado nas eleições de 2014. Sua fortuna é estimada em 200 milhões de dólares.

4.Otaviano Olavo Pivetta– US$ 100 milhões: prefeito de Lucas do Rio Verde, uma pequena cidade do Mato Grosso, Pivetta foi eleito para seu segundo mandato em 2012. Após a eleição, foi acusado de compra de votos durante a sua campanha, mas inocentado de todas as acusações pelo Tribunal Superior Eleitoral do Brasil no ano passado. Pivetta é o maior acionista individual na capital aberto Vanguarda Agro, um dos maiores produtores de grãos do Brasil.


De uma pequena cidade do Mato Grosso sairia o quarto colocado da lista da Forbes. Otaviano Olavo Pivetta (PDT-MT), prefeito de Lucas do Rio Verde e com patrimônio líquido de 100 milhões de dólares, é o maior investidor individual da Vanguarda Agro.

Pivetta foi eleito em 2008, sendo reeleito para o cargo em 2012. Durante a campanha foi acusado de compra de votos, mas posteriormente foi inocentado de todas as acusações pelo Tribunal Superior Eleitoral.

5.Paulo Salim Maluf – US$ 33 milhões: figura polêmica no país, Maluf também está na lista dos procurados da Interpol por acusações de conspiração, furto e propina. Ex-governador e prefeito de São Paulo, foi acusado de corrupção ao longo das quatro décadas de sua carreira política, embora ele nunca tenha sido condenado pelos tribunais brasileiros. Sua família tem o controle acionário da Eucatex, uma das maiores fornecedoras de materiais para as indústrias de construção e de móveis no Brasil.


O último da lista dos mais ricos também é um velho conhecido dos brasileiros: Paulo Salim Maluf (PP-SP). Segundo a Forbes, o deputado possui um patrimônio líquido de 33 milhões de dólares. Sua família é controladora da Eucatex, uma das maiores fornecedoras de materiais para a indústria de construção e móveis do país.

Maluf, que também já atuou como governador de São Paulo, foi frequentemente acusado de corrupção durante as suas quatro décadas de vida pública. O Tribunal de Jersey coordenou o político em 2012, ordenando que US$ 32 milhões em seu nome e no nome de seu filho fossem devolvidos ao cofres de São Paulo.
FONTE: Exame e Glamurama

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário