Diário do Mearim Cidadania

Diário do Mearim Cidadania

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

LÍNGUA PORTUGUESA: Xô, crase

O maior problema da crase? É o artigo. O acento grave (`) indica a fusão de dois aa. Um é preposição. O outro, em geral, o artigo definido. Ora, o pequenino a só tem vez antes de nome feminino. O machinho pede o. Sem o azinho, o grampo não tem vez. Xô!

Não use o acento grave antes de nome masculino: Bebê a bordo. Saiu a todo vapor.
com palavras repetidas: cara a cara, uma a uma, gota a gota, face a face, semana a semana, frente a frente.

antes dos pronomes pessoal, indefinido e os demonstrativos esta, essa: Dirigiu-se a esta funcionária. Confessou a ela as trapaças que havia feito. Saiu a toda. É honesto a toda prova.
Aplaudia o funcionário a cada etapa vencida. Assistiu a algumas cenas do filme. O assessor fala
com o presidente a qualquer hora.

com o a no singular seguido de nome plural: Assistiu a reuniões durante o dia. Falou a
professoras presentes ao evento. Vai a cidades sugeridas no roteiro. Conseguiu o emprego a duras penas.

com o casalzinho de…a: Trabalho de quarta a sexta. Viajo de segunda a segunda. De quarta
a sexta, faço plantão de 24 horas.

antes de nome de cidade (sem especificação): Chegou a Brasília. Bem-vindo a São Paulo.
Vou a Moscou, a Paris e a Roma. (Compare: Chegou à Brasilia de JK. Foi à Moscou dos czares, à
Paris da alta costura e à Roma dos papas. Bem-vindo à São Paulo dos bandeirantes.)

antes da locução a distância (sem especificação): Siga-a discretamente, a distância. A universidade oferece cursos a distância. A distância, todos os gatos são pardos. (Se a distância for determinada, o acento tem vez: Segui Maria à distância de mais ou menos 100m. Os sem-terra marchavam à distância de um quilômetro.)
fonte: Blog da Dad




Reações:

0 comentários:

Postar um comentário