Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

terça-feira, 11 de setembro de 2018

Crônica do Dia: Compromisso com a gente!


                          Compromisso com a gente!


   Eram seis horas da tarde. Segundo sua vó Sebastiana Faustina seis  é hora das almas. Francisco da janela do quintal observa  brilho do sol refletir nas águas pardas do |Mearim onde por anos a fio tirara seu sustento e de sua família. Hoje seu rosto marcado pelo tempo parecia procurar os caminhos de mãe África.Sua pele farta em melanina estava ressecada , aos 84 anos não tivera o prazer de usufruir do hidratante da cidadania.
   Mais uma vez era tempo de eleição na terra da bacaba, agora inventaram uma tal de eleição complementar, claro, ele mau sabia escrever o nome Francisco dos Santos aprenderam à base da pedagogia da palmatória com dona Alice Mendes e era muito grato a ela, aquele tipo de ensino parecia correto e não lhe deixara nenhum trauma, pelo contrário lhe deixou com caráter de homem, fora o Rei do Mufumbo nos tempos áureos da Trizidela.
   Não compreendia nada das eleições suplementares, a esculhambação na televisão também não lhe atraia, quantas vezes ajudara a encher o saco de João, e viu muito josés ficam pra traz, agora quase no fim da vida não tinha obrigação votar, mas queria exercer seu direito de pacato cidadão, conhecia a história de Bacabal, parecia que que estava escrita nas linhas de suas mãos calejadas.
   Hoje recebera a visita de três candidatos na tal de eleição suplementar, conhecia também os candidatos de ouvir falar, se identificara com um que parecia ter uma deficiência labial, ele também a tinha e conhecia muita gente da sua idade que também tinha, fora a vida inteira motivo de apelido para os amigos, de longe viu seu Carlinhos, quantas vezes viajaram nos mixtos da empresa Florêncio  que com o tempo evoluíram para confortáveis ônibus.
   Aquele garoto quase quarenta anos mais novo do que ele vira nascer, hoje ostentava um charmoso bigode grisalho, ele também tinha bigode, dizem que preto quanto pinta tem três vezes trinta, sorria quando ouvia tal expressão impregnada de racismo.
   Fora com a cara daquele Rapaz que um dia vira Criança, Carlinhos Florêncio, agora já era  homem feito, tinha poder para mudar a vida do povo, que pena que ele não encostara na sua casa, mas gravara na memória uma palavra:
   _Compromisso com a gente, - exclamou quase num suspiro. - eu ouvir ele dizer na casa de Mundiquinho que tem compromisso com a gente... - Concluiu Francisco.
   Pegou a  sacola plastica surrada onde guardava todos seus documentos, inclusive o cartão do seu benefício. De repente seu celular, aquele que sua neta numero 13 chamava de "tijolinho", chamou com sua irritante melodia, Francisco atende:
   _Alô?
   Tinha a mania de falar perguntando:
   _ ...
   _Graças a Deus! - Disse Francisco aliviado, era uma de suas filhas para avisar que nasceu sua sétima bisneta.
   Francisco pegou seu título de eleitor e o olhava pensativo:
_ Esse ano eu vou votar minha filha, sinto que dessa vez alguém tem compromisso com a gente...

Zezinho Casanova

0 comentários:

Postar um comentário