Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Bacabal terá ato Todos Contra Bolsonaro e juntos pela Paz

          Articulado por um grupo de cidadãos e cidadães de bem, intelectuais, mulheres, professores, artistas, representantes de comunidades quilombolas, e religiosos de vários segmentos, acontece neste domingo (30) em Bacabal -Ma o ato Todos contra Bolsonaro: Juntos pela Paz. O evento está previsto para as 8h no mercado da rodoviária em frente ao Estádio Correão.
          O Ato começará ao lado do estádio em frente à feira. depois fará um percurso sentido bairro da areia, na ocasião será feita uma breve parada na BR 316 como forma de chama atenção  às pessoas em trânsito sobre o assunto debatido da caminhada, em seguida haverá concentração  dos manifestantes proximo ao Detram.
        Trata-se de um ato suprapartidário, por isso não será permitido bandeiras de partidos ou candidatos. O uso de adesivos   é autorizados de maneira parcial pois cada pessoa poderá se quiser usar adesivo em suas roupas. A Coordenação do evento sugere que todos vvistam branco durante a manifestação
QUAL O PROBLEMA COM BOLSONARO? ELE NÃO!

Resultado de imagem para ele nãoO Brasil vive um dos momentos mais lindos e perigosos de sua história, há pouco dias de eleições gerais,  vem à tona as ideologias dos candidatos, dentre os mais cotados está Jair Bolsonaro político de atuação medíocre, mas que vem conseguindo conquistar milhões de fervorosos seguidores, se no passado militantes  progressistas sofriam apenas perseguições do aparelho estatal, hoje são seus amigos, vizinhos e companheiros de trabalhos que agem como caes amestrados a serviço do "Coiso".       
        Como dizem nas redes sociais, o problema não é só "Ele" ser machista, É ele ser um candidato machista à presidência da República num pais onde a cada 2 minutos, 5 mulheres são vio9lentadas geralmente em casa, por seus companheiros  e parentes.On de as mulheres ganham em média, no mesmo posto e funções, quase 25% a menos que os homens. mesmo sendo mais escolarizadas
O problemas não é ele ser homofobico, racista e contra os serviços públicos de saúde e educação. O problema não é só ele defender o uso de armas de fogo pelo cidadão comum ou ser um falso cristão.O problema não é só ele ser um hipócrita defensor do combate à corrupção e nem saber que não existe mais a nomenclatura portador de deficiência ou deficiente físico.. O problema não é só ele saber nada sobre política habitacional nem as pessoas acharem que ele é um dos poucos políticos honestos.
        O problema não é só ele ser uma pessoa que simbolicamente inspira a violência, mas ser ignorante e não saber conversar. O problema não é só ele dizer que vai rasgar o Estatuto da Criança e Adolescente, o problema afirma Wederson Santos , não é só ele não saber história do Brasil, achar que a escravidão não existiu ou sachar que os moradores de comunidades quilombolas são vagabundos.É ele ser um candidato a Presidência da Republica em um  país onde mais tarde a escravidão foi abolida e onde estima-se que tenha ainda 155 mil pessoas em trabalho escravo ou análogo à escravidão neste momento."

0 comentários:

Postar um comentário